Nossa bela imagem de hoje saiu da comunidade Rio Antigo do Facebook e é originária do jornal Miami Herald e mostra uma rua do Ouvidor, mesmo nos anos 50 a salvo da verticalização que já destruía outros pontos do Centro, embora algo me diga que a imagem seja um pouquinho mais antiga, talvez de 1950 até 52 pela presença do prédio da Casa Colombo, na esquina da Rio Branco do qual vemos sua torreta no meio do casario da Ouvidor.

O piso de asfalto e ausência de qualquer barreira na esquina permitia o tráfego de automóveis em sua caixa, o que não deveria ser feito pela ausência de garagens e pelo grande número de pedestres, mas vemos um carro passando na Rua da Quitanda, livremente.

Estamos entre Carmo e Quitanda, junto ao prédio da seguradora Sulamérica, podemos identificar claramente o relógio e as linhas da fachada. As arcadas da iluminação pública estavam intactas e vemos que elas eram bem distribuídas, o abandono delas nas estreitas ruas da Cidade é um daqueles crimes que nossas administrações perpetraram e vem perpetrando sem nenhum amor ao velho centro do Rio.