andredecourt's Foto von 09.01.06

Rua da Quitanda, esquina com Sete de Setembro.

Nessa foto de Malta, tirada durante as reformas de Passos, no dia 6/10/1906, vemos os contrastes de uma cidade que se modernizava velozmente com o seu passado colonial.

O velho sobrado, de apenas um pavimento, pesadas paredes, e curiosamente pintado de uma cor escura, contrasta com os modernos prédios em estilo eclético que surgiam na reformada 7 de Setembro.

Pelo no PA, feito no perído Passos, acredito que essa foto tenha sido tirada em direção a rua da Assembleia e São José, pois o lado oposto da rua, foi todo demolido para alargamento, ou seja não existiria esse contraste entre o colonial e o eclético.

De curiosidade no mobiliário urbano, vemos um poste francês com lampião à gás, os enormes postes telegráficos, e as arcadas, usadas para a colocação de ornamentação em datas festivas ou comemorativas.

Comments (17)

luiz_d 09.01.06 08:46 …

Só dá para ver parte do descrito, mas a foto é muito interessante assim mesmo.

dinho_sp 09.01.06 08:56 …

Cadê a quitanda???
:/

antolog 09.01.06 09:19 …

Belo registro.
Alargaram a rua, para hoje colocarem um calçadão no meio…

jban 09.01.06 09:33 …

André, O morro do Castelo deveria aparecer no fundo da foto. Talvez por estar superexposta o brilho tenha feito o morro desaparecer…

betotumminelli 09.01.06 10:28 …

A como fa falta um trio como esses atualmente:

Pereira Passos
Carlos Lacerda
Negrão de Lima

:-) )

Rafael Netto 09.01.06 10:55 …

O meu trabalho é exatamente em frente a esta esquina!!!

Acho que ainda existem alguns dos sobrados do lado direito (que quase não se vêem na foto). No lugar da casa colonial a rua sofreu um enorme alargamento, e na esquina há um prédio da era decô que tem a Maria Bonita Extra e o restaurante Via Sete no subsolo.

A Sete de Setembro na verdade passou por um alargamento pós-Passos que não chegou a ser executado. Os prédios mais modernos (década de 40 em diante) do lado ímpar são bem mais recuados que os antigos sobrados da era Passos que ainda existem.

Já a Rua da Quitanda parece que seria contemplada por um mega-alargamento e retificação (a rua é meio curva) que jamais foram executados. Entre S.José e Assembléia existe uma empena cega, entre Assembléia e Sete de Setembro a rua é tão larga que parece uma praça, e entre Sete de Setembro e Ouvidor as fachadas recuadas dos edifícios não são paralelas às dos sobrados.

http://fotolog.terra.com.br/rafael_netto

andredecourt 09.01.06 11:42 …

O alargamento da Quitanta acho que é bem posterior, o PA deve ser dos anos 40 ou 50

AG 09.01.06 12:20 …

Alguém podia me explicar porque os meio-fios (ou as guias, meu) daquele trecho da Quitanda, entre Assembléia e Sete de Setembro, são tão altos ? Cada vez que passo por lá penso no famoso “paredón de anão”.

Detalhe útil: principalmente às sextas feiras, se você não quiser chegar em casa engordurado de churrasquinho de gato, não passe por lá.
Isso sem falar nos cantores de voz “altifalantadas” que animam os bares da região; é Djavan o tempo todo.

O Brasil Gérson conta porque a rua chama-se Quitanda, mas agora “se me esqueci-me”.

andredecourt 09.01.06 12:28 …

Foi uma defesa contra os carros, que tradicionalmente paravam por cima das calçadas da rua da Quitanda nos anos 80, consegui-se tirar os carros, mas também tirou-se os joelhos dos pedestres

Rafael Netto 09.01.06 14:01 …

O pior em matéria de calçadas no Centro é a rua Buenos Aires. Fizeram uma obra de drenagem lá há alguns anos que elevou a rua e as calçadas em cerca de meio metro. As entradas das casas ficaram todas um degrau abaixo da calçada, e originalmente ficavam um degrau acima!

Esse PA dos anos 40-50 deve ter sido o mesmo que alargaria a Sete de Setembro, causando esses recuos estranhos e criando na esquina da Rio Branco aquele espaço hoje chamado Largo do Pequeno Jornaleiro. É capaz que na época estivessem querendo transformar as ruas em novos eixos viários do Centro. Em especial a Sete de Setembro, poderia ser a mão inversa do eixo Assembléia-Carioca.

http://fotolog.terra.com.br/rafael_netto

Solange Passos 09.01.06 18:07 …

Desculpe a ignorância, mas o que é PA ?
Obrigada.

Rafael Netto 09.01.06 18:10 …

Plano de Alinhamento… não é?

É a norma que aponta onde devem ficar as fachadas dos prédios e a largura da rua.

O que acontece em muitos lugares do Rio é que se definiu há muitas décadas um PA “generoso”, só que a não renovação dos imóveis, e mais recentemente a preservação de muitos deles, acabou tornando estes PAs impossíveis de serem implementados. O resultado são ruas com prédios novos recuados e casas antigas junto à rua.

http://fotolog.terra.com.br/rafael_netto

Solange Passos 09.01.06 18:11 …

Por falar em rua, alguém sabe qual é a rua mais charmosa do Rio, que mereceu um tema enredo no carnaval ,só dela ?

leflaneur 09.01.06 21:14 …

Solange, qual é a rua mais charmosa do Rio, que mereceu um tem enredo só dela? Até aquele espanhol (Chico Recarey), da Pizzaria Guarabara, já teve samba enredo, lembro…

Mas se foi o tema ou foi a Atlântica ou foi a Atlântica, porque o charme para ser cantado em samba-enredo não é o mesmo de quem gosta do bairro…

leflaneur 09.01.06 21:14 …

Desculpem o tarde da noite…

Coisas do Palácio.

/ravin 10.01.06 08:58 …

nos arredores da pça maúa, quase no fim da rua do Acre, onde começa a área dos estacionamentos ainda há umas duas luminárias são um arco que vão de um lado ao outro da rua pela armação de metal, sendo que a lâmpada fica na parte mais alta, bem no centro da rua.

Ainda há prédios interessantes ali mas veem perdendo espaço rapidamente para os estacionamentos.

Rogério Molinaro 11.10.06 20:55 …

Genialas fotos, cara! Como carioca da gema, também sou muito ligado na história da Nossa cidade. Pesquiso um bocado … mas algumas coisas me escapam. Talvez você saiba … De quando é o alargamento da Rua da Quitanda, dividida em duas pistas entre as ruas Sete de Setembro e S. José? Qual seria a ocupação anterior daquela área. Rocio? Antigo sitio de colonos? Ruas não eram, pelo menos depois de 1800?

Valeu!