foto de andredecourt em 07/08/04

Esse é o palco, ou altar do Congresso Euracístico realizado no Rio nos dias 17 a 24 de julho de 1955, numa área fronteira ao MAM, toda a região ainda estava em obras, pois o aterro sequer estava terminado neste ponto e em alguns outros, como o morro da Viúva sequer iniciado.
Na realidade que bem poucos sabem é que o Aterro é muito anterior ao Carlos Lacerda, pois é um projeto de Reidy de 1948, o qual englobava outras áreas como a projetada avenida Norte-Sul que será mostrada em breve, nessa época o arquiteto o poder municipal e forças escusas de nossa cidade ainda brigavam sobre o que seria levantado na enorme área que surgia com o desmonte do morro de Santo Antônio.
Houve uma pressão da igreja para que fosse pelo menos na área do Monroe e praça Paris, o Aterro fosse concluído ou pelo menos criada uma boa área, o que de fato ocorreu, antes mesmo dos planos urbanísticos da região estarem sequer definidos, apenas o MAM estava sendo construído, graças a negociações com o Getúlio Vargas, que até nesse campo sofria oposição de Lacerda.
Para construção do palco, ou altar foram chamados vários arquitetos para numa troca de idéias, o esboço inicial ser feito por Lúcio Costa, mas por razões de ordens litúrgicas o anteprojeto foi modificado pelos arquitetos Alcides Rocha Miranda, Elvin Mac Kay Dubugras e Fernando Cabral Pinto, onde a simetria original de Lúcio Costa foi modificada, tendo o grande mastro da vela tendo sido deslocado do enquadramento inicial proposto pelo arquiteto que queria alinhá-lo com o Pão de Açúcar.
Muitos chamam a construção de uma grande jangada, mas na realidade a vela remete às caravelas que trouxeram para essas plagas a religião católica junto como os exploradores portugueses, nessa foto podemos ver vários elementos que poderiam passar esse ideal como a grande cruz, como a erguida em Cabrália e o mastro da caravela.
A foto de ontem é muito interessante, parece-me que foi feita após o término do congresso, pois a vela se encontra rasgada e enrolada no mastro.
Após o término do congresso, a construção toda de madeira foi desmontada, e no mesmo lugar levantado posteriormente o monumento aos Mortos da Segunda Guerra Mundial.

Uma curiosidade nessa foto é observar por trás do palco ou altar, as linhas do arrocamento, onde futuramente a área do Aterro chegaria.

Aos que acertaram primeiro /rockrj acertou o evento, mas errou a data e colocou o papa na área, mas foi o primeiro,,. o Eduardo Bertoni tb acertou, mas depois ele deu uma passadinha no google para se aprimorar..risos, Zé Rodrigo deu umas voltas, mas acertou a planilha e entrou na estrada certa.
O curioso foi os que associaram o lugar com precisão e falaram no que tem hoje no local, achei muito interessante !!!

Comments (18)

rbpdesigner disse em 07/08/04 00:43 …

turma realmente boa a que visita seu flog
pessoal inteligente e observador

eu estou sempre aprendendo muito por aqui
[]s

eduardorj disse em 07/08/04 01:11 …

Boa noite,
Muito bonita a imagem, nos da uma visão bacana do que foi esse evento.
ótimas informações, interessante os fatos que ocorreu. É aquela velha frase: Entra ano, sai ano, muda-se os personagens mas a história é sempre a mesma. Essa política…

Tb to de concordo com /rbpdesigner, não estou me considerando inteligente e observador, mas no que se refere a aprendizado. :)

[]`s
Eduardo

maluara disse em 07/08/04 01:58 …

Morri de rir com os comentários do alvarogabriel e outros, dos “meninos” escondendo a idade. Estou me sentido, nem tia, mas quase avó dessa turma. (rsrsrsrsrsrs)

Não me lembro do Congresso Eucarístico de 1955, apesar que estava com 8 anos (e 11 meses), quase 9 anos quando aconteceu. Morava perto do Largo do Machado, e cursava a terceira série do primário no Rodrigues Alves, na esquina de Catete (lado ímpar) com Silveira Martins (lado par), ao lado do Palácio do Catete. Estranho lembrar de ter me vestido de “anjinho” pra uma festa de coroação de N. Sra. no Largo do Machado (não sei em que ano), e não lembrar do Congresso Eucarístico.
Tomei muito banho de mar na “velha Praia do Flamengo” (no período pré-aterro), em frente às ruas Barão do Flamengo e Paissandu.
Ouvia dizer que o Lacerda morava (morou ?) num prédio (224 ?) entre Alte Tamandaré e Barão do Flamengo, que tem uma Farmácia embaixo, ao lado do prédio onde está o Finep (?) atualmente.
Lembro do muro da casa que ficava aí nessa esquina (Alte Tamandaré com Praia do Flamengo). Pode ter sido antes de ter mudado pra Copa, se é que morou mesmo na Praia do Flamengo.
…….

maluara disse em 07/08/04 01:58 …

…….
Como já disse antes fui muito ao cinema no Azteca, no velho São Luiz, e no Politheama (um poeira que tinha no Largo do Machado). Onde tem a Galeria Gambier , ou o Detran, tinha uma Lojas Americanas. Lembro do Lamas antigo, entre o Largo do Machado e a Dois de Dezembro.
Bem… já vi que no proximo Meetup vcs vão me chamar de vovó Luiza, mas pode deixar que não fico zangada não.
Estou satisfeita com meus quase 58 anos, e ansiosa por fazer 60, para ter desconto nos cinemas, teatros, … e tb nos trens quando viajar pelo exterior.
Devo mesmo ser um caso raro, pois quando tinha 20 e poucos anos vivia adiante da minha época, agora com quase 60 tenho muitas amigas(os) de 30 e poucos, com idade pra serem minhas filhas(os), não escondo idade e anseio completar seis décadas…

Beijos,
Maria Luiza

eduardo bertoni disse em 07/08/04 05:05 …

1- Bom dia! Espero que vc. tenha um grande fds preservando um pouco o fígado.
2- É claro que fui no Google…não tenho a intenção de passar coisas erradas para os outros e como não tenho o teu conhecimento o que me resta é me virar no Google que considero uma das coisas mais impressionantes da atualidade.
3- Vc. reparou, na foto de ontem, os bancos?
Eu fui ao congresso porém como tinha 7 anos não me lembro se eram de madeira. Pela foto parecem ser de madeira maciça e a ser verdade imagina a fortuna que deve ter custado. Vc. sabe a respeito?

andredecourt disse em 07/08/04 08:55 …

Eduardo, eles eram de madeira sim, grandes tábuas, aparentemente de boa qualidade, os bancos eram presos um no outro .
Essa madeira deve ter ido para a construção civil depois, pois nessa época Copacabana estava no auge de sua destruição

Luís Felipe Pires disse em 07/08/04 10:16 …

Liga o som !!:
“De todo o canto,
vinde, correi,
foi posta a mesa
do nosso Rei.”
só prá lembrar o Hino do Congresso Eucarístico, que era uma poesia de D. Marcos Barbosa ,ganhador do concurso para eleger a letra do Hino , tendo ganho também o 2o lugar!( tb pesquiso no Google !! :-)

eduardo bertoni disse em 07/08/04 11:01 …

mas repara só a espessura das tábuas! Uma dessas hoje de custar uns 500 reais. Ou não?

tumminelli disse em 07/08/04 11:55 …

André, acho que teremos uma surpresa a respeito do slide que comentei com vc… o que eu achei aqui em casa. Já o limpei e vou combinar com o Zé Lobato de escanear lá com ele.

leflaneur disse em 07/08/04 13:28 …

Errei feio. Fiquei achando que era o Congresso Eucarístico, mas achei que iria mandar bola fora. André, em copacabana são seres, não tem dúvida. Todos exilados, protegidos pelos MIB (men in black). O portal, lembra?, fica na Leopoldo, quase esquina de Constante Ramos. abs

leflaneur disse em 07/08/04 13:29 …

No prédio que a maluara tá falando morava mia tia Mariazinha e tio Acyr, e não lembro de Carlos Lacerda por lá não…

andredecourt disse em 07/08/04 13:36 …

O Lacerda morava ali sim, agora o /tumminelli pode fazer um post, pois ele tem um material interessante sobre o prédio !

marcelomartins disse em 07/08/04 18:33 …

Ahahahah…num toma jeito né! Vou postar só os airbags amanhã….quero ver o sinhô ser o primeiro a comentar tá! ahahahahh
bjo.

faberpaganoto disse em 07/08/04 18:43 …

espetáculo…
indiquei seu flog para o meu professor de Geografia Urbana, Maurício Abreu.
Abraço!

heilborn disse em 07/08/04 21:25 …

Afogar na hidro? Não. Mas…
Rs, deixa quieto!

jro disse em 08/08/04 00:26 …

Então ai foi que aconteceu o tal Congrístico Eucaresso ???

E voce, não está no Lamas agora ???

Amanhã, pela manão, tem encontro de carros antigos na Praça 15.
Eu vou, e de lá subo p/almoçar em Petrópolis.

JRO :-) )

/rockrj disse em 08/08/04 11:04 …

Acho que meti o Papa no meio da história, pelo seguinte: na época a mãe de um amigo meu, para convence-lo a ir, disse que o Papa iria, e também me convidou, eu não fui, mas fiquei então com a imagem na cabeça…
Obs: não estou conseguindo me logar

apessoa disse em 09/08/04 09:22 …

Essa imagem é inconfundível! Só que eu estou sem a minha biblioteca à mão pra poder ter consultado direitinho a autoria!…
Parabéns (de novo, masi uma vez…) André!