Por motivos de obras nosso arquivo inédito, bem como os livros e demais materiais de consulta estão indisponíveis, portando faremos um repeteco de posts que foram realizados no fotolog desde o início do “foi um RIO que passou”, quando possível com os textos revisados e enriquecidos. O de hoje, publicado em Fevereiro de 2004.

Atual escola Municipal Luiz Delfino, é a segunda mais antiga da cidade, o seu prédio é de 1873
Sua história é muito interessante:

Em 1861 um escravo liberto chamado Zózimo criou uma pequena escola no alpendre da sede da fazenda da família Pereira da Silva, onde em suas terras se encontra hoje o bairro da Gávea.

Aos poucos, a escola que atendia filhos de escravos e pessoas sem posses foi crescendo até que, em 1873 Antônio Francisco de Faria, novo proprietário da fazenda e presidente da Câmara Municipal doou o terreno para o município e levantou-se o prédio definitivo.

Uma bela história que transforma esse prédio público em um especial, é tombado pelo DGPC desde 1990 e fica na Marquês de São Vicente 238