andredecourt's photo de 21/01/04

Rara foto da casa de Paulo Fernandes Viana, na esquina da Rua Frei Caneca com o Campo de Santana

Intendente Geral de Polícia e sogro do Duque de Caxias, o nobre português prestou relevantes serviços a cidade, como a solução para o abastecimento d’água dotando a cidade de vários chafarizes entre eles o de Mata Cavalos ( rua do Riachuelo ) e o do Campo de Santana .
Foi do intendente a responsabilidade pelo primeiro ajardinamento do campo, com um belo e bem cuidado jardim, o qual da varanda da sua casa passava tardes a contemplar, mas por ser de rígida moral desaprovava constantemente os atos do príncipe Pedro I, mas era ao mesmo tempo admirado e querido por D. João VI, apoiava as orientações políticas de Tomás Vilanova, que era contrário a do Conde dos Arcos, por todos esses fatores adquiriu a inimizade do príncipe que esperava o dia “justo” para se vingar .
Esse dia chegou, em 26/4/1821 logo após ao embarque de D. João VI rumo à Lisboa com as cortes, logo após de colocar o velho monarca no navio , o príncipe chamou uma turma de operários do Arsenal de Marinha, o qual ordenou que destruíssem num ato de vandalismo hoje inafiançável, o jardim fronteiro a casa, que também acumulava a função de ser a sede da Intendência de Polícia .
De sua varanda o intendente assistiu o triste espetáculo, e tamanha foi sua indignação, foi acometido na mesma tarde eu um violentíssimo AVC, o qual causou seu falecimento 4 dias depois, ou seja vingança e conseqüência estúpidas vindo de um príncipe violento e fanfarrão que conseguiu ser o pai de Pedro II., um grande lorde .
A casa serviu depois ao colégio de moças de Mademme Palha e depois à Câmara Municipal, até a antiga prefeitura ser construída, prefeitura essa demolida na abertura da Avenida Presidente Vargas .
Entrou em decadência e virou um triste cortiço, prostíbulo e um bilhar de quinta categoria.
Essa foto de Malta a mostra pouco antes de sua demolição em 1905, já completamente deformada pelos acréscimos, para o alargamento da rua Frei Caneca e erradicação da Zona de meretrício ali localizada .

Comments (8)

andredecourt 21/01/04 11:06 …

lylla_lausanne @ 2004-01-21 06:02 said:
Muito bacana!
Obrigada por mais esta aula de RJ!

————————————————–
aqua_man @ 2004-01-21 06:29 said:
Ótimo texto e bela foto! Valeu mesmo!
Grande abraço!
————————————————–
mundo @ 2004-01-21 08:22 said:
Pode ser advogado, mas é um historiador nato!
Abraço
————————————————–
boreli @ 2004-01-21 09:36 said:
A história prega peças. . .
————————————————–
papaulinha @ 2004-01-21 10:13 said:
Que delícia seu flog… adoro história, ainda mais da nossa cidade!!!
Abraços…
————————————————–
jconde @ 2004-01-21 10:42 said:
Onde vc conseguiu essa?
Show de fotografia e de história.
Um abraço de J. Conde
————————————————–
atomsmashers @ 2004-01-21 10:55 said:
Não dá pra deixar de passar por aqui!
Abs

andredecourt 21/01/04 16:08 …

marianaslv @ 2004-01-21 12:20 said:
sabe andré, na verdade eu tenho minhas dúvidas sobre ele ser um neo-colonial, as janelas na casa verde são ecleticas… eu não sei bem, talvez um neocolonial tardio, sei lá! o que vc disse é verdade, e a única coisa que eu realmente não entendo é como existe aquela faculdade candido mendes ali na frente do paço imperial, aquele prédio de 42 andares em vidro preto, impossivel nunca ter reparado!A área é toda tombada, tutelada e preservada por causa do palacio de tiradentes, o proprio convento, o paço… eu sei que o reitor era irmão do bisbo do convento na epoca em que a fac foi proposta, mesmo com muito dinheiro envolvido quem será que foi a pessoa do iphan que assinou uma barbaridade daquelas! Bem….. não há muito o que fazer agora!
lindas as suas fotos!

Mariana, a construção do prédio só tem uma explicação Marcos Tamoio, mas o convento do Carmo já não é convento desde a chegada da família real em 1808, e no século XX passou a Academia Brasileira de Comércio, embrião da atual Cândido Mendes, ele foi descaracterizado com linhas ecléticas, foi vendido ao Banco do Brasil e quase foi demolido, foi restaurado nos anos 70 mais ou menos na mesma época da construção do prédio .

angemon 21/01/04 16:23 …

história viva! seu flog é dez, amigo, que nem vc!
Olha, qto ao couvert artístico, fiquei muito chateada.O Pikyto comentou e agora vc tb. Eles deviam ter me avisado!! desculpe,pois, mesmo assim, acabou sendo furo meu! abraço! bom te ver!

pikyto 21/01/04 16:26 …

Uma deliciosa aula de história do Brasil. E assim ficamos sabendo que os desmandos no Rio de Janeiro vem de longa data…
Puxa, todo mundo tirou foto do chopp no quadradinho de luz? E eu que tava crente que estava sendo original…
Abs.

nelson369 21/01/04 17:54 …

Fui pro Capela. Lamas fecha cedo :-)
Abraço, foi um prazer

reiarthur 21/01/04 21:43 …

Um espetáculo de FLOG e a ideia de consolidar e editar os comentários é ótima ! Sem dúvida o advogado que mais conhece o Rio que eu conheço !

Keila 22/01/04 02:08 …

Parece até aquela história que vc contou do Monroe. Vingancinhas idiotas…
Aquilo ali no meio da rua seria uma galinha e os seus pintinhos atravessando?!

angemon 22/01/04 06:04 …

amigo, não entendi a sua mensagem…translate, please!!!