Nosso fotógrafo estava na antiga Terrace do Copacabana Palace, extremamente modificada quando das obras de modernização do final da década que criaram a piscina e a pérgola como hoje conhecemos.

O contorno do hotel era feericamente ornado com dezenas de luminárias sendo duas com ares monumentais, em obeliscos de concreto que emoldurava a entrada principal do estabelecimento. Os terraços abrigavam mesas e cadeiras para os hóspedes apreciarem a praia.

Um pouco mais ao fundo constatamos que o quarteirão entre as Ruas Rodolfo Dantas e Duvivier ainda estava praticamente vazio, existindo apenas a casa da Família Duvivier, uma das grandes mansões pioneiras no bairro. Na esquina oposta tinhamos o Ed. Abreu, com suas surpreendentes linhas modernas, não obstate de ser um dos prédios mais antigos da orla e já demolido.

Fechando a foto no Leme vemos os edifícios Erlu, na esquina da Rua Martin Affonso em sua discreta arquitetura art-déco de muito bom gosto e sempre valorizada por seus moradores e ainda em construção o Ed. Tietê que ainda não contava com seu marco na paisagem do bairro suas enormes 3 caixas d’água que até hoje podem ser vistas do Posto VI.

Agradacemos ao amigo Carlos Ponce de Leon de Paiva o envio desta imagem.