andredecourt's Foto von 02.12.03

A foto seguinte certamente ainda no sec. XIX, ou nos primeiros anos do Sec. XX mostra as obras de urbanização e pavimentação, já existem construções, mas a murada ainda guarda o formato primitivo, que em breve perderá, ainda existem árvores no leito da rua que certamente estão com seus dias contados, os bondes já são elétricos .

Comments (10)

rioantigo 02.12.03 16:19 …

Fotos raras, creio. Nunca as tinha visto.

leflaneur 02.12.03 16:36 …

Santa Tereza?

Dani 02.12.03 18:24 …

Bondes cheios, várias pessoas na rua, muitas obras, casas boas… com direito até a cachorrinho na linha do bonde. O movimento é muito maior do que imaginei para a época! Muito legal. Me deu sensação de prosperidade. Adorei!

luisarocha 02.12.03 22:24 …

Você tem alguma imagem do subúrbio antiga???
Muito se vê e fala da Zona Sul e pouco sobre o subúrbio…..
Moro no Méier e andei pesquisando a história do bairro…. Se tiver alguma imagem :-) )))

garaffa 03.12.03 09:42 …

Sensacional! A escadinha (parece a mesma) está lá até hoje e o sobrado da esquina é hoje uma delegacia, não?

riolindo 03.12.03 09:44 …

esta foto eu reconheci bem, mas na anterior nao consegui ver onde no largo dos guimarães que possa ser… de qq jeito, temos uma cidade nobre em nossas vidas e isto eh muito especial

andredecourt 03.12.03 11:16 …

Aos que tiverem fotos de família da Zona Norte ( pós Tijuca) e Suburbana, peço para que sejam colocadas na rede, pois fotos dessas regiões são extremamente raras .
Fotos de Madureira, Penha, Ramos, Meier, e adjacências são bem vindas !!!

guimacaco 03.12.03 11:22 …

Essa está um luxo. Passo quase todo dia por aí e, para falar a verdade, essa visão ainda permanece.

andredecourt 03.12.03 17:58 …

Reparem bem na amurada, ela é que identifica onde é a outra fot, os dentes que vemos na outra foto ainda existem nessa

ricardolafayette@hotmail.com 08.01.04 13:39 …

Parabens pelo site André. Em breve vou enriquecê-lo com a foto que eu sei que vc gosta muito. Rua Santa Clara no início do processo de urbanização e 1934. Um abraço, Ricardo.