andredecourts foton från 2005-08-08

Vendedora de loterias

O vendedor de loterias é hoje um personagem carioca em extinção com o surgimento das mega-senas, lotos e etc. Alguns tinham truques de marketing fantásticos para vender seus cupons, outros já tinham compradores certos, e alguns tentavam vender na chata insistência.

Hoje só me vem a cabeça o solitário vendedor de loterias, já velhinho, na esquina da rua da Assembleia com Av. Rio Branco, ainda usando das velhas técnicas como mostrar o bilhete com a placa do seu carro, ou então da estampa combinando com a sua gravata.

A foto é fantástica, pois nos dá uma bela panorâmica da Av. Rio Branco nos anos 50, mostrando que, após um pouco antes da esquina com a rua do Ouvidor não havia um só prédio até a Av. Pres. Vargas.

Foto: coleção Desmond Cole

Comments (22)

JRO 2005-08-08 10:51 …

O que menos importa nesta foto é a tal da avenida, André, que pode ser qualquer rua sem importância.
Perdão.
A foto é fantástica pela moça e sua roupa, com sua cintura fina neste vestido que até hoje em dia é bonito.

Jro :-) ))

andredecourt 2005-08-08 10:57 …

Concordo, concordo é uma ótima foto de cotidiano !!!!

edubt 2005-08-08 11:06 …

Concordo com o Ze. Alias eu acho que acho que essa especie de vendedor ja se extinguiu. Nunca mais vi.

Meu pai costumava comprar loteria quando havia algum vendedor no sinal. Nunca ganhamos p… nenhuma.

:-) )))))

jban 2005-08-08 11:09 …

André,

Esta foto é de uma reportagem da National Geographic sobre o Rio da Década de 50. Eu tenho a colação da NG em CD-ROM e as fotos são sensacionais. Este Desmond Cole era fotografo da NG ?

Em tempo?: Aquele prédio à esquerda é a Galeria dos Empregados do Comércio ?
Eu lembro destas senhoras vendendo bilhetes de lotaria. No Santos Dumont onde trabalhei de 80 a 83, haviam vários senhores que faziam disso o seu ganha pão… Eu gostava do pregão.. “1959, 1959.. se você nasceu neste ano …”

jban 2005-08-08 11:10 …

Varias fotos desta reportagem estão sendo postadas por você com o crédito a esta pessoa.

jban 2005-08-08 11:25 …

Aliás esta foto aí em cima é sensacional! Puro cotidiano dos anos 50.

AG 2005-08-08 11:33 …

André a foto é ótima.

O que pouca gente sabe, hoje, sobre loterias é que a Loterial Federal já foi concessão de um particular: a família Peixoto de Castro.

Incrível, né ?

Um cara era dono da Loterial Federal.
A coisa era tão sureal que no fim de ano, os Peixoto de Castro distribuiam entre os amigos mais chegados, “bilhetes premiados”.
É mole ou quer mais ?

Não por acaso, os Peixotos de Castro eram os únicos (ou um dos únicos) a ter um Rolls Royce nessa cidade cheia de surpreas.

Rafael Netto 2005-08-08 11:58 …

Moça e loteria à parte, interessante é ver, junto à Galeria dos Empregados do Comércio, uma série de prédios da segunda geração da avenida que não existem mais. Ou então sofreram algum retrofit “milagroso” como aquele do Generali.

O antigo prédio do JB ainda estava lá? Qual deles?

Estou aprendendo que as construções originais da Rio Branco duraram muito menos que eu pensava.

Ricardo Sanctos 2005-08-08 12:21 …

Muito linda essa jovem mulher com esse vestido. E essa bolsinha que ela usa marcou época, vi esses dias uma bolsinha dessas num brechó ali na Gomes Freire. E é uma pena aqueles predios la atrás não existirem mais, pois deviam ser mais ventilados do que os que estão lá hoje.

andredecourt 2005-08-08 12:24 …

O prédio da Associação dos Empregados do Comércio é o da extrema esquerda, e o do JB se nã me engano é o dos escuros o mais à direita.

Desmond Cole é um ex-diretor da escola americana, que coleciona imagens do Rio, muitas são da National Geographic, pelo visto.

Luiz D´ 2005-08-08 12:31 …

A moça, na ocasião, trabalhava no IPASE.
Era secretária da diretoria e estava noiva.
O bilhete foi premiado com o 2º prêmio da loteria do Natal.
Deu para dar entrada num apartamento de 2 quartos ali no Bairro Peixoto.
Casou-se em março do ano seguinte e hoje é viúva, ainda moradora de Copacabana – pode ser vista passeando no Bairro Peixoto todas as tardes!
http://fotolog.terra.com.br/luizd

Marcelo Almirante 2005-08-08 13:45 …

Pequenos detalhes fazem grande diferença. Me amarrei na foto.

Jban,

Poderia me dizer como adquiriu a coleção da NG ?
Estou surpreso.

jason_1900 2005-08-08 15:37 …

No tempo em que as mulheres tinham cintura…

Quanto ao cometário do AG: o Rolls-Royce dos Peixoto de Castro ainda está com eles – e em plena forma.

Decourt: será ninguém tem uma foto da antiga mansão dos Peixoto de Castro na Rua do Matoso? (Tijuca).

andredecourt 2005-08-08 16:09 …

Pois é eu não tenho será que alguém tem ???

tumminelli 2005-08-08 16:50 …

Cara,

o goldo não voltou não. Alias olha que coisa doida: na sua lista ai do FF o meu log consta como gold. Esse sistema ta uma merd@. Não entendo mais nada.

Eu hein.

:-) )))

Rafael Netto 2005-08-08 17:15 …

Sobre os Peixoto de Castro… um dos símbolos da sua opulência está se acabando, a Refinaria de Manguinhos. Até onde eu sei o GPC vendeu sua participação (ou a maior parte dela) para a Repsol, enquanto isso a pequena refinaria (chamada por gente da Petrobrás “de brinquedo”) não aguentou os trancos do mercado e parou a produção esta semana.

Enquanto isso os ex-controladores talvez continuem nadando em dinheiro, como aconteceu com os Veloso, donos do falido supermercado CB.

rodperez 2005-08-08 17:37 …

Tinha até esquecido que isso existia!!! que memoria, andre!

rodperez 2005-08-08 17:38 …

btw: eu vejo o RR dos peixoto de castro todo dia na minha esquina!

tumminelli 2005-08-08 18:10 …

Eu to fazendo favelinha lá, por isso dos comentariso alem de dez.

Olah a camera ai do lado… não to entendendo.

jban 2005-08-08 20:06 …

Marcelo,

Comprei em uma viagem aos Estados Unidos há alguns anos. É uma tremenda fonte de pesquisas.

photoquim 2005-08-09 01:44 …

Tem toda a razão… A foto é fantástica..!
Não só pela arquitetura em implantação, mas, principalmente, pela persistência (a que muito resisti) dos vendedores de bilhetes.
[]s.
JQ//.

vmserpa 2005-08-09 07:14 …

foto realmente fantástica. bjs