Hoje estamos tendo um post duplo com o amigo Richard do Hoje& Ontem, que vem nos brindando com uma série de fotografias de família de diversos períodos de Copacabana.

A de hoje mostra uma pacata Rua Santa Clara em 1936, totalmente tomada de casas com um agrário Bairro Peixoto aos fundos ( http://fotolog.terra.com.br/crich:34 ), para complementar a foto do amigo Richard, coloco o mesmo trecho da rua, atravéz fragmentos de uma foto tirada pelo grande pintor Elizeu Visconti, na mesma époica, foto esta que faz parte do acervo da nossa exposição Cobacabana Sob as Lentes de seu Morador.

A primeira imagem mostra o conjunto de casas que existia do número 256  (aparecendo só parte do telhado) até o 278, destas todas sobrevivendo em estado de quase abandono a de número 278.

Já a segunda imagem mostra as hortas que existiam onde hoje é o traçado da Rua Maestro Francisco Braga.

A terceira imagem mostra o portentoso renque de bambús que ocupava todo o lado da Praça Edmundo Bitencourt, junto à Rua Décio Vilares, o renque original ultrapassava as medidas atuais da praça chegando próximo ao número 194 da Décio Vilares. O renque foi paulatinamente diminuído em toceiras de bambú durante os anos 40 e 50 até desaparecer de vez em 1968, na primeira reurbanização da Praça Edmundo Bitencourt, quando ela ganhou o chafariz e o playground rebaixado. Sendo os bambús substituídos por um renque de oitis, que por vandalismo nos anos 60 e 70 não completa um dos lados da praça.

Por fim no último fragmento mostra a região do posto II, tomada pelos prédios que subiam na penúltima área a ser urbanizada no bairro, reparem bem, ainda podemos ver os 3 penedos do Inhangá no meio dos prédios,