andredecourt's photo de 23/02/05

Nessa foto de Jean Manzom, tirada em 1951 podemos ver o panorama que se descortinava da rua Mundo Novo, que divide a região da rua Bambina em Botafogo, da região da General Glicério em Laranjeiras.
Apesar de estarmos entrando já na década de 50 a especulação imobiliária ainda não tinha destruído a praia de Botafogo, bem como a parte interna do bairro.
A visão da cobertura vegetal que toma conta do bairro, ainda todo ocupado por casas é impressionante.

Comments (42)

jro 23/02/05 07:49 …

Bons dias, Andrédecourt!

Jro :-) )

PS – Já fiz muita M…. em dia de chuva no Mundo Novo :-) ))))))))))))))))

bemaia 23/02/05 07:50 …

Impressionante! Hoje Botafogo é um bairro tão estranho. Tem alguns pedaços bonitos mas outros…
Beijos, Bê.

nelson369 23/02/05 07:52 …

Bom dia, seu Andre.

luiz.darcy@uol.com.br 23/02/05 08:43 …

Botafogo tinha casas que mais pareciam chácaras. Terrenos enormes, muito verde. Restam algumas na São Clemente, como a da Prefeitura, a da Forever Living, a dos Paula Machado entre Guilhermina Guinle e Dona Mariana. Nesta rua também há muito verde e terrenos enormes como o da Clínica Pitanguy. De bairro residencial horizontal se transformou em bairro comercial ou residencial vertical, além de ser, atualmente, um bairro de passagem. Belo exemplo de como se destruiu um bairro.

Alvaro Gabriel 23/02/05 09:22 …

Em suma: havia mais verde, mais espaço, mais beleza, mais vergonha na cara, mais amor por esta cidade, mais honestidade com os eleitores, mas responsabilidade com o poder, mais decência.

Só uma coisa havia de menos: consciência e coragem.

tumminelli 23/02/05 09:25 …

A Be falou uma coisa certa, Botafogo é um bairro estranho mesmo. Ainda podemos ver algumas casas escondidas nas ruas do bairro, que estão sendo rapiudamente demolidas pelas versões modernas da construtora Corcovado, a CHZ e RJZ e outras… Na rua Assunção a casa do Barbosa Lima Sobrinho viurou pó em uma semana. Na rua Visconde de Caravelas, tb ja viraram po lindos casarões. A merreta criminosas dessa gente é mais rapida que qualquer ação “burro”crática para salvar o patrimonio. Vai tudo virar predio de material vagabundo quem com um espirro estraga. Isso sem contar com o aumento do fluxo de veiculos, que ja é insuportavel nessa rua em horario de pico. Essa cidade esta cada dia pior. (hoje acordei com ovo virado)

bwanis 23/02/05 09:32 …

Como era bonito!
:)

jimsk 23/02/05 09:43 …

Como ex-morador de Botafogo, e quase-comprador na Rua Assunção (morava lá perto), tenho saudades do bairro. Me parece que a herança que veio da época em que era bairro de embaixadas (das quais poucas sobreviveram como consulados) está sendo aos poucos destruída (apesar da APAC).

Abraço.

Lefla 23/02/05 09:43 …

Botafogo é um bairro esquisitíssimo, também acho. As pessoas do bairro são esquisitas também. Elas não gostam que falem isso, mas são esquisitas. As pessoas estranhas de Copacabana não ligam quando dizem que elas são estranhas. As de Botafogo ligam. Isso faz delas ainda mais esquisitas.

Roberto, estou de ovo virado também. E para arrematar, fiquei uma hora e meia para atravessar a Mena Barreto até a Cobal. No caminho, claro, vi coisas e pessoas bizarras e esquisitas…

andredecourt 23/02/05 09:49 …

Pô Lefla, v/c estava de “cadeirinha” prá demorar esse tempo todo prá percorrer esse curto espaço ??

Armando 23/02/05 09:54 …

André, 1951 pertence aos anos 50.
Quanto a década de 50, compreende de 1941 a 1950.

Espero ter ajudado.

Abraços
Armando

andredecourt 23/02/05 09:55 …

Hummmm, quer dizer 1951 à 1960 não ?

jason_1900 23/02/05 10:07 …

Vamos remover a CHZ e a RJZ para Vila Kennedy! Será que mais alguém defende isso?

Mudando de assunto: você escreveu: “a especulação imobiliária ainda não tinha destruído a praia de Botafogo”.

Para sermos exatos não havia ainda “a praia de Botafogo”, mas apenas a enseada.

Liga não: só estou sendo cri-cri pra te encher o saco…

\Lefla 23/02/05 10:17 …

O pior é que não estava, André. Foram 40 minutos para chegar na Rua Marques, mais quinze minutos para chegar na Rua da Passagem, mais meia hora para voltar à Cobal. De cadeirinha eu chegaria muito mais rápido… Estava de táxi e paguei uma pequena fortuna para o chato (motorista de taxi conversador é a pior espécie de chato). Estou mesmo de péssimo humor hoje!

violetamafalda 23/02/05 10:31 …

Impressionante mesmo!
Eu que vivo nesta área desde 1 ano de idade posso te dizer: impressionante.
É uma foto documentário.

Um beijo.

rpblondon 23/02/05 10:35 …

Parabéns pela foto. Poderíamos ter uma rica marina, rodeada de belos restaurantes, hotéis, uma praia relativamente limpa, patrimônio conservado, uma versão brasileira de Mônaco. Mas, infelizmente, não é o que vemos hoje. Valeu o comentário do tumminelli, meu tio (português) lembra de qdo ia à agência de correios em Copacabana, tinha que passar por uma chácara, cujo dono era seu conhecido e lhe permitia cortar caminho. Ele morava no alto da Rua Santa Clara.

Ana Clara 23/02/05 10:39 …

Nasci e cresci aí perto,na rua Eduardo Guinle que na época não tinha saída.
Meu irmão subia pela pedreira para chegar na mundo novo e fazer um monte de m…
Porém o que mais me marcou esta rua foi o dia em que o Jânio renunciou.Eu estava estudando na casa de uma colega na Gal. Glicério e me proibiram voltar de ônibus p/casa,tive que esperar alguém ir me buscar de carro e o único caminho seguro foi pela Mundo novo.
Quanto ao trânsito Lefla, já era uma titica nesta época!!!!!!!!!!!

rossanah 23/02/05 11:04 …

é um belo registro essa foto, pena que tá tão clarinha, ai fica difícil de ver direito!

bjs

Waldenir 23/02/05 11:11 …

Esta foto do Jean Manzon, eh do Cruzeiro? Parece haver,no verso da folha,algum texto.Mas…que cobertura vegetal!Pelo que me consta, quase toda a area na parte inferior da foto esta tomada de construcoes.

Armando 23/02/05 11:21 …

Não. De 1941 a 1950 = Década de 50.

Comece do ano zero e verifique a década de 10.
01 a 10 = Década de 10, pois não existe ano “0″.

Lembra da confusão, quando os noticiários anunciaram a entrada do milênio no ano 2.000?

Só estou querendo ajudar, pois adoro seu flog.

Abços
Armando.

Leflaneur 23/02/05 12:40 …

Isso aí em cima pode até, tecnicamente, estar certo. Mas quem disser pra mim que 1968 aconteceu na década de 70 toma um coió de maluco, com direito a bilhete de internação na Dr. Eiras. Sendo desta forma, André, nós nascemos na década de 70!!!! É aquela coisa do Millor Fernandes, a pessoa que pede duzenTOS (no masculino, que é o certo) gramas de presunto na padaria, não dá pra se confiar….

Armando 23/02/05 13:59 …

Leflaneur, a discussão é democrática.

Constantino aderiu a sua religião no século IV, ou seja, no ano 325 no Concílio de Nicéia.

Se não tomaramos um coió de maluco, o século I começa no ano 01 até 100, pois não existe século “0″.

Sem trocadilhos teatrais do Millor!!

Eu também nasci na década de 70, ou seja em 1962.

Abços
Armando

Lefla 23/02/05 14:16 …

Eu nasci na década de 60, Armando, com toda a democracia. Compreendo as razões técnicas, dou razão, lembro das discussões do ano 2000 e de chamar de século XIX os anos de 1800, por exemplo. Mas dizer que eu nasci na década de 70, isso eu não vou dizer, porque vão pensar que estou mentindo idade, e não estou aqui pra isso… rs… é claro que a discussão é democrática, e o humor faz parte dela. Se estivéssemos num boteco estaríamos rindo… Não tive a menor intenção de ofender, acredite. Foi só uma piada. Todos falamos ignorâncias que, de tão ditas, se tornam verdade e quando alguém fala a coisa certa, passa por maluco… Vc tem toda razão. Eu sou mais velho, nasci no ano 1 da década de 70.

Lefla 23/02/05 14:30 …

Armando,

Me esclarece uma coisa. Se quem nasceu no ano 5 nasceu na década de 10, em que década nasceu quem nasceu em 91 ou 92? Que confusão…

Alvaro Gabriel 23/02/05 14:48 …

Olha aqui, não entendi um catzo!
Se a decada de 10 não são os primeiros 10 anos, a década de vinte os primeiros vinte anos, a década de 30 os primeiros 30 anos, e assim por diante de um século, então a lógica é uma batata.

Chamar uma decada pelo ano que começa a década seguinte…sei lá. Não sei bem o que seja como disse o Lefla “um coió de maluco” mas estou começando a compreender e me sentir quase um.
:-) ))

esclarecendo… 23/02/05 14:59 …

os 10 primeiros anos de uma década são para contar a partir do início do primeiro ano até o final do décimo ano, tirando para si o nome do ano vindouro, ou seja, decada de 80, 90, etc…mas como não existe o ano 0 a confusão começou mais tarde, ou seja, no final da década em que não existia o 0.

Lefla 23/02/05 15:07 …

Mas e os 90???? Se tem que tomar o nome dos anos vindouros, quem nasceu em 95 nasceu quando???

Alvaro Gabriel 23/02/05 15:10 …

É isso aí, Esclarecendo. Eu, como acho que também o Lefla, entendo perfeitamente a matemática do negócio. Só não aceito a gramática.

principioativo 23/02/05 15:13 …

impressionante mesmo…

cara, e aquela foto q vc falou q ia botar sobre a minha rua… nao to lembrado de ter visto…

principioativo 23/02/05 15:17 …

é mesmo, quem nasceu em 90 e alguma coisa nasceu em que década, de acordo com essa teoria acima?

eduardo bertoni 23/02/05 15:35 …

Deus do céu!!!!!!!!!
Quando voces chegarem a um acordo avisem…
Voltando à cidade:
Duas coisas foram fatais para a deteriorização do Rio: a mudança da capital para Brasília e a fusão do Estado da Guanabara com o do Rio de Janeiro. Ficamos pobres , fracos e além de tudo
a mercê de governantes corruptos e incapazes.
Como não podemos ter a capital de volta vamos, pelo menos, lutar pela volta do Estado da Guanabara.
Eu não estou de ovo virado…
Abs,
Bertoni
http://fotolog.terra.com.br/outromundo

Armando 23/02/05 15:44 …

Hahahaha! Legal mesmo!

Como o André já disse aqui uma vez: os comentários são democráticos e um assunto nos leva a outro.

Nós fazemos muita confusão quando aplicamos justa posição de duas coisas diferentes, porém, com quase o mesmo significado.

Vou explicar:
Anos 70: de 70 a 79 (note que todos têm o nº 7)
Década de 70: 61 a 70 (para existir uma década tem que se formar 10 anos primeiro.

Já discutimos essa mesma dúvida: e quem nasceu em 92?
Acho que a melhor resposta é aplicarmos a maldita justa posição: nasceu na última década do século I.

É mais ou menos por esse caminho, ou então…cadê o bilhete pra entrar na clínica? heheheheh. Minha cabeça também já ficou confusa. Heheheh

Abços
Armando

Alvaro Gabriel 23/02/05 15:57 …

Quer dizer: a década dos anos 70 foi a decada de 60 !!!! Puft !!!! Agora fundiu de vez.

rockrj 23/02/05 19:00 …

O Jean Manzon e o Ed Keffel eram a dupla de fotógrafo e reporter da Revista O Cruzeiro, que fotografou discos voadores no litoral do Rio de Janeiro (?). Guardei estas fotos por muito tempo, mas foram perdidas no tempo…

rockrj 23/02/05 19:00 …

Se não me engano foi em torno dos anos 50…

andredecourt 23/02/05 22:37 …

Muito bom, me ausentei hoje, mas pelo que vi basta a foto prá esses troço aqui andar sozinho, muito bom galera !!!!!

fkremer 23/02/05 23:13 …

chegou cara!! :

lefla 24/02/05 07:39 …

Troca a foto, tô louco pra ver o que ser irá discutir hoje. Tô com palpite que será bloco de cerâmica x bloco de titânio. Para o bruxismo, qual a melhor solução??? ;) )

esc larecendo de vez…. 24/02/05 07:50 …

quem nasceu em 95 pertence ao seculo I porque não completou ainda 10 anos, no entanto, quando passou para o século XX tudo se complicou mais porque de 10 em 10 anos teria que ir até o final da década para manter o nome da decada anterior, então resultou na denominação da década posterior ao ano em questão.

Lefla 24/02/05 07:54 …

Não esclareceu de vez. Eu quis dizer 1995, quem nasceu em 1995, nasceu em qual década?

Armando 24/02/05 21:22 …

O Lefla, quando colocamos no cheque o ano 05 (02/02/05), sabemos que nos referimos a 2005, mas pelo simples recurso e mania de abreviarmos o ano e considerarmos só a dezena. Isso deve ter acontecido em 1005, só que naquela época não tinha talão de cheque (só um exemplo).

Ainda hoje usamos esse recurso quando nos referimos a década de 50, por exemplo. Sabemos que estamos nos referindo aquela década completada em 1950 (Mas na realidade é errado).

Pelo certo, quem nasce em 1995, devemos aplicar que o mesmo nasceu:
1) Na última década do século XX; ou ainda
2) Na última década do 2º milênio.

Se eu disser que nasci em 62, automaticamente vc entenderá que foi em 1962.

Acredite, a confusão começou a surgir, quando nós dilatamos para o presente, o que só deveria ser aplicado só nos 100 primeiros anos da era atual. Lá seria aceito a década de 100, já que o ano em lide é 95. Mas aplicar agora em 1995 é um disparate matemático e linguístico.

Um abraço
Armando

Riva Helena Rifan 05/03/05 13:30 …

Boa tarde,a respeito do Mundo Novo,posso dizer com certeza que era um paraiso,meus bisavos italianos ai chegaramno começo do seculo XX,mais ou menos 1907/1908.Meu bisavo Gaetano Capecchi,criava cabras.Meu avo,Giuseppe Capecchi,ainda era menino,minha mae e meus tios nasceram ai.Toda a familia italiana moravam ai,tios-avos,padrinhos etc…Era um paraiso,com a vista deslumbrante que se tinha da janela da casa dos meus avos.Hoje realmente,nem da para ir la,esta uma bagunça,destruiram muitas casas e claro o pessoal antigo nao existe mais.Hoje eu moro em Maringa-Parana,tenho muitas fotos lindas do Rio e Botafogo pois meu pai curtia fotografar tudo que pudesse com sua “rolley”,vou ver se consigo enviar algumas.Abraços,Riva.