Hoje teremos mais uma das surpreendentes imagens de Ferreira Júnior, que nos foram enviadas por seu afilhado Sidney Paredes.

 

O dirigível Graf Zeppelin sobrevoa o Centro, mais precisamente a antiga Ponta do Calabouço, no Castelo, numa foto que nos oferece detalhes surpreendentes.

Inicialmente podemos ver a praticamente vazia esplanada, além do Ed. Standart vemos mais apenas 3 prédios, um na Beira Mar, outro na Av. Pres. Wilson e o mais antigo de todos, na Praça Estados Unidos, na confluência, que ainda mantém, num pequeno trecho por força do prédio o traçado do Plano Agache, das Av. Churchil e Rua de Santa Luzia.

Ao fundo vemos os brinquedos que acompanhavam e pouco conhecida Feira de Amostras, bem como o teto de alguns pavilhões. Feira essa que se espalhava entre onde hoje estão localizadas as Avenidas Gal. Justo, Mal. Câmara, Trevo dos Estudantes e Praça Salgado Filho. Sem contar as pequenas e desconexas ruas entre as Gal Justo e a Mal. Câmara.

Ecos de outra exposição podem ser vistos também na foto, na figura da cúpula de vidro do Antigo Pavilhão dos Estados da Exposição de 1922, na época já servindo ao Ministério da Agricultura, ao seu lado vemos a cúpula da capela da Santa Casa.

A foto também nos dá alguns detalhes do mobiliário urbano, como o poste de três luminárias pendentes, igual aos utilizados na Praça Mauá, na outra ponta da avenida. De presença fugaz na esquina com a Beira Mar, pois em imagens de pouco tempo para a frente esses postes foram substituídos por outros com 3 grandes globos, que permanceram até os anos 70. Vemos também um ônibus da Viação Excelcior e bem ao seu lado um cidadão, sentado nas amuradas da Av. Beira Mar, vendo  tempo passar.