andredecourt's photo de 29/03/06

Praia de Copacabana, início dos anos 70.

Reparem a textura da areia, escura e grossa, que demonstra que essa foto é posterior ao alargamento da praia.

O motivo pela areia estar assim pode ser visto aqui: http://www.rioquepassou.com.br/2004/06/05/

Por onde andam essas pipas e seus vendedores ???

Foto: Coleção Desmond Cole

Comments (27)

edubt 29/03/06 10:02 …

Bem se fosse hj a Guarda Municipal e os “responsaveis” pelo bem estar de Copacabana ja teriam levado tudo numa Kombi (e distribuido entre eles o os filhos de seus amigos), dado porrada na pobre alma vendedora dessas pipas.

Em tempo… tive uma dessas.

jban 29/03/06 10:03 …

Eram vendidas também no Aterro do Flamengo.

esanchez 29/03/06 10:05 …

é mesmo… por onde andam?

photomechanica 29/03/06 10:06 …

Os vendedores devem ser os mesmos que hoje vendem óculos fincados em paineis de isopor, ou então vendem cangas coloridas.

gerard_3 29/03/06 10:44 …

Pensei o mesmo…
:)
Bjócas!
De

Rafael Netto 29/03/06 10:48 …

E os guarda-sóis de madeira e pano… e as cadeiras Rochedo com estrutura de alumínio e assento de tiras de tecido de nylon… tinha duas dessas em casa.

Isso foi antes ou depois da “engorda” da praia? Parece ser no Posto 6 (assunto de hoje do Luiz D’).

http://fotolog.terra.com.br/rafael_netto

pikyto 29/03/06 11:12 …

Essas pipas de pano chegaram a ser verdadeiras logomarcas do Rio! Estou até ouvindo ao fundo o barulho daquelas matracas que os vendedores de pirulito usavam para chamar atenção da rapaziada lambuzada de Rayto de Sol…
Abs.

Scofano 29/03/06 11:17 …

Hoje em dia estão na Barra, próximos à Via 11… E os moradores da Barra loucos pra expulsarem eles de lá!

luiz_d 29/03/06 11:23 …

Belo registro de um tempo que não volta mais!

Vinicius 29/03/06 11:26 …

Sobre a “engorda” da Praia de Copacabana, eu tenho uma dúvida. Ontem no Globo na seção 50 anos saiu a seguinte nota datada de 26 de março de 1956:

” O secretário da viação, Sr. Carlos Soares Pereira, acentou para O Globo que ninguém precisa temer o desaparecimento da Praia de Copacabana em conseqüência do alargamento da Avenida AtlÂntica. Frisou S.S que o trecho mais reduzido, após a execução do projeto, será fronteiro à Rua Djalma Ulrich, que ficará, mais ou menos com 10 metros de areia. O restante da praia manterá uma largura de 40 metros,…”

Ou seja, havia um outro projeto antecessor ao da década de 70? E como seria o mesmo?

andredecourt 29/03/06 11:45 …

Sim Vinícius, houveram dois projetos anteriores para a engorda da praia ao que foi efetivamente realizado

mendes_2 29/03/06 11:56 …

“eu sempre me lembro dessas pipas e me perguntava porque nao tem mais???misterio???obrigado por me proporcionar o prazer de ve-las outra vez…abraço..”

AG 29/03/06 11:59 …

Calma, calma.
Não vou contar outra vêz (ufa, niguém aguenta mais) a história da pipa que eu vi sendo empinada por um cara numa pra do sul da França.
Mas era igualzinha a essas.
:-) )))))

alineperdigao 29/03/06 12:01 …

linda foto!!!

glenlivet 29/03/06 12:21 …

Soltar pipa na praia é risco de ser derrubado por um cachorro ou pivete, André!

Fica olhando pra cima em Copa pra ver o que acontece!

lucia 29/03/06 12:27 …

Eu me lembro dessas pipas!!!
Mas no Leblon.

:)

lucia 29/03/06 12:27 …

Aliás, na divisa Leblon / Ipanema.

derani 29/03/06 13:59 …

Era a marca registrada de Copacabana!

prfragoso 29/03/06 15:40 …

Realmente, AG, já li esta sua história de que viu um cara empinando uma pipa dessas na França; só não me lembro se foi no fotolog do André. E não lembro se a foto era a mesma.
Você já postou esta foto antes, André? Por favor, não repete a foto pois ninguem aguenta mais o AG contando a mesma história. hahahahaha

Vinicius 29/03/06 17:23 …

Obrigado Andre. Sobre as pipas, posso estar falando besteira, mas elas lembram muito o formato das águias nazistas.

andredecourt 29/03/06 18:28 …

Paulo, o Roberto publicou uma foto parecida, mas se não me engano era em P&B

antoniocvbraga@terra.com.br 29/03/06 21:43 …

Uma das minhas frustrações de infância. Nunca tive uma delas: “muito caras” é o que minha mãe justificava. Ai de mim…

oces 29/03/06 21:50 …

amo esse lugar apecar de nem conhecer minha grande cidade marivilhosa e natal…

langaard@bol.com.br 30/03/06 08:03 …

Meu compadre Cacá e eu chegamos a comprar algumas destas maravilhosas pipas. Uma delas levamos para Ponte Nova,Mg, nas férias, mas acho que nunca usamos. Outra foi empinada raríssimas vezes, na praia de Ipanema. Pat McCarroll, irmão californiano levou uma para casa, onde esteve na parede por muitos anos.Esta sei que terminou na garagem, empoeirada “prá mais de metro”.

wspinosa@terra.com.br 30/03/06 09:21 …

Reparem nas pessoas. Já vimos fotos de paulistas, capichabas, catarinenses, enfim. Não é igual. Não sei se estou sonhando ou minha percepção está afetada pelos anos e pela emoção mas, não lhes perece uma grande família? Não parece que são todos amigos ou, ao menos conhecidos, juntos, curtinho a natureza? Nâo, não é minha imaginação. Quanto mais observo tenho esta sensação: só não estão mais próximo por que são muitos e ainda havia bastante espaço. Nós. cariocas, somos todos um grande bando de amigos.