andredecourts foton från 2008-01-11 

Nossa aérea de hoje é na realidade um post duplo com o Saudades do Rio do dia 8 de Janeiro ( http://fotolog.terra.com.br/luizd:1052 ) que mostrava uma vista aérea da Lagoa do Clube Caiçaras rumo à Ipanema.

Nossa foto de um período histórico muito próximo, mostra a vista imediatamente contrária, como nosso fotógrafo tivesse ido para a outra janela do helicóptero, vemos a vista do Caiçaras rumo a Leblon e Gávea.

Como podemos observar a vista não era nada bonita, essa era uma região extremamente favelizada, tendo um conjunto que era conhecido pela sua maior invasão, a Favela da Praia do Pinto. Na realidade tínhamos um complexo de 3 favelas. A mais antiga datando dos anos 30 era a Praia do Pinto as outras duas foram formadas na segunda metade dos anos 40, quando a cidade começou a crescer muito e de forma desordenada.

Lembramos que a Lagoa ainda possuía mais duas favelas, que não aparecem na nossa foto a Piraquê, que ia da foz do Rio dos Macacos acompanhando os muros do Jockey Club , num trecho da Lagoa conhecido como Belém-Brasília e a da Catacumba, a única de encosta que subia os Morro dos Cabritos na região do velho Caminho da Catacumba.

Nossa foto de hoje mostra que as pistas da Av. Borges de Medeiros, mesmo que ainda simples já chegavam a esta área, dando acesso aos clubes Monte Líbano e AABB. O Paissandu Cricket Club também já ocupava seu terreno, que era acessado pela Av. Afrânio de Melo Franco, por dentro da Favela da Praia do Pinto.

As duas favelas na beira da Lagoa eram a Ilha das Dragas, que corta a foto da esquerda para a direita, sendo ainda acessada por uma pequena ponte. A seguinte, onde hoje está o Parque das Taboas era a Favela da Ilha do Guarda, nessa época já integrada à restinga por aterros, mas ainda formada basicamente por precários barracos em palafitas.

Vemos na Ilha das Dragas uma construção que destoa das demais, certamente é um prédio governamental, possivelmente uma escola ou posto de saúde. Na Praia do Pinto, onde hoje está o conjunto de prédios chamado de Selva de Pedra, mesmo nessa resolução podemos observar os dois tipos de ocupação da favela. À esquerda temos a favela gerada de forma espontânea nas sobras alagadiças do loteamento do Leblon, já na direita o tecido da ocupação muda, ficando mais retilíneo. Ali eram as vilas proletárias ocupadas notadamente por ocupantes da Favela da Memória, removida décadas antes pelo Governo Vargas no Estado Novo, que aguardavam até o presente momento a conclusão do Parque Proletário da Gávea, o que nunca se realizou como podemos ver por extensa série publicada aqui no fotolog entre Setembro e Outubro de 2004 ( do post http://www.rioquepassou.com.br/2004/09/27/ até o post  http://www.rioquepassou.com.br/2004/10/04/).

Ao fundo, na parte direita superior, podemos ver as instalações do Flamengo Futebol e Regatas ainda incipientes, se destacando a única arquibancada do natimorto estádio do clube.

Todas essas favelas foram removidas no Governo Negrão de Lima no Estado da Guanabara, tendo sido seus ocupantes levados para lugares longínquos como Cidade de Deus, Cidade Alta ( grande parte ) e Vila Kenedy. Não discutimos a necessidade da remoção que evitou a inviabilidade da Lagoa com bairro nos anos seguintes, mas sim para onde os invasores foram levados para lugares sem transporte de massas e isolados do tecido urbano. Esse grave erro do passado criou um trauma na sociedade carioca que até hoje hesita em remover invasões predatórias a saúde de cidade.

Agradecemos o envio dessa foto ao amigo Carlos Ponce de Leon de Paiva

 

 

Comments (10)

derani 2008-01-11 08:55 …

Mais que trauma , uma boa desculpa para não removerem mais nada e incentivar a criação de novas e expansão das já existente, como uma espécie de retaliação e compensação pelo que fizeram no passado.
Coisa de maluco.

rob_mat 2008-01-11 08:58 …

É extraordiário fazer a comparação do Rio de ontem com o Rio de hoje,
PARABÉNS PELA IDÉIA!!!

flaviom 2008-01-11 09:21 …

Já ouvi dizerem que era prevista uma sede esportiva do Clube de Engenharia na Ilha das Dragas. Mas este foi um caso de “desaterro”. Removeram a favela E a ilha…

Praticamente tudo o que se vê nesta foto foi aterro público, feito oficialmente por iniciativa do Governo.

Acho que minha próxima série, depois das obras do Prado Junior em Copa, vai ser sobre as obras de aterro na Lagoa…

triunfodapintura 2008-01-11 09:28 …

Não se desloca mais a população das favelas pelos mesmos motivos que se libera a construção de predios com alturas e dimensões insuportaveis para a nossa fragil situação urbana…Ganância, poder e descaso pela cidade.

rockrj 2008-01-11 09:28 …

Me parece na parte inferior da foto um pedacinho da ilha do Caiçaras.
André, a Ilha das Dragas, foi dragada ou parte dela está incluida no aterro que fizeram na região?

andredecourt 2008-01-11 11:15 …

Roberto, parte dela está no aterro de hoje, acredito que ela deve ter sido arrastada para formar o aterro do Parque das Taboas

jban 2008-01-11 12:05 …

Como é que ficaria a Zona Sul com todas essas favelas ???

Há que se fazer algo. Como está não dá !

phnovo 2008-01-11 23:35 …

Relaxem!!
Mais alguns anos e a Lagoa vai ficar exatamente como a foto
Assim como o resto da cidade!
É assim que se recupera o passado por aqui!

famadas 2008-01-13 11:23 …

Visito esse fotolog desde que foi criado… mas nunca opinei aqui. Tomei coragem e me cadastrei. Parabéns pelo site! Adoooro!