Nossa imagem de hoje, numa reprodução em mal estado de uma foto de Malta mostra os trabalhos de rescaldo do violento incêndio que destruiu totalmente o prédio da Imprensa Nacional em Outubro de 1911.

Além dos prejuízos materiais, com a destruição de maquinário, mobiliário, matérias primas, da estrutura física do prédio e de suas instalações o incêndio destruiu um sem número de originais de publicações, relatórios e assemelhados que hoje seriam considerados documentos históricos e que tinham seus originais guardados no prédio da Imprensa. Algumas dessas publicações por serem periódicos se perderam para sempre.

O prédio foi recuperado logo, mas em menos de 30 anos seria demolido, não pelos danos causados pelo incêncio, mas sim para se abrir mais espaço ao automóvel no Largo da Carioca, dando origem, somado com o local do destruído Teatro Lyrico pouco antes ( que aparece na foto à esquerda) ao enorme mar de asfalto que existia no largo, só ajardinado nos anos 50.