Nossa imagem de hoje, da Revista Life, mostra os diques secos do Arsenal de Marinha em 1939, período do início da II Gerra.

As fotos da revista Life dessa leva são de uma espionagem velada, mostrando a influência da indústria alemã em nosso comércio, as colonias japonesas e alemãs, prédios de interesse como o do Banco Alemão Transatlântico ( http://www.rioquepassou.com.br/2008/12/12/zona-bancaria-rua-da-alfandega-1939/ ), e algumas instalações militares brasileiras, além dos tradicionais pontos turísticos e eventos.

Fico perguntando qual foi o nível de liberdade que uma equipe de reportagem americana teve durante o Estado Novo para fotografar o que quisesse, tiraram as fotos driblando o acompanhante do DIP, ou com a anuência do governo?

Além das instalações do Arsenal vemos o Ed. A Noite e as torres do Mosteiro a direita da imagem, e bem a frente um grande prédio, possivelmente na Av. Rio Branco entre a Rua de São Pedro e a Teófilo Otoni.