Nossa foto de hoje mostra uma parcial de Copacabana, vista da região do Morro da Babilônia. Temos um bairro plenamente consolidado e com seu processo de verticalização intenso, principalmente na região do Lido, onde anos de querela judicial impediu a ocupação de uma grande área com as construções da primeira e da segunda geração do bairro, tendo esse pedaço do bairro sido ocupado diretamente já com prédios em estilo eclético, Art Noveu e Déco.

Apesar de verticalizado vemos que o movimento especulatório após a segunda guerra fez muito mal ao bairro notadamente ao posto II, que ainda possuía grandes terrenos vagos, como toda a encosta que acompanhava da Ladeira do Leme junto a Rua Barata Ribeiro, bem como o entorno do Inhangá, além de casas da segunda geração na área entre a antiga Rua Salvador Correia e Belford Roxo, englobando a Av. Prado Júnior.

A foto, de média resolução, nos mostra de forma surpreendente além dos terrenos vazios já apontados, enormes trechos de construções baixas nos principais eixos viários do bairro nas regiões do Posto IV, a mais valorizada do bairro nos anos 30, inclusive na Av. Copacabana, onde as grandes casas, construídas no final da década de 10 lutaram  mais uma década para caírem, praticamente todas juntas nos anos 50, mas para dar lugar a menos conjugados que a região do Lido, possivelmente pelo preço do metro quadrado ou público da região, diverso do público boêmio que surgia no entorno das boates e restaurantes que ocupavam a parte, digamos, mais festeira do bairro.

Notamos também que a Rua Barata Ribeiro ainda mantinha seu canteiro central, no seu trecho mais largo, que ia até a esquina da Rua Siqueira Campos, onde o trecho novo, que a uniu com a antiga Rua Pereira Passos, o fez na largura desta última a reduzindo em 3 metros, e que nos anos seguinte provocou um desastrado e agreste alargamento, calcado em um PA de 1944.

Os altos prédios eram tão afastados um dos outros, que mesmo na região do Posto V e nessa resolução podemos distinguir alguns prédios mais antigos do bairro, algo que hoje deste mesmo ângulo seria totalmente impossível.