andredecourt's photo from 8/6/05

Minha tia avó Clarice sempre teve um senso de humor peculiar, desde muito novinha trabalhando com meu bisavô em política, depois além de secretária e uma das fundadoras do antigo PSD também era fiscal de diversões.

Mas o que nos deixou espantados, em organizar seus recortes de jornal, fotos e anotações, foi achar não só um mas dois estatutos do Partido Comunista, impressos para um congresso do partidão em 1967, em plena ditadura militar.

O mais engraçado é que o pequeno livreto tem preço NCR$0,30, o que demonstra que estava à venda, pairando a dúvida se ela comprou, ganhou de alguém ou achou….. e qual era a razão dela ter guardado. Tia Clarice mesmo morta há quase 10 anos continua surpreendendo.

Comments (30)

soul_captives 8/6/05 11:15 AM …

preciosa recordaçao ;]

bemaia 8/6/05 11:15 AM …

Muito raro nesta época uma mulher se envolver com política.
Beijos, Bê.

edubt 8/6/05 11:16 AM …

Interessante isso. Minha avó materna, Mary, era do Partido também. Foi militate, mas após a morte de meu avô, seu mrido, sua militancia diminui bastante.

Algumas reuniões do partido eram no Colégio Santa Rosa de Lima, onde minha mãe, ainda pequena, ia com minha avo. Reuniões essas que contavam com a presenaça do Luiz Carlos Prestes.

O curioso nisso é que uma vez minha tia, irmã de minha mãe, acompanhando vó Mary, numa dessas reuniões, assim quw chegou no Santa Rosa de Lima causou rebuliço. Ela era muito parecida com a filha de Prestes, Anita Leocadia, o que confundiu o pessoal!

:-) ))

visaocarioca 8/6/05 11:18 AM …

Roberto, minha tia nunca foi comunista, e não gostava deles pois houve um episódio entre os Autonomistas e os Comunistas, que formavam a ANL na época da intentona

JRO 8/6/05 11:38 AM …

Bonjour, monsieur Decourt.

Enquanto vc mexe nos velhos papeis da tia, eu cá estou no centro, mexendo com meus velhos papéis.

Jro :-) )

Luiz D´ 8/6/05 11:52 AM …

Minha tia-avó, que por anos trabalhou na Prefeitura do Distrito Federal, era uma “figura”.
Adiante de seu tempo, era PTB ferrenha, para desespero do resto da família, na época UDN.
Não subestimem as tias-avós de antigamente. Faziam coisas que até Deus duvida!
Desde coisas curiosas como, naquela época de poucos táxis, ficar perto de um sinal de trânsito e quando o táxi parava, com passageiro dentro, entrava pela porta da frente, perguntava para onde se destinava e, caso não fosse muito fora de seu roteiro, ía junto e dali pedia para ser levada para onde queria, de “posse” do táxi…
Outras histórias contarei oportunamente…
http://fotolog.terra.com.br/luizd

tumminelli 8/6/05 11:58 AM …

Ah! Outra coisa que acabei esquecendo de comentar. Minha avo foi morta no seu escritorio no edificio A Noite em 66, com tres tiros. Ela era chefe de departamento do Ministerio da Educação. Em conversas recentes aqui em casa, temos desconfiança que a sua ligação com o Partido Comunista tem algo haver com isso…

photoquim 8/6/05 12:42 PM …

Isso já deu muita cadeia…
[]s.
JQ//.

Marcelo Almirante 8/6/05 1:44 PM …

O Comunismo foi uma grande invenção para desestabilizar o mundo, criando falsos conflitos e rivalidades. A força que controlava os USA era a mesma que controlava a Rússia, por sinal, e ainda controla.

Existe uma sociedade secreta, relativamente pequena, mas que comanda todos os setores vitais da sociedade, como partidos políticos, religiões, conferências mundiais, midia, bancos, entre outros.

Perseguir “comunistas” era uma boa desculpa para dominar a população com a energia do medo. Mesma energia por sinal que os europeus estão sendo vítimas com os falsos atentados de Madrid e Londres, provocados pelo próprio BUSCH, que por sinal é um funcionário deste “selecto grupo”, assim como o Lula Lá.

Mensalão é poeira na corrupção e na mentira que rola por esse mundo. Onde estará a Alice no seu país das maravilhas ?

Restam os artistas, mensageiros divinos, para nos salvar dessa mundo Falso, Intriguento e Mesquinho, que vivemos.

http://geocities.yahoo.com.br/zostratus14/universidade.htm

AG 8/6/05 1:59 PM …

Mas André, você mesmo já deu a pista do motivo de sua Tia Clarice ter dois estatutos do Partidão.
Pensa comigo:
Ela não era Fiscal de Diversões ?
Então, nada mais divertido que qualquer coisa que venha do pecêbão.
Você já leu a letra da Internacional ?
Leia, é de rolar de rir.

PS: se nossa Kara Karina aparecer por aqui, digam que eu viajei para Tegucigalpa.

pikyto 8/6/05 2:50 PM …

André,
tirei do meu baú.
Meu bisavô foi, junto com Lima Barreto, um dos anarquistas mais atuantes do Brasil no século XX. Já idoso, convertido ao Marxismo, escreveu a seguinte nota:
“Ante a possibilidade da morte súbita, preciso dizer o seguinte: – Proíbo do modo mais cabal e mais enérgico toda e qualquer manifestação de caráter religioso por insignificante que seja. Façam-me um enterro de última classe.
Se minha morte for demorada por alguma moléstia, se me sobrevier alguma desordem cerebral, não explorem os meus últimos momentos.
Morro revolucionário, comunista, orgulhoso de minhas convicções marxistas.
E sobre a terra em que eu apodrecer esta inscrição:
TEMPO E ESPAÇO,
FORÇA E MATÉRIA.
MARX E ENGELS.
Que meus filhos e netos tenham por Lenine a admiração que lhe votei: foi o maior homem de todos os tempos e não é possível que seja
excedido.”
Domingos Ribeiro Filho

Vez por outra, passo por sua sepultura no S. João Batista e me emociono com a velha placa de mármore (1942). Infelizmente, nasci em data posterior à sua morte e não pude, como os meus pais, partilhar da sua cultura e genialidade. Dizem que era um dos melhores papos da época.

Karina 8/6/05 3:41 PM …

André
o D´ convidou-me para passar por aqui e quero agradecê-lo pelo convite, por sinal, muito agradável.
O manifesto citado é do PCB, sendo que o meu partido é o PCdoB, atualmente os militantes que ficaram no PCB estão passando para o PCdoB, mas nessa época aí, eram 2 partidos.
Sobre o valor do Manifesto, não entendi, pois qdo fui recrutada para o PCdoB, em 1981, era tão perigoso andar com ele, juro, tremia, mas assim, não possuía nem capa, nada que chamasse a atenção; certa vez estava em um ônibus voltando para casa, vindo da faculdade, houve uma blitz, eu estava com a camisa do DA da Faculdade, gelei, sempre tinha comigo algum material do Partido comigo, morria de medo, mas estava sempre entre os cadernos… bom, mas não me revistaram, apenas os rapazes. Eu usava uma camisa assim: a melhor oPÇão do Brasil, deu para entender o disfarce?
Aqui, já corri muito da polícia do acm com seus cavalos.
Voltando ao valor do manifesto, veja bem, os partidos de esquerda precisam de dinheiro, para poder confeccionar o material de divulgação, até mesmo para se manterem, portanto contribuimos com qualquer valor dependendo da condição de cada um, entendeu. Sempre que vou a qualquer evento, congressos, compro camisas, botons, bonés, etc com intuito de ajudar o partido em vários sentidos, vejo isso como corrteto.
continuo…

Karina 8/6/05 3:45 PM …

E minha homenagem ao Comunismo, especialmente a Lennin, dei o nome de Vladimir para meu 1º filho.

Gostei muito do coment do pikyto, qdo voltar ao Rio, irei visitar a sepultura do bisavô dele, pois fico bem próximo, no flamengo.

qto ao AG, já foi tarde para Tegucigalpa.
Desculpe André, mas ele provoca.

jason_1900 8/6/05 4:24 PM …

Aí está o maior segredo da família Decourt: tia Clarice era uma agente de Moscou infiltrada no PSD… Gostei disso!

Quanto ao companheiro AG rir da “Internacional”, vemos que há senso de humor para tudo…

Pessoalmente, acho um dos mais hinos mais emocionantes já compostos – ao lado da “Marselhesa”.

Crime de rico a lei o cobre/O Estado esmaga o oprimido/Não há direitos para o pobre/Ao rico tudo é permitido.

À opressão não mais sujeitos!/Somos iguais todos os seres/Não mais deveres sem direitos/Não mais direitos sem deveres!

AG 8/6/05 7:31 PM …

Meu caro Jason.
Evidente que eu fazia uma blague. Perdão se me excedi. Falei da letra da Internacional e não da melodia que, cantada em castelhano, por exemplo, é sem dúvida arrebatadora.

Mas vamos e vinhamos, Jason um partido que perseguiu, torturou e matou mais que os nazistas, o que é sem dúvida um recorde, não pode ser considerado outra que coisa que não piada o trecho que você citou:

“À opressão não mais sujeitos!/Somos iguais todos os seres/Não mais deveres sem direitos/Não mais direitos sem deveres!”

Tá bão, Karaina, o João Amazonas diz que todos que foram torturadaos eram uns renegados safados, cachorros, sem-vergonha.

Mas uma coisa eu tenho certeza, ver um comuna stalinista (e não vem com a conversa de que só alguns sabiam dos seus crimes) cantando frases assim, dá vontade de rir.

Ou de chorar. Depende do Gullag.

AG 8/6/05 7:32 PM …

Será que amanhã chove ?

Karina 8/6/05 9:16 PM …

AG
veja se estou em alguma esquina de Tegucigalpa, ou vá ouvir sua Aracy de Almeida e esqueça o Hino da Internacional Comunista, não gostamos de torturadores-reacionários, sabia não?

bacellar 8/6/05 10:36 PM …

Apesar de ter muito contra os comunistas, principalmente no quesito religião (por ser eu Católico), e alem disso perpassando pelo plágio do sr. Marx das idéias de Cristo, como registro histórico de um povo a foto é interessante.

Leandro 8/6/05 11:01 PM …

É o único lugar interessante deste fotolog. Passo aqui para ler Karina e as divagações do Sr Decourt e seus visitantes, alguns interessantes, outros nem tanto… Parabéns

andredecourt 8/7/05 12:49 AM …

Caro Leandro, não sou sr. e não divago

jban 8/7/05 6:14 AM …

O Anonimato cria coragem…

jban 8/7/05 6:20 AM …

André,

O documento é interessantíssimo, ainda mais pela data. Estávamo na Ditadura light, aquela anterior ao AI-5. Aí sim , o pau comeu. Quanto ao conteúdo, o Comunismo mostrou que não é a solução. Em todas as formas de governo e de organização ecônômica, existe sempre uma elite que domina e uma massa dominada. Nos regimes comunistas não é diferente. É só olhar em volta. Até na Disneylandia do Comunismo, a pequena ilha com seu comandante barbudo, a elite é que tem o poder. A elite do Partido.

Karina 8/7/05 7:30 AM …

jban
gostaria que aqui no meu país fosse igual a pequena ilha, pelo mesmo não teríamos ANALFABETOS, não teríamos que engolir o tio sam…

Karina 8/7/05 7:40 AM …

Leandro
gostei e agredeço por referir-se ao meu coment, mas tumulto mesmo é no Bertoni, já passou por lá?

tumminelli 8/7/05 1:11 PM …

Ih… acho que aqui vai chover…

:-) ))))))))))))))

AG 8/7/05 1:35 PM …

Quando eu vejo a Karina me acusar de torurador-reacionário me lembro do (nome fictíco) seu Lupércio. Seu Lupércio era um inspetor (não vou dizer de que colégio) que quando nós alunos, nos reuníamos no Grêmio do Colégio, ele aparecia sempre para “contribuir”. E vinha com uma conversa de que o pai tinha sido torturado pelo Getúlio, o irmão estava preso porque era do Val-Palmares, que ele mesmo, já tinha visto vários carros pretos suspeitos rondando a quadra do seu edifício na Tijuca.

Evidente que nós, cândidos infantes, fizemos do seu Lupércio nosso ídolo. Tinha um pobre de um garoto no grupo que o pai era sei-lá-o-que do Globo. Seu Lupércio, ajudado por todos, descia a clava forte no lombo do pobre menino que, muitas vezes saía chorando da sala.

Tempo passa e, um dia encontro um antigo colega, transformado em advogado brilhante, boa gente bom papo. Entre um Joãozinho Andador Vermelho e outro, veio à baila o velho Lupércio.
- Sabia não !? — disse meu companheiro de grêmio.
- ????
- Seu Lupércio, na verdade chamava-se Thobias Irineu Cunha (nome fictício), era do DOPS, fazia relatórios diários sobre cada um de nós e foi assassinado em 78, misteriosamente, entre um vagão e outro da Central.

Engoli em seco, me virei para o velho e falante garçon do Vilarino e disse:
- Niterói, traz mais uma dose dupla. Sem gêlo.

Karina 8/7/05 2:28 PM …

Grêmio estudantil?? vc??
é a melhor piada dessa tarde de Domingo(ahhhhahhhhhahhhhahhhahhhahhahhhhahhhhahahhhhah)………………………………………….

Leandro 8/7/05 2:46 PM …

Karina, vou para o Bertoni, já!

tumminelli 8/7/05 3:28 PM …

caraca! Neguim surta legal!

:-) ))

dagmar 8/7/05 6:49 PM …

Essas surpresas q eles nos deixam são maravilhosas!
Bjks
Dag