Nossa impressionante imagem de hoje mostra a descida da Rua Barão de Petrópolis de Santa Teresa para o Rio Comprido em algum período dos anos 50, quando ela era uma das mais rápidas vias de ligação da Z. Sul com a Z. Norte via o túnel da Rua Alice.

Chama a atenção a enorme área de cultura na direita da via, bem de fronte a Favela do Escondidinho, o que era muito comum em alguns pontos da área urbana da cidade.

Poucos anos depois essa área foi arruada e loteada, mas ao que tudo parece a pressão da favela foi mais forte e ela acabou hoje favelizada como se o Escondidinho tivesse atravessado a rua.

A rua que vemos no pé da imagem é um trecho ou da Rua Lírio Branco ou  da Rua Prefeito João Felipe. A casa que aparece no extremo esquerdo da imagem foi o cativeiro do embaixador americano Charles Elbrick e hoje, embora ainda de pé foi praticamente engolida pela favela, que se uniu com a dos Prazeres de um lado e com a São Judas Tadeu do outro, formando um dos pontos mais violentos da cidade, e que vem junto com outras favelas de menor potencial ofensivo asfixiando o Bairro de Santa Teresa.