O amigo Carlos Ponce de Leon de Paiva nos envia esse postal mostrando a intensa movimentação no Posto II de Copacabana nos anos 50.

A praça do Lido, embora muito próxima da sua configuração de 1928 já tinha perdido alguns de seus elementos, como os dois laguinhos perto da Av. Atlântica e os canteiros gramados geométricos que os acompanhavam, deles só restam os postes e algumas das árvores marcando a área, na época tomada pelo saibro.

Na praia, a maior largura desse trecho da Atlântica, possivelmente conquistada ainda nos anos 20 com a demolição da terrace que isolava a praia da praça, permitia o estacionamento de veículos a 90 graus, sem bloquear as pistas de rolamento, o que aconteceria no resto da avenida. Até hoje no local podemos observar a linha de bueiros mais recuada em relação aos trechos fora da praça, que ainda marcam onde ficava o meio fio original da Av. Atlântica.

Junto ao posto de salvamento vemos um grupo se abrigando do sol por debaixo da marquise e dois carrinhos parados logo a frente, possivelmente da Kibon e da Coca-Cola.

No mar, bem no extremo esquerdo do postal vemos algo na água, possivelmente restos do casco do cargueiro Saint Martin.