O Carioca da Gema mostrou ontem duas imagens do que seria o Túnel Leme-Praia Vermelha, criado na Guanabara com o intuito de permitir o transito sem cruzamentos de Ipanema até o Centro ( http://fotolog.terra.com.br/carioca_da_gema:388 e http://fotolog.terra.com.br/carioca_da_gema:389 ).

Para isso além da construção do túnel o projeto original da Av. Atlântica seria implementado, o que justificaria a exagerada largura não das pistas mas de todo o conjunto.

Não haveria cruzamentos, devendo os pedestres atravessarem por passarelas parecidas com as do Aterro, no fim dessas passarelas eles encontrariam oasis, que abrigariam uma infra-estrutura de lazer e apoio ao banhista, como quiosques, banheiros, chuveiros. O acesso de veículos de dentro do bairro seria feito por entradas e retornos com pistas de aceleração e desaceleração, havia também a previsão de mergulhões. Pra isso a pista antiga da Av. Atlântica continuaria aberta, abrigando o tráfego local do bairro e estacionamento, possivelmente em regime de mão única.

A indecisão de se implementar ou não o plano completo possivelmente foi a razão da pista interna ter permanecido pouco mais de um ano aberta ao tráfego com as novas já funcionando.

Com o abandono do túnel a Av. Atlântica foi concluída com o projeto atual, pista velha transformada em calçadão, cruzamentos, e estacionamento a 45 graus na direita de ambas as pistas. Os Oasis foram realizados de maneira porca nos anos 80, com o plantio de árvores, mas sem a ocupação dos mesmos por quiosques ou bares, que foram colocados nos anos 90 atravancando o calçadão, e os Oasis até hoje abrigando vagabundos e população de rua