Hoje temos um post duplo com o Saudades do Rio que no dia 05 de julho postou uma foto da Praça Tiradentes com a Rua Sete de Setembro me 1954 ( http://fotolog.terra.com.br/luizd:3367 ) , pois graças a uma foto do Sr. Gyorgy Szendrodi avançamos uns 15 anos para frente e podemos ver muitas diferenças nesse curto período de tempo.

Fora do prédio da A Capital todos os outros de fronte para a praça foram substituídos por horrendos prédios sem nenhuma definição de estilo, inclusive o terreno onde se encontra esse espanto aqui (  http://goo.gl/maps/bqywt   ) estava vazio no início dos anos 70. Triste sina para muitos desses prédios ecléticos, antes da criação do Corredor Cultural, que eram muitas vezes demolidos mesmo sem incêndios, causa mais comum da destruição deles.

E sem a obrigação de serem reconstruídos eram rapidamente substituídos por estes aleijões arquitetônicos. Reparem que a loja de sapatos Principal continua no mesmo ponto, apenas tendo trocado de prédio, para muito pior.

Mas enquanto os prédios mudaram radicalmente, o mobiliário urbano pouquíssimo se alterou. Os velhos sinais americanos, fixados diretamente num dos postes da iluminação pública foram substituídos pelos modelos de duas cores do EGB, com placas de fibra de vidro zebradas ( embora um deles esteja sem), as esquinas estavam sinalizadas por pirulitos e os trilhos dos bondes sepultados por uma camada de asfalto, bem como a rede aérea retirada.

O local hoje se encontra assim, estando o velho prédio da A Capital restaurado e a caixa de rua completamente modificada, do  mobiliário urbano antigo praticamente nada mais sobra, apenas duas das 3 antigas árvores  http://goo.gl/maps/xl779