foto de andredecourt en 4/06/05

A série sobre o Guanabara volta na segunda.

Para o fim de semana mais um dos documentos de meu bisavô que estão sendo resgatados.

Essa é uma foto do diploma de Cavaleiro da maçonaria outorgado à ele pela loja “Fraternidade Mineira” em 3 de Fev. de 1900.

Mesmo no Rio, meu bisavô continuou a fequentar uma loja maçônica, junto com outros políticos.

Achamos uma anotação dele pera Pedro Ernesto combinando um encontro numa loja. O fato de Pedro Ernesto também ser maçom explica muita coisa no programa educacional instituído pelo prefeito do Distrito Federal.

Era um programa que instituía o ensino laico, longe de qualquer religião e universal, algo defendido com unhas e dentes pelo ideal maçônico, só não sei se Anísio Texeira, o secretário de educação responsável por essa revolução também era maçom

Comments (11)

rbpdesigner 4/06/05 9:26 …

cara, assim vc vai me fazer espirrar!!
hehehehe
não tira do baú essas coisas não!
hehehehhe

PS: comentário ótimo o seu!
[]s

anarchi 4/06/05 12:24 …

cool stuff dude! greez

jban 4/06/05 14:41 …

e ai André ? descansando das fotos no fim de semana ?

bwanis 4/06/05 15:12 …

Acho muito legal de vc ter tudo isso guardado!!!
:) )

gabriel_andrade 4/06/05 16:32 …

Pois e Andre, esta secao eu custumo passar direto… uma tristeza… nao tem graca + ler estas coisas a midia tem um poder q deve ser usado com muita preucacao!
ps meu teclado ta doidao
abs.

leflaneur 4/06/05 17:19 …

Eu acho impressionante como algumas pessoas cismam com algumas coisas…

Assinado: Filó, digo Lefla.

AG 5/06/05 14:03 …

Liguei agora para um maçon histórico que me disse que, com absoluta certeza, o prof. Anísio Teixeira não era maçon. Segundo esse meu Deep Throat particular, o socialismo exacerbado do homem era o que provocava tantos desejos de transformação da sociedade através da educação.
E olha, eu acredito.

E falando no assunto, tem um filminho bobo aí nas locadores (eu não vi, mas minha mulher viu; a minha filha viu, hehehehe) que toca no assunto maçonaria na fundação dos Estados Unidos. É um filme com o careteiro Nicolas Cage e chama-se em inglês National Treasure.

Eu li, em fonte séria, que essa história de um tesouro guardado pelos maçons desde o tempo dos templários é uma das lendas mais bem guardadas da história moderna americana e que, meio na base do Código Da Vinci, as dicas desse tesouro foram deixadas pelos patriarcas fundadores (a maioria maçon) na Declaração de Independência.
Afirma-se que é muito comum dos maçons deixar pistas secretas em doumentos, construções e obras de arte aparentemente insuspeitas.

Portanto, André, dá uma olhada com atenção nesse diploma que vai ver você encontra um tesouro.

Leflaneur 6/06/05 2:27 …

Segredos de múmia de faraó… Segredos do Da Vinci e agora segredos dos provincianos, digo, patriarcas da Independência…

Segredo, como se sabe, não se guarda.

Segredo não existe.

Maçonaria é tão rocambolesca quanto a infalibilidade papal. Tudo seita!

Leflaneur 6/06/05 2:30 …

Acho que o AG é maçon, para quem ele ligou?

E honestamente, os maçons que se candidatam a cargos eletivos depõem contra a associação. Aliás, que hoje congrega entusiasmados gerentes da Caixa Econômica, pequenos comerciantes e – pasme! – pastores evangélicos.

AG 6/06/05 9:52 …

Leflaneur, sendo bem honesto, não tenho nada contra os maçons. Mas também não tenho nada a favor. Nunca gostei de seitas, agremiações ou sociedades secretas. O cara para quem eu liguei é sério mas não passa de um romântico. Acredita ainda na volta de D. Sebastião de Alcácer Quibir e que o Lula não sabe nada do mensalão que o Delúbio distribuía. Fiquei apenas um pouco cismado quando aventou-se a possibilidade de que Anísio Texeira tenha sido maçon. Não que fosse um crime mas achei que não batia.
Agora, tem uma coisa. O meu Deep Throat pode estar mais para Linda Lovelace do que para Mark Felt. Pode ser que o professor Anísio tenha sido do Grande Oriente.