andredecourt's Foto von 10.02.05

Praça da Bandeira 1965

Vista noturna com destaque ao chafariz intinerante, na época retirado da praça XV por causa do viaduto Perimetral, foi colocado na praça da Bandeira .
Queria que ele estivesse aí até hoje, pois seria uma possibilidade de o palácio Monroe ainda estivesse inteiro.

Comments (32)

lylla_lausanne 10.02.05 08:46 …

Oi!
:-)

jro 10.02.05 08:49 …

Salve, seu Decourt!
Pulou muito nas montanhas????

Jro :-) )

Alvaro Gabriel 10.02.05 08:57 …

André, juro que não entendi bem. You said: “Queria que ele estivesse aí até hoje, pois seria uma possibilidade de o palácio Monroe ainda estivesse inteiro”

Este meu sangue lusitano é fogo !.

Alvaro Gabriel 10.02.05 09:00 …

Desculpe, agora entendi, desculpe. O chafariz em questão é aquele que está, salvo o devido respeito, atrás do Ghandi. É isso.

andredecourt 10.02.05 09:00 …

Exato Álvaro !!

jro 10.02.05 09:35 …

Errei, mas certamente a nuvem estava indo para Terê, até porque Brejal é muito perto de Terê.

:-) )))))))))))))))))))))))))

Waldenir 10.02.05 10:09 …

Os predios que aparecem atras do chafariz sao aqueles que estao na pista que segue, pelo canto direito, no sentido Centro?Parece o unico angulo logico,supondo que o chafariz estivesse no meio da praca, onde teriamos hoje o mastro da bandeira.

bpm 10.02.05 10:19 …

bunito! :)

aragorn_br 10.02.05 10:25 …

Foi um crime inexplicável a demolição do Palácio Monroe.
{:^)

andredecourt 10.02.05 12:03 …

Waldenir, é isso mesmo o suporte da bandeira era do chafariz, inclusive tem o mesmo tamanho

betotumminelli 10.02.05 12:22 …

Amanhã posto uam aerea desse mesmo bat local, com o mesmo bat chafariz!

:-) )))))))))

riobh 10.02.05 16:23 …

Lindo o chafariz!

angemon 10.02.05 18:03 …

dezzzzz, essa foto!!!!!!
sentimos sua falta, ontem, viu?

rossanah 10.02.05 18:16 …

legal essa

nelson369 10.02.05 21:36 …

Chafariz itinerante? Nada demais, né? Tão cômodo transportar um chafariz…

jason_1900 11.02.05 23:03 …
Sobre a foto, há perguntas que não querem calar: No tempo do chafariz não havia bandeira na praça?
Se havia, onde era o mastro?
Se não havia, qual o motivo do nome do logradouro?

Lefla 11.02.05 23:29 …

Monumentos que andam, a Cidade é assombrada… Eu sempre digo isso…

andreleblon 11.02.05 23:35 …

Uma vez mandei um email pra essse fotolog de propaganda do esar Maia e tb nunca obtive uma resposta, que falta de consideraçao, mas já era de se esperar.
Sobre a foto, eu gostaria de saber onde foram parar esses postes belíssimos que ficavam em volta do chafariz, eles sao bem parecidos com aqueles da Rio branco nos idos de Av Central e com aqueles em volta do Monroe na mesma época.
O que fizeram com esses e tantos outros postes belíssimos que a nossa cidade possuia?

caffaria 12.02.05 11:57 …

André: Os postes foram praticamente dizimados ao longo das décadas de 1960 e 1970. O pior não é isso, veja bem: em 1975 a Cinelândia foi reinaugurada após as obras do metrô e postes decorativos com desenho parecido aos anteriores foram fundidos especialmente para ornamentar a praça. Ficou lindo, tinha tudo a ver com o logradouro, porém, na obra do Rio Cidade em 1994, foram todos retirados e substituídos por postes de aço, comuns, iguais aos da Av. Rio Branco, que também, por sua vez, já havia sido dilapidada dos seus ainda na década de 1970. Uma pena! Pior que ninguém se manifesta e a prefeitura continua fazendo suas besteiras como em 2002, quando retiraram os postes antigos da praia do Leme para leva-los para a Rua do Lavradio (Centro) que havia sido reformada pelo Rio Cidade.

andreleblon 12.02.05 13:25 …

Obrigado pela resposta.
Mas sobre os postes da Cinelandia que foram retirados com as obras do Rio Cidade eu já até postei um comentário aqui no fotolog do André Decourt perguntando sobre o seu paradeiro. Como puderam retirá-los e colocarem aqueles postes horrrorosos sem nada haver com o local?
Me lembro perfeitamente que após a conclusao do Rio Cidade ao ver os novos postes nao acreditei que haviam sumido com os outros.
Devem estar no sítio de algum político ou arquiteto que particpou da obra.