Nossa foto de hoje mostra o arrazamento do Morro do Castelo, visto de alguma construção possivelmente da Av. Central, perto da Rua São José.

Ao fundo podemos identificar da esquerda para direita o antigo prédio do Tribunal do Juri, um prédio ocupado por um hotel na antiga Rua da Misericórdia, perto de onde hoje há a Praça dos Expedicionários, na bruma vemos as torres do Mercado Municipal, bem como a alta silueta do Pavilhão dos Estados, futuro Ministério da Agricultura, por fim na direita da foto os fundos da Santa Casa e por cima dela a grande cúpula do Pavilhão das Festas da Expo de 22.

Embaixo da foto vemos a esplanada que ia se criando, ainda tomada por restos do antigo morro, trilhos dos vagões que carregavam empregados e material para as demolições e muitos barracões, ainda podemos vislumbras a fumaça das caldeiras dos guindastes que retiravam a terra das abas do morro que iam sendo paulatinamente desbastadas, e junto a elas velhos sobrados, principalmente no Bairro da Misericórdia que teimavam em permanecer, muitos sobrevivendo quase trinta anos para a frente, embora já condenados.