andredecourt's photo from 5/6/05

Viaduto Augusto Frederico Schimidt, foi importante para a consolidação da Lagoa como rótula distribuidora de tráfego da zona Sul, somando-se na mesma época a remoção das favelas que bloqueavam o traçado das avenidas que em muitos trechos eram interrompidas pelos barracos, como na área do Jardim de Alah e do Jockey.

As cicatrizes na mata mostram os trabalhos de contenção de encostas sendo realizados depois da remoção de uma favela que subia a encosta e se aproveitava de um esqueleto de um prédio, um hospital, não concluído, na foto em grande resolução podemos ver ainda alguns barracos, essa era uma favela pouco conhecida, mas ainda bem que foi removida.

Na parte inferior da foto vemos, que o parque do Cantagalo ainda não tinha sido feito, na realidade, o viaduto e suas vias fariam parte de um trevo do complexo de túneis que ligariam Botafogo a Lagoa, e ficaram sobras de aterros para a conclusão do trevo. Com o abandono da idéia, os aterros foram aumentados no final da década de 70 e foi criado o parque, que por causa de sondagens mal feitas, e absoluta falta de estaqueamento vive afundando, pois foi feito em cima do lodo do fundo da Lagoa.

O Túnel Botafogo Lagoa pode ser visto aqui:

http://www.rioquepassou.com.br/2004/04/12/

http://www.rioquepassou.com.br/2004/04/13/

http://www.rioquepassou.com.br/2004/04/14/

Comments (11)

Lefla 5/6/05 10:06 AM …

Do outro lado da montanha está copacabana, a Rua Pompeu Loureiro, onde, se essa favela não tivesse sido retirada, minha mãe teria a agradável companhia de barracos na janela. Hoje tem uma área verde preservada. Essa favela eu lembro bem dela, ía até à pista da Lagoa, que, acho, tinha mão dupla. As casas ali embaixo são interessantes: a grande construção em frente à Praça é uma escola municipal. A primeira casa contada da rua a hoje Fundação Eva Klabin Rappoport (antes casa dela). Local onde ela reuniu imensa coleção de obras de arte que agora pode ser visitada por todos. Adquiriu as coisas na bacia das almas, de povos desvalidos, igrejas demolidas, governos corruptos. Tem lá até as colunas da Igreja de São Pedro dos Clérigos.

Interessante: se vc anda pelo Parque do Cantagalo verá ruínas da favela antes ali existente. Muitas escadas e calhas de escoamento. Junto-me a vc, AINDA BEM QUE FOI RETIRADA!!!

backup 5/6/05 10:53 AM …

Meu brother.
Muito phoda a imagem… Nos remetendo a esse passado… Tão próximo!
Noite show ontem véii.
Sexta-feira!!!
Abraços ae,
:-)

Luiz D´ 5/6/05 11:07 AM …

Engraçado, nunca me fixei nesta favela apesar das inúmeras fotos da época que tirei deste local.
Ali, na Praça Corumbá, ficava a casa do Senador Filinto Muller e o ponto final do ônibus Jacaré-Ipanema, nº 25, na década de 60 (vinha de Copacabana, atravessava Ipanema, ía até o Jardim de Alá e voltava pela Lagoa.
Este trecho da praça em frente ao Corte do Cantagalo era palco de grandes espetáculos de fogos, de bailes de carnaval e de festas juninas, sempre patrocinadas pelo Rei da Voz, do Abrahão Medina.
Para a construção do viaduto e o aterro de toda esta área podem ser acessadas, entre outras, as fotos http://ludaol.multiply.com/photos/album/7
http://ludaol.multiply.com/photos/album/7
http://ludaol.multiply.com/photos/album/30

jban 5/6/05 11:31 AM …

André, Fui lá nas fotos do projeto do tunel e fiquei embasbacado ! Não conhecia o projeto e fiquei pensando como seria a cidade com ele. Poderia ser ótimo ou desatre total… ainda estou dividido. Bom registro !

tumminelli 5/6/05 2:57 PM …

Eu acho que o Lefla da confundindo as favelas… a que ele se refere é a da Catacumba…. Aquela sim era bem grande e ia até à rua. Nop filme Rico Ri à Toa, pode se ver os barracos encostados na rua, como hj acontece no Vidigal.

:-) )

Lefla 5/6/05 3:05 PM …

Acho que estou confundindo mesmo, Roberto, mas favela, pra mim, é tudo a mesma m… Me desculpe! Invasão, crime ecológico, exploração disfarçada de miséria, aproveitadores explorando pobres coitados, políticos canalhas e IPTU altíssimo nas áreas em redor. Favela deixou de ser um problema social há muito tempo. Virou problema de falta de vergonha na cara!

Rafael Netto 5/6/05 4:15 PM …

Será que existe uma forma de se “consertar” o aterro para que ele deixe de afundar?
Tenho a impressão que depois da reconstrução do aterro (quando vieram os quiosques) o aterro afundou menos que o original. O aterro original se degradou rapidamente a um ponto que a ciclovia perdeu totalmente o pavimento. O aterro “novo” parece estar durando mais…

andredecourt 5/6/05 6:29 PM …

Rafael ha duas providências, uma se gastar fortunas estaqueando toda a orla do aterro, e a outra esperar que o terreno se acomode de vez, o que está ocorrendo por agora

peixynha 5/6/05 6:31 PM …

adoro isso aqui! ;)

Rafael Netto 5/6/05 10:16 PM …

O meu pai (que não é engenheiro civil) costumava dizer isso, que esse aterro era “temporário” e que iam remendá-lo até que acomodasse.
Coisa parecida (segundo ele) aconteceu com a Rio-Juiz de Fora, que quando era nova vivia cheia de quedas de barreiras.

tumminelli 5/7/05 1:16 AM …

Lefla @ 2005-05-06 15:05 said:

Acho que estou confundindo mesmo, Roberto, mas favela, pra mim, é tudo a mesma m… Me desculpe! Invasão, crime ecológico, exploração disfarçada de miséria, aproveitadores explorando pobres coitados, políticos canalhas e IPTU altíssimo nas áreas em redor. Favela deixou de ser um problema social há muito tempo. Virou problema de falta de vergonha na cara!

Disso tudo! Não preciso dizer nada a não ser concordar!

Abs