Não gosto de ser profeta do apocalípse, mas há quase dois anos estamos batendo da tecla que a Linha 1-A era um atentado ( na realidade um engodo)  à boa gerência de um sistema metropolitano de massa, e passados mais de 15 dias do desastroso dia seguinte da inauguração da gambiarra, muita pouca coisa melhorou, e o que era razoável piorou.

O sistema nunca operou tanto no limite como essas semanas de final de Dezembro e início de Janeiro, atrasos, intervalos absurdos nas pontas das linhas, diminuição física dos carros na Linha 1, seguidas paradas do freio do piloto automático durante a viagem, esperas nas estações para “normalização do tráfego à frente”, decadência galopante do equipamento rodante, mini-tumultos constantes e logicamente muito marketing….

Andar de metrô nos últimos dias vem se transformando em castigo, a espera nas pontas da Linha 1, é absurda, e a viagem nos trens começa a realmente ser digna de um parque de diversões, se igualando aos piores trens fantasmas. Os carros estão cada vez mais depalperados e nem a limpeza é feita com constância. O que se imaginar de uma composição cheia de areia dois dias depois do último dia de sol, aliás porque ela está cheia de areia, as pessoas não deveriam entrar “enfarofadas” estações !!!!! Se nem uma vasoura se passa como será que está a revisão do sistema hidráulico e das pastilhas de freito, por exemplo????? A imagem de vidros quebrados, lâmpadas apagadas, carros encardidos, com folhas das portas amassadas, pisos imundos, intercomunicadores de emergência arrebentados, portas paralizadas vem se avolumando e se tornando uma constância no filet minghon do sistema, como será que está o parque rodante da Linha 2 ???

Das nossas previsões o que até agora não ocorreu foi um acidente no AMV da saída das Oficinas, hoje junção das linhas, ou um grande quebra-quebra, pessimistamente estou aguardando os dias e não passo mais da estação Central, pois considero viagem de alto risco o trecho seguinte.

Temos agora que impedir a construção da LINHA 4, na realidade LINHA 1-B como pretendem a concessionária do Metrô e o atual governo do estado, pois esse projeto é ainda tecnicamente mais inviável que a verdadeira gambiarra que estamos vendo, onde se gastará ainda mais dinheiro ! Pra produzir mais caos…..

A foto de hoje é um postal de 1979, quando o Metrô ainda era comandado por técnicos e não por marqueteiros falaciosos……

Posts sobre o assunto, direto de nossos arquivos:

http://www.rioquepassou.com.br/2008/04/01/

http://www.rioquepassou.com.br/2008/11/03/

http://www.rioquepassou.com.br/2009/06/29/

http://www.rioquepassou.com.br/2009/07/01/

http://www.rioquepassou.com.br/2009/11/06/