Nessa foto, constante do pequeno programa que dava as rotas de cruzeiro do belíssimo transatlântico francês Normandie para 1939, com paradas  no Caribe e América do Sul, vemos o navio fundeado na Baia da Guanabara.

De início pensei que  ele estava sendo manobrado por rebocadores, mas ao me deter na imagem percebi que há um transbordo de passageiros para uma pequena flotilha de navios menores e um de médio porte, não sei porque o navio não estava atracado no terminal do Touring na Praça Mauá.

Podemos ver a classe de um dosmais sofisticados navios de sua época, totalmente decorado em art-déco e que teve um fim triste durante a segunda guerra, morreu sem lutar, consumido por um incêndio em uma doca de Nova Iorque quando estava, como bem apreendido de guerra, sendo convertido para navio hospital, como quase todos os outros transatlânticos na época,

Perto da proa, no canto direito da imagem vislumbramos as siluetas dos Ministérios da Agricultura e Trabalho, bem como as obras do Palácio Gustavo Capanema, podemos observar também o Mercado Municipal e alguns de seus torreões.