foto de andredecourt em 13/05/05

No dia 4 de Maio postei uma foto do estádio do Botafogo e da região da General Severiano em 1938.

No texto e também nos comentários se falou muito nas perdas do clube Botafogo quando da abertura e alargamento de vias, as quais para o azar do clube passavam por seus terrenos.

Na foto de hoje, tirada em 1953 vemos uma dessas perdas de terrenos, a abertura do túnel do Pasmado, se formos na foto de 1938 podemos perceber logo que, todo um lado do estádio do Botafogo desapareceu para o prolongamento da Av. Lauro Sodré em direção ao túnel, não só o Botafogo perdeu pedaços de seu estádio o Flamengo e o Fluminense também tiveram partes dos seus estádios ou destruídas ou inviabilizadas com a construção ou alargamento de novas avenidas.

Lá no fundo da foto vemos que, também um enorme número de casas foi demolido e em seu lugar (perto do letreiro da Martini) as fraldas do morro estão expostas e recortadas sendo calçadas por um muro de contenção que chega até nossos dias, vemos também o início da verticalização da área, pois já vemos um prédio da rua Gal Gois Monteiro, a praça Juliano Moreira praticamente desapareceu.

Nos dois lados junto a saída do túnel vemos as cicatrizes urbanas, as calçadas ainda sem nenhum revestimento, bem como à direita a feia cicatriz de uma empena cega, no passar dos anos todos os imóveis perto da saída do túnel desapareceram, em boa resolução bem à esqueda da foto, junto a abóboda do túnel vemos um betoneira, sinal que as obras ainda continuavam.

Uma observação mais detalhada no asfalto no cruzamento do prolongamento da Av. Lauro Sodré coma Gal. Severiano nos mostra que a linha de bonde foi retirada, certamente sendo desviada para outra via, apesar de alí haver um cruzamento de veículos, pois há um sinal de transito indicando isso.

No mais, a foto nos mostra que a mão dupla do túnel do Pasmado, hoje só realizada na hora do “mata paulista”, inversão de mão de várias vias da orla no rush matutino era permanente como podemos comprovar pela pequena mureta segmentando as pistas.

Os carros segundo Jason são :

NAS PISTAS SENTIDO MOURISCO:

(esquerda para direita)

Citroën 11 (é o mais perto do meio-fio, com as “divisas de cabo” na grade);

O pequeno esportivo é um MG TD;

Na frente do MG, já entrando no túnel, um Chevrolet 38 (provavelmente, carro de praça);

A traseira de carro que aparece dentro do túnel (canto inferior direito da foto) me parece de um Chevrolet 53;

NO SENTIDO COPACABANA:

(esquerda para direita)

O carro mais claro é um Ford 1949;

Os dois carros logo ao lado do Ford são Chevrolet (provavelmente 1946-1948).

Comments (42)

autofocus disse em 13/05/05 09:36 …

O MÁXIMO essa!

Amei os carros!!

Beijos, boa sexta e bom fim de semana!

rbpdesigner disse em 13/05/05 09:50 …

caramba!!!
post completo!!!
até os carros estão identificados!!!

grande sexta para vc!
[]s

jro disse em 13/05/05 10:05 …

:-) ))

Bela foto!
Meu pai tinha um MG igual.

JRO :-) ))

Luiz D´ disse em 13/05/05 10:41 …

Excelente foto, complementando a de 4 de maio.
Que diferença para a atual Morada do Sol, espigões horríveis espetados em cima do morro.
Apesar das dificuldades da época, a questão da violência praticamente não existia. Como tinha aula particular de inglês aí perto, saía do Santo Inácio às 17h e ía andando com meu colega de turma, atravessando o túnel, até a casa da professora. Nunca houve a menor ameaça de assalto. E já era escuro nos meses de inverno. Hoje, não há a menor possibilidade de, a pé, atravessar incólume qualquer um destes túneis.
http://ludaol.multiply.com/

nanda_fon disse em 13/05/05 10:51 …

Passo tanto por aí….(mas evito a hora do “mata paulista”. Apesar de ser carioca me atolo completamente.

Um abraço

tumminelli disse em 13/05/05 11:47 …

Esse outdor do Martini ficou por ali ate pelo menos fins dos anos 60. A gente pode ver ele no filme “Roberto Carlos em Ritimo de Aventura” quando ele sai de helicoptero de dentro do tunel.

Mas gosto mesmo é do predio do Recolhimento das Órfãs e Desvalidas de Santa Teresa ai do lado direito

:-) ))))

tumminelli disse em 13/05/05 12:33 …

Andre,

acho que mesmo antes que as malfadadas ONGs agissem contra o Paduilha, a propria corpração ia cuidar de sumir com ele. Reza a lenda que o pernumbucano era incorruptivel, diferente de muitos colegas de trabalho dele que estão envolvidos até o talo (pra não falar outra coisa) com a mafia das vans, caça niqueis, jogo do bicho, taxis piratas, onibus piratas, trafaico de drogas, de armas…

:-) )

Rafael Netto disse em 13/05/05 13:22 …

Devia ser interessante conviver nos anos 50 e assistir a essa variedade estilística nos carros. O desenho dos automóveis sofreu uma revolução entre os anos 30 e 50, e modelos dos mais variados formatos conviviam nas ruas.
Dos anos 60 pra cá as mudanças foram poucas comparadas com essa época… apesar de hoje em dia ainda se verem carros dos anos 70 e 80, o estilo deles não entra tanto em choque com os atuais.

cand disse em 13/05/05 14:52 …

nossa, que viagem no tempo… moro no morada do sol, essa paisagem me muito familiar. essa foto é de 22 anos antes de eu nascer. a gente não é dono de nada, a terra não nos pertence, e sim nós à ela. nossa existência é um breve sopro de vida. nós passamos, as coisas ficam(na maioria das vezes). abraços.

cand disse em 13/05/05 14:53 …

ali na frente é um comercial do martini ?!
[]´s

Mauro_AZ disse em 13/05/05 20:48 …

Sobre as perdas de pedacos dos respectivos estadios de Botafogo, Flamengo e Fluminense, eu gostaria de comentar que os terrenos e/ou esses estadios foram adquiridos e construidos gracas a varias concessoes do governo. Alem disso, o Flamengo na verdade ganhou praticamente de lambuja uma area enorme devido a um dos aterros da Lagoa. Essa area aterrada contem as piscinas e demais instalacoes sociais do clube, alem das instalacoes do departamento de remo, que se ligam ao resto do clube atraves um tunel por baixo da Av. Borges de Medeiros.

ilha_grande disse em 13/05/05 20:54 …

que linda!

Marcelo Almirante disse em 13/05/05 23:09 …

Foto sensacional. São dois pra cá e três pra lá.

Rafael Netto disse em 13/05/05 23:36 …

O Botafogo e também o Guanabara, onde cresci, também ganharam terreno com aterros. Aliás quase todo o terreno do Guanabara é aterrado, na origem só havia uma nesga de terra junto à Av.Pasteur onde ficava a sede social e garagens de barcos embaixo. A piscina foi construída cercando um pedaço de mar e tinha água salgada. Hoje o mar está a uns 200m do local.

glauceac disse em 14/05/05 14:04 …

É bom demais viajar pelo tempo…
Saudades…saudades…
Tá linda essa foto, aliás, como toda foto antiga !
Elas possuem encantos nostálgicos e até parecem ter vida própria.

Abraços,
Glauce

Marcelo Almirante disse em 14/05/05 15:05 …

Do Clube Guanabara que lembro dos anos 70, era o misto quente sensacional que vendiam na Cantina. E é claro, o momento mais marcante foi a chegada do Capitão Asa de helicóptero, na pisina do Clube.
Deve ter sido em 1974 ou 1975.

pikyto disse em 14/05/05 20:13 …

Que preciosidade essa foto! E logo com dois adoráveis automóveis, o Citroën 11 Légèr (ou seria o 15, de 6 cil?) e o MG, sonho de consumo da mocidade da época!
Quanto ao chafariz, fiz a foto porque na época, havia visto a tua foto e comentário a respeito e não pude acreditar que uma peça com tanto valor histórico estivesse tão abandonada. Na realidade, passa completamente despercebida, já que não existe nenhuma placa informativa nas proximidades. Uma lástima…
Um abraço.

eduardo bertoni disse em 14/05/05 21:22 …

Maravilha de foto!
Eu pensava que aquele prédio fininho, branco fosse mais moderno.
Abs,
Bertoni
http://fotolog.terra.com.br/outromundo

mauriliolp disse em 15/05/05 15:39 …

gostei do post

rodperez disse em 15/05/05 16:02 …

recomendo uma mudança pro flickr

Waldenir disse em 16/05/05 07:35 …

As palmeiras do orfanato parecem maiores do que hoje em dia.
Eu me lembro do cartaz do Martini, era tao famoso quanto a placa da Esso naquele edificio da Pres. Wilson

jban disse em 16/05/05 07:52 …

André,

Faltou dizer que a foto é do fotógrafo Milan. O original está em: http://www.artincontext.org/LISTINGS/IMAGES/FULL/L/B5SRYOLU.htm

Abraço

João Novello

jro disse em 16/05/05 12:45 …

Boa tarde.
Como vai ?

:-) )

AG disse em 16/05/05 14:00 …

As divisas de cabo que o André fala pode fazer o seu xará, messieur André Citroen, rebolar-se na tumba. É que essa marquinha que o francês chama de “chevron” nasceu quando o moço construiu (dizem que até que nem foi ele) uma engrenagem dentada de aço que deu início a fábrica no comecinho dos anos 1900.

Aliás, Andre Citroen foi um dos maiores “homens de marketing” do mundo. Foi ele o criador de algumas das mais amalucadas promoções como levar não sei quantos carros e modelos lindas (anos 30) para o deserto do Saara ou escrever o nome Citroen na Torre Eifel também no anos 30.

O Messieur Renault ficava para morrer. Os dois, Citroen e Renault, competiam como o Patinhas compete como Patacôncio.

A propósito. Agora sou AG. Alvaro Gabriel aposentou-se a pedido de uma vasta audiência.

gerard_3 disse em 16/05/05 17:40 …

Que bacana André ,está perfeita!

Meu pai tb tinha um MG destes…:P

Bjócas guri e boa semana pra vc!
De

lucia disse em 16/05/05 17:48 …

André, ADOREI essa foto!

Tudo bem?? :)

odeon disse em 17/05/05 12:05 …

Vocês leram a matéria
publicada no jornal “O Globo” de domingo?

Ônibus saem diretamente de outras
regiões do país em direção à Rocinha
e Rio das Pedras

Triste ver nossa cidade
se transformar cada vez mais numa grande favela…

jro disse em 17/05/05 13:24 …

André, para te animar, acabo de descobrir um CD com algumas fotos bem antigas do Rio, provavelmente tiradas por meu pai nos anos 40.
Tenho certeza de que voce irá gostar.

Jro :-) ))

Julia Cunha disse em 17/05/05 16:55 …

Aquela casa grande, atrás do edifício fininho não era o Hospital dos Estrangeiros?

andredecourt disse em 17/05/05 17:11 …

Exato Júlia !