andredecourts foton från 2006-05-29

Hoje faço um post conjunto com o amigo Luiz D’arcy ( http://ubbibr.fotolog.com/luiz_d/?pid=17563228 ).

Na realidade é mais um protesto contra a boçalidade que vem tomando a nossa cidade do que qualquer outra coisa mais, a foto mostra o relógio da Glória, em foto tirada por volta de 10/15 anos após a postado pelo amigo Luiz.

O centenário relógio, inaugurado no governo Passos para arrematar as obras de aterro da velha praia da Lapa, criando a Av. Beira Mar, e embelezando a velha amurada construída pelo Marques do Lavradio com balaústres retirados da praça Tiradentes. Possui até hoje o seu maquinário original, algo muito raro, e que em qualquer lugar do mundo seria tratado com reverência.

Pois há duas semanas depois de um desses eventos de música vazia para público idem, um dos participantes do evento, pelo visto achou o relógio muito bonito e jogou uma barra de ferro em uma de suas faces, quebrando os vidros, tanto de proteção como o do mostrador, empenado ponteiros e travando o mecanismo.

Tal triste acontecimento nos faz pensar na realização ou não de determinados eventos em nossa cidade, eventos que normalmente agregam um público idiotizado, que quando concentrado faz ações desse tipo. É bom relembrar o acontecido há uns 8/9 anos atrás onde um evento com esse mesmo tipo de música foi realizado na praia da Barra, no qual o mesmo “distinto” público fez uma terra arrazada a Av. Sernambetiba, com destruição de mobiliário urbano e jardins onde mudas de árvores foram arrancadas pela raiz e coqueiros já adultos postos ao chão.

Que essa turma vá ouvir essa música na Bahia !

Foto: Roberto Augusto Barthel
Acervo: Roger Barthel

Comments (42)

lucia 2006-05-29 10:05 …

Concordo!
Coisa ruim ou veio de lá ou que vá prá lá!
Credo!!!

:P

andredecourt 2006-05-29 10:10 …

Aqui quem manda sou eu !!!

Rafael Netto 2006-05-29 10:11 …

À primeira vista pensei que fosse a mesma foto…

http://fotolog.terra.com.br/rafael_netto

andredecourt 2006-05-29 10:20 …

Aprendi com o ACM, outra coisa importada lá da terra dos Acarajés

Derani 2006-05-29 10:31 …

A gente não precisa importar vândalos não.. aqui já tem bastante…

luiz_d 2006-05-29 11:27 …

Uma tristeza o comportamento de uma parte da população!

edubt 2006-05-29 12:03 …

No dia que um safado ou safada desse for preso e o pau-de-arara voltar às delegacias, quero ver alguem fazendo isso.

Vao ver o que é ter uma barra de ferro dentro do mecanismo

AG 2006-05-29 12:24 …

Nossa, Sr. Tutu, essa “barra dentro do mecanismo” arrepiou a galera.

Mas olha, vou dizer uma coisa: diante dos exemplos das “ortoridades” competentes até que esse povo se comporta muito direitinho.
Vejam bem: essa escandaleira do PT, o partido mais ladrão que já apareceu no Brasil comandado pelo Lulla, o presidente mais tudo de ruim que já apareceu no Brasil, nada foi feito. Estão todos soltos, livres e leves. O Lulla faz campanha abertamente, o Zé Dirceu continua articulando a compra da Varig para botar mais uma graninha no bolso, o Silvinho, fez pouco de todos nós , o Delúbio deve morrer de rir, o Genoino deve estar dando gargalhadas, o Chico Buarque diz que vota no Lulla, outros imbecis também e, nós… só podemos ir chorar no cantinho.

Olha, acho que quebrar um relógio é pouco.

AG 2006-05-29 12:37 …

Andresíssimo, já que estou com a mão na massa…
Andei lendo uns comentários anteriores do Raoni.
O homem saiu distribuindo golpes de borduna sem dó nem piedade.
Interessante essa coisa de morar 20 nas “oropas” e não se libertar do tacape tupiniquim.

Esse Raoni me faz lembrar aquele cara que entra num bar pela primeira vez e, não conhecendo ninguém, quer logo se enturmar.
E para se enturmar mesmo, pra valer, escolhe um moço sentado na mesa ao lado (não pode ser muito forte) e diz na lata: – Aí, mermão, tu tem cara de viado.
Inicia-se um charivari dos diabos e, depois de muita cadeira arrastada, mesa tombada, garrafa quebrada, o arrivista, levanta-se, pede desculpa, diz que as pessoas ali não estão a altura da sua cultura, da sua nobreza, da sua educação, e sai pela porta, altaneiro e cheio de razão.

Deve ser o ar europeu.
Sacumé, um ar mais frio…

jban 2006-05-29 12:40 …

Estou chorando no cantinho há muito tempo….

Vandalismo é culpa de quem não ensina, não educa e não se preocupa de verdada com a cultura. Isto acontece em todos os extratos da sociedade e não tem relação direta com ter ou ter dinheiro. Falta educação, exemplo e valores familiares.

fco patrício 2006-05-29 12:54 …

Em minha opinião o Estado da Bahia é uma Jamaica melhorada – salvo honrosas excepções, nada de bom sai dessa Terra. Querem me ver irritado? é só pronunciar aquela famosa frase: – ” O povo baiano é maravilhoso”!
Como diria o Tertuliano: “Francamente…”!
Entrando no foco:
A foto, ora aqui postada, poderá ser datada em torno de 1920- 1929. Atenção á figura feminina que se prepara para atravessar a rua – os vestidos de espartilho, caracteristicos do inicio do século, já tinham desaparecido – as roupas apresentam já formas mais simples, tubulares, com cintura descaida e saias mais curtas. Isto reflete que as mulheres estavam começando a se emancipar, usufruindo de maior independência, bem diferente de 10/15 anos antes, em que sequer podiam sair desacompanhadas.

fco patrício 2006-05-29 13:09 …

cont:
Atenção, igualmente, aos cabelos curtos das duas senhoras da foto – são curtos – no inicio dos anos 20, quase todas usavam este corte de cabelo curto e o famoso chapéu “cloche” (em forma de sino). O André Decourt tem em seu acervo familiar de fotos, cândidas imagens, que documentam deste fascinante estilo.
Vale a pena ver o contraste de duas fotos tiradas em um mesmo local (quase á mesma hora – o relógio testemunha isso) – se visualizarmos a foto postada pelo Dr. Darcy no “Saudade do Rio 2″, clicada 10/15 anos antes, as roupas da senhora que se encontra em primeiro plano, são ainda bem caracteristicas do “fin de siecle”, com espartilho etc etc.

FlavioM 2006-05-29 13:45 …

O dia vai indo bem por aqui. Animado!

Patrício, deliciosa avaliação do vestuário.

JBAN, discordo de você. A educação e a cultura são primordiais. São elas que empurram uma nação para cima. Mas a impunidade joga para baixo qualquer cultura e qualquer educação. Já vi, por exemplo, executivos europeus, com séculos de cultura e educação completissima, aprenderem a “gandaia” em 6 meses. Não rem nada a ver com cultura e tudo a ver com impunidade. Infelizmente, o homem (pelo menos o ocidental) é assim. Não chego a pregar a “barra de ferro no mecanismo”, mas tem que ter causa e conseqüência.

AG, acho que este pessoal que fez isto “não tá nem aí prá Hora do Brasil”. Em todos os sentidos. A música, bem usada, também é ópio do povo.

http://www.flaviorio.globolog.com.br

Americo Vespucio 2006-05-29 13:46 …

qual relogio e mais antigo,
este ou o do Largo da Carioca? e seriam semelhantes nos seus valores, seja como relogio propriamente dito, seja como raridade?

conde de borbadela 2006-05-29 14:25 …

Nao se trata apenas de impunidade mas sim de total ausencia de valores, de ideais, de perspectivas, e fazendo esse (s) ato(s) de vandalismo pensa que sera “valorizado” na sua trupe, patota( que termo mais antigo)e que assim se “destacara” no grupo, perante o grupo, dando uma falsa ideia, para o vandalo, de hombridade, de poder!

andredecourt 2006-05-29 14:26 …

Caro Américo, o relógio da Glória é bem mais velho, primeiro: ele foi realmente espetado e ligado na Glória em 1905, já o do largo da Carioca, o pedestal é de 1909 (antes havia uma fonte do tipo Wallace em seu lugar), fora que em seus primeiros anos não havia relógio em seu topo, mas sim um lampadário, o relógio só foi instalado por volta de 1910/11

depto de moda 2006-05-29 14:28 …

FCO PATRICIO
Vc trabalhou com moda na rua do ouvidor…sabe tudo da epoca, estilos, o que se usava o que estava em “voga”, alem de uma excelente visao )))

andredecourt 2006-05-29 14:28 …

Ah sim já me esquecendo, o mecanismo do relógio do Largo da Carioca, já não é mais original, anos de desleixo de quem devia administra-lo inutilizaram-no, nos anos 90, depois de décadas parado foio instalado um moderno mecanismo a quartz lá dentro.

O relógio da Glória quase teve esse destino, ficou abandonado pelo poder público anos, inclusive parado, mas aparentemte sua máqina é mais forte

FlavioM 2006-05-29 14:34 …

Ao Sr Raoni

Dou por encerradas nossas deliciosas tertúlias e rumorosos interlúdios. Não temos o direito de desvirtuar desta forma os objetivos deste site.

E tenho dito!

(Evelyn, insista)

FlavioM 2006-05-29 14:36 …

No foco:
Espero que o mecanismo (do relógio) continue em forma, depois de mais esta. Trocar este mecanismo seria como colocar um motor de Opala no Dodjão do JBAN!

http://www.flaviorio.globolog.com.br

Evelyn 2006-05-29 14:49 …

Caro FCO PATRICIO
mas qual e a explicaçao entao para nao ter resposta mesmo depois de 3 postagens E SEGUINDO RIGOROSAMENTE as solicitaçoes de condensaçao, horario, etc
(((
vai ver nao gosta do nome…(buaa)
Obrigada pela sua solidariedade e estimulo!
Quanto ao caso RAONI, acho q houve excesso de ambas as partes, tornando-se quase um caso diplomatico p/ o Itamaraty interceder, ja q foram envolvidos na questao indios, europeus, madureirenses, etc…
Vamos dar as maos e seguir em frente!

Americo Vespucio 2006-05-29 14:54 …

Procede a informaçao que o relogio do Largo da Carioca foi instalado como forma de publicidade da empresa que o montou, tendo sido uma “doaçao” para a cidade?
E em relaçao ao da Lapa, ainda assim o da Gloria continuaria a ser o mais antigo? E o mecanismo deste (Da Lapa) e ainda o original?

andredecourt 2006-05-29 15:04 …

Evelyn, ainda não tive tempo de ir na Mal. Floriano nem para comer um sanduíche no Paladino, quanto mais verificar o prédio que vc falou…….vou ver se consigo ok . !!!??!!!!

andredecourt 2006-05-29 15:09 …

Americo…nunca soube dessa informação, acredito não ser verdadeira, sabemos que a jannuzi & cia doou o obelisco, mas lampadário do Largo pelo que li até hoje foi comprado pela prefeitura, inclusive tendo demorado a chegar.

Já entre Lapa e Glória acredito estar havendo uma confusão, a Lapa possui um lampadário, instalado na mesma época, com o mesmo tipo de rocha do obelisco da Rio Branco para comemorar a abertura da Av. Mem de Sá, e demaios obras na regiõa antes ocupada pelo morro do Senado

Mauro_AZ 2006-05-29 15:54 …

Longe de mim querer desculpar ou justificar atos indesculpaveis e injustificaveis de vandalismo. Porem, minha explicacao e’ que, alem da impunidade, a falta de cidadania que sempre existiu no Brasil criou o sentimento popular de que objetos publicos nao pertencem a ele, publico. Esses objetos sao simplesmente coisas que “botaram” na rua. Por isso, depredacoes desses objetos, sejam historicos ou artisticos como o relogio da Gloria, ou um prosaico orelhao, sao comuns e nao geram o menor remorso nos perpetradores.

Evelyn 2006-05-29 16:13 …

ANDRE, 1 minuto da sua atençao.por favor!
Acho q fui mal interpretada:
Em nenhum momento houve “cobrança” da minha parte em relaçao a sua imediata conferencia “IN loco” da Caixa de Socorros D.Pedro V, apenas foi constatado, tristemente, q em nenhum momento houve retorno, sobre se ja havia localizado no seu tao rico mapa mental, podendo assim acrescentar alguma valiosa informaçao, como usualmente vc o faz.
Sem mais, subscrevo-me (((

Waldenir 2006-05-29 17:16 …

Eu dei uma olhada lá no final de semana,mas não tenho certeza se este prédio é da data mostrada.
Quanto ao D.Pedro V,talvez não seja o “nosso” II,vários reis de Portugal tiveram este nome.

FlavioM 2006-05-29 17:36 …

Waldenir, você está certo. Nosso Pedro II NÃO foi Pedro V em Portugal. Só poderia ter sido se tivesse sido rei de Portugal. Rafael Netto já pesquisou e informou que D. Pedro V foi filho de D. Maria da Glória (D. Maria II), irmã do nosso D. Pedro II.

Quando nosso D. Pedro I voltou para Portugal, combateu seu irmão Miguel que tinha usurpado (com a ajuda da mãe, Carlota Joaquina, que, dizem, envenenou D. João VI) o trono da filha de D. Pedro I, Maria da Glória. Depois de 2 ou 3 anos de combate, venceu, assumiu o trono como D. Pedro IV e abdicou em nome de sua filha.

http://www.flaviorio.globolog.com.br

patricio 2006-05-29 18:08 …

O Rei D. PEDRO V de Portugal não teve nenhuma relação (de poder) com o Brasil. Inclusive o “pobre coitado” morreu, bem jovem, vitima de febre tifoide. Quanto á Carlota Joaquina (que era de nacionalidade espanhola)- já foi comprovado que ela envenenou o obeso D. João VI fazendo uso de arsénico nas bebidas destinadas ao monarca.

FlavioM 2006-05-29 18:20 …

Estive pesquisando um pouco e achei a biografia de Pedro V muito interessante. Basta dizer que era chamado pelo povo português de “O Esperançoso”, “O Bem-Amado” e “O Muito Amado”. Foi um dos governantes mais admirados e queridos, mesmo tendo morridoe com apenas 24 anos (e já viúvo).

Consultar:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Pedro_V_de_Portugal
http://www.arqnet.pt/portal/portugal/temashistoria/pedro5.html
http://www.arqnet.pt/dicionario/pedrov.html

D Pedro nao sei mais o numero 2006-05-29 19:45 …

ihhhh, esta confuso!
Entao D Pedro V era sobrinho de D Pedro II? E porque V, entao, a linha sucessoria nao segue a Algebra e a aritmetica? Aonde estaria D.Pedro III?
Quer dizer que o instituto de criminalistica Carlos Éboli comprovou que D Joao VI foi envenenado por Carlota Joaquina? E qual foi o motivo alegado? Ela chegou a ser julgada e condenada? Fez uso de celular na cadeia velha, ja que na epoca nao havia bloqueadores para tal…

D Pedro qualquer numero 2006-05-29 19:54 …

Continuando a linha sucessoria…
D Pedro V seria neto do D Pedro I.

Rouen 2006-05-29 20:19 …

Eu fico feliz que outros tenham também noticiado esta agreção à cidade e a nós mesmo, também falei no meu blog : http://fotolog.terra.com.br/bfg1:39
Mas foi assim que OTORIDADES destruiram o Monroe, vandalos picham tudo e quebram relógios, Empresários destroem belas casas e colocam espigões , etc.. etc…
Já viram o filme MAD MAX ? Estamos perto, pertinho de chegar a este estágio !!!!!!!!!!

Keila 2006-05-30 01:27 …

O poder público devia era cobrar ressarcimento das empresas envolvidas na (des)organização desse “evento”. Pelo menos o dinheiro do conserto não sairia do bolso público (nossos bolsos).
Se bem que se fizerem isso, o dinheiro sumiria e o relógio continuaria quebrado…

raoni 2006-05-30 07:06 …

Eveliyn como vc pode participar de algo com umas pessoas dessas?não acho que vc faça parte dessa corrente de pensamento?
Essas pesssoas já morreram e não sabem,com certeza as lápides deles devem estar no sjoão batista.Ou sera que elas foram quebradas pelos vandalos baianos(negros) que eles tanto odeiam?Vcs devem gastar muita agua de colonia(formol) e talco.

Rafael Netto 2006-05-30 07:57 …

Ih caramba, fizeram uma bagunça geral com os Pedros brasileiros e portugueses… e apesar do que o FlavioM diz eu não tive nada a ver com isso.

Até onde eu sei, o “nosso” Pedro 1o. voltou a Portugal para resolver a questão sucessória que se instalou com a morte de seu pai João 6o. Não sei dos detalhes mas ele acabou sendo coroado Rei de Portugal com o título de Pedro 4o. (porque já haviam existido outros 3 reis com este nome em Portugal). Como Portugal só deixou de ser reino em 1910, ainda deu tempo para haver outro rei com este nome, no caso, Pedro 5o.

(estou escrevendo os números dos reis do jeito “moderninho” que a Superinteressante está adotando, talvez assim o Raoni fique menos chateado).

http://fotolog.terra.com.br/rafael_netto

Evelyn 2006-05-30 08:27 …

TB achei o termo citado um tanto qto deslocado, ainda q entenda q tenha sido utilizado com boa intençao por alguem q estimulou e se mostrou interessado em q eu continue a participar.
Continuo achando q esta havendo exagero de ambas as partes nas colocaçoes, nos conceitos, nos RADICALISMOS.
RAONI, calma! Obrigada pela defesa, um bom dia p/ vc!

andredecourt 2006-05-30 10:19 …

Caro Raoni, acho que seus 20 anos na Europa o deixaram desconectado com a realidade brasileira, vc sabe quanto custa o direito de correr atrás de um trio-elétrico num evento como esse fora da temporada carnavalesca….uns 100 reais, vamos então dolarizar…. 40 verdinhas….isso é muito dinheiro para um pober comprar… no carnaval da Bahia vai a 300/400 reais

Quem vai nesse evento é branco, rico, filhinho de papai, que ouve uma música de péssima qualidade, que é empurrada na mídia guela abaixo pela força do poder econômico das grandes gravadoras e empresários espertos, sem dó nem piedade.
Enquanto isso outros gêneros musicias agonizam por falta de espaço de divulgação, como a música instrumental (de ótima qualidade e muito mais brasileira que esses “chicletes da vida), o Jazz, o Rock e até o Samba de raiz, substituído pelo pagodinho ridículo e pasteurizado das gravadoras, um pagodinho brega do nível de Alexandre Pires e Bello.

Fora que o marketing pró Bahia feita pela mídia de São Paulo no maior clima daquela rivalidade histórica entre as duas metrópoles.

andredecourt 2006-05-30 10:20 …

Você se engana, mortos estão os que não reclamam, mortos estão o que se deixam seduzir com o que a mídia dominical lhe empurram pelas gargantas, mortos são aqueles que não são bairristas com a sua cidade e a deixam entrar em decadência com protestos pífios, mostos são aqueles que não enfrentam o problema de frente. Aqui cada um com o seu inconformismo com o que vem acontecendo está vivo, vivíssimo !!!!

oliveira@bol.com.br 2006-06-05 14:11 …

É ESSA GERAÇÃO IDIOTA E ALIENADA GENTE SEM ENTENDIMENTO DE NADA QUE SÃO ALGUNS QUE ESTRAGAM TUDO GENTE QUE DEVERIA MORAR NO MEIO DO FIM DO MUNDO LONGE DA CIVILIZAÇÃO, POR ISSO O RJ ESTÁ ESSE LIXO, LIXO POR CAUSA DE ALGUNS E POR CAUSA DA INCOMPETÊNCIA ADMINISTRATIVA DE UNS RETARDADDOS.
E TENHO DITO!