andredecourts foton från 2004-11-07

Década de 10

A primeira Av. Atlântica é destruída por violenta ressaca, foto certamente de Malta
Após essa ressaca o prefeitura resolveu melhorar a via, duplicando-a, construindo um novo paredão, o obelisco que hoje se encontra no Leme na praça Júlio de Noronha quase na frente do portão do forte Duque de Caxias eterniza essa reforma terminada em 1919 na administração Paulo de Frontin .
O obelisco ao contrário do que se fala não ficava no posto VI, mas sim no posto V.

Comments (31)

artebrasil 2004-11-07 07:53 …

Que legal saber dessa exposição, excelente iniciativa!

:-)

abração,

William

sergioaraujo 2004-11-07 08:02 …

Vou lá agora conhecer
abs

roney 2004-11-07 08:03 …

muito interessante! vou tentar visitar esta exposicao de fotos…. eu adoro acompanhar a historia fotografica dos lugares! bom domingo!

angemon 2004-11-07 08:42 …

postei!!!!!14:30 h…ok?

carolrosachoque 2004-11-07 09:01 …

Década de 10, muito interessante!!
Bjos e ótimo domingo

rodperez 2004-11-07 09:58 …

incrivel!!

muito boa essa foto

mapas 2004-11-07 10:01 …

Curioso, já não ocorrem mais tantas ressascas como antigamente, não? Foto e texto bem interessantes.

betotumminelli 2004-11-07 11:01 …

E Obelisco ficava aqui pertinho de casa!!!!

:-) ))

joelmarinho 2004-11-07 11:16 …

dia destes eu não estava falando do teu latim…..era uma brincadeira com a possibilidade de trocar as palavras e “concluir”….que o trabalho mata…! – e eu lá entendo alguma coisa de latim, sô…?!
abraçoooo!

serrano 2004-11-07 11:33 …

Qual é o horário da exposição na Siqueira Campos?

hjwery 2004-11-07 15:17 …

É dificil imaginar que tinha pouca areia naquele deserto de copa.

Vo passar lá, nos dois!

mapas 2004-11-07 16:10 …

Tradução e brincadeira à parte, o trabalho hoje é realmente fatal devido ao salário mínimo e à aposentadoria que são de morrer de fome.
Enquanto isso, o Dicionário de Expressões e Frases Latinas diz que:

LABOR IMPROBUS OMNIA VINCIT,LABOR OMNIA VINCIT
-O trabalho tudo vence
-No pains, no gains
-Avec du travail on vient à bout de tout
-Con trabajo todo se alcanza
-Con il lavoro si viene a capo di tutto
-Il sudore non e santo, ma fa miracoli

Leflaneur 2004-11-07 16:35 …

Mapas náo tem o direito de náo esclarecer o mistério que mostrou… Adorei a história!

anapinta 2004-11-07 16:50 …

desencontro duplo ! viemos ontem de PQT para embarcar hoje com a turma para Nikiti e S. Pedro atrapalhou , e hoje ficamos aqui em Copa , de bobeira para descobrir as cinco da tarde que haveria um tour pela exposição com os ilustres e queridos curadores ! Aiai … eita dominguinho tedioso …: )

antonina 2004-11-07 16:56 …

Geniais estas fotos antigas!

mapas 2004-11-07 17:01 …

Leflaneur, se é sobre o prédio do elixir, estou apurando melhor a história; quando tiver algo mais palpável, contarei, não se preocupe. Abraço!

eduardorj 2004-11-07 18:48 …

excelente!!
amanhã to passando pra ver a exposição.
abs ae

rockrj 2004-11-07 18:55 …

Impressionante a força do mar…
Hoje em dia parece que a avenida está mais protegida.

eduardo bertoni 2004-11-07 19:06 …

Essa hitória do Elixir está parecendo coisa de
Opus Dei versus Priorado do Sião…
:-) )))))))))))))))))))))))))

diblasio 2004-11-07 20:10 …

Foi um prazer passar na expo,vou ver se vou com mais calma outro dia, vale a pena:-))
boa noite!!!
bjs
Monica

jaymelac 2004-11-07 20:18 …

André:
A duplicação da Av Atlântica a que vc se refere deve ter sido em realidade um simples alargamento, mantendo a mão dupla.

O alargamento da Praia de Copacabana e construção das duas pistas foi feito por volta de 68/70 na administração de Negrão de Lima, tendo como idealizador Raymundo de Paula Soares, então Secretário de Obras, com quem trabalhei desde a idéia inicial. O primeiro projeto previa muitas passarelas e uma igreja (em frente à boite Bolero, para a eventual redenção de pecadores), e destinava-se a ser criticado por tais “enfeites”, como de fato aconteceu, desviando-se a atenção da obra em sí. Com isso, conseguiu-se aprovar o alargamneto, tal como foi feito, tirando-se os enfeites, que em nenhum momento pensou-se em construir…
Abraços, Jayme

andredecourt 2004-11-07 20:27 …

Nào Jayme ela passou de 6 metros para 12 metros de largura, foi sua primeira duplicação , foi realizada em 1919 na adm Paulo de Frontin

jro 2004-11-07 20:35 …

Vc arrumou uma secretária particular, ou será que foi uma sobrinha nova ???

Cuidado, a tia oficial pode ficar com ciúmes…

:-) )

PS – Não, aquela Ferrari não é do Pink Floyd.

mapas 2004-11-07 20:49 …

Creio que o Jaymelac está falando em duplicação da pista em quantidade (duas pistas) e o André em duplicação da pista em largura (de 6m para 12 m). Não é isso?
—-
Bertoni, também estou achando, só falta um monge albino masoquista… :-) ))

peixynha 2004-11-07 23:57 …

Puxa…alá a casa do meu bisavô!! rs…

Muito interessante este fotolog…gosto mesmo!
Acho uma magia ver coisas antigas, qd eu ainda nem existia….perceber o progresso após, e a beleza primitiva de antes..
Vou ver o outro seu pra gostar mais ainda…
bjxs!
Vivi!♥

jaymelac 2004-11-08 01:57 …

Certo, André;

O que eu disse é que em 68/70 (talvez até 72) houve um grande alargamento da praia, envolvendo aterro e aumento da faixa de areia, simultaneamente com:

1 – a construção de duas pistas, em lugar da única até então existente;
2 – a construção do interceptor oceânico, sob o aterro executado, e
3 – a completa reurbanização da área, com a intervenção paisagística de Roberto Burle Max.

Na realidade, o que mais pesou na aprovação do Projeto foi o interceptor, cuja construção seria impossível sob a antiga pista, face aos transtornos que traria, e à vulnerabilidade a ressacas.

O aterro feito alargou em muito a faixa de areia de Copacabana, tendo sido projetado pelo Laboratório Nacional de Engenharia de Lisboa, que simulou o movimento de marés para assegurar que a areia não seria novamente carreada mar a dentro, deixando a obra exposta a novas ressacas.

eduardo bertoni 2004-11-08 03:38 …

Parece que os nossos amigos portugueses não trabalharam muito bem uma vez que temos faixas de areia de larguras muito diferentes. Na altura do postos 5 e 6 a largura é mínima e na altura do posto 2 precisa-se de um camelo para fazer a travessia até o mar.

PS – Não perco a mania de fazer referência aos postos de salvamento com a antiga numeração.

andredecourt 2004-11-08 06:42 …

E a faixa de areia grande ainda causa outro problema, está mais do que provado que nas ressacas ou grandes marés, a inundação da areia por água salgada mata praticamente todos os fungos e micro-organismos, isso quando a água é limpa, na nova praia temos trechos que água do mar só chega de 10 em 10 anos nas grandes ressacas, ou seja é uma areia podre !

jaymelac 2004-11-08 12:18 …

Não foi piada, eu juuuuuuuro!!!!! Gostei da idéia do camelo, hehehe…
Eles fizeram o melhor, na época, mas se fosse possível contratava os antigos egípcios…

Leflaneur 2004-11-08 16:05 …

André está prenhe de razão, areia podre, imunda, e desértica, totalmente desértica…