andredecourt's Foto von 04.09.04

O filme Cidade de Deus apesar de seu grande sucesso, possui como todo filme alguma imperfeição, salvo raríssimas exceções.
No “Cidade” acho a maior falha o linguajar muito anos 80 dos malandros e malandras dos anos 60, quando o conjunto habitacional estava sendo ocupado, lá pelos anos de 65/66/67.
Mas o que não pode ser, de maneira nenhuma atacada é a perfeita reconstituição de época da região, até as cores de uma Cidade de Deus vermelha pelo barro da terraplanagem e ruas não pavimentadas foi feita com muita maestria, como podemos comprovar por essa foto colorida.
Recentemente li no site “No Mínimo” uma entrevista de Sandra Cavalcanti dizendo que a Cidade de Deus estava sendo construída para a remoção total da Rocinha, mas o término do Mandato de Carlos Lacerda e os violentos temporais de 1966, fizeram o novo governador da Guanabara Negrão de Lima povoar a Cidade de Deus por gente pingada de todos os lados, acabando com a unidade de comunidade, que as remoções do governo Lacerda imprimiam.
Mas em nada justificando se remover favelas jogando as pessoas em locais sem transporte de massa, como o trem.
Sou a favor da remoção das favelas em encostas e perto de leito de rios e nascentes, hoje temos ótimos terrenos na zona Norte e da Leopoldina já invadidos, que podem ter as comunidades do local condensadas, e nas sobras se colocar moradores de outros lugares, essas partes da cidade, possuem uma eficiente rede de transportes e estão decadentes, justamente pela ocupação irregular, que cria, êxodo industrial, que cria, ocupação irregular, numa bola de neve. Acho que esta seria a solução ideal, tanto para essa região da cidade, como também pela zona turística da cidade, mas acredito que essa solução venha de encontro a mentalidade assistencialista e populista que domina a mente de todos os políticos fluminenses e cariocas nos últimos anos, favela e miséria dão voto !

Comments (31)

tumminelli 04.09.04 10:06 …

O Lacerda faz uma falta! E que falta esse camarada faz!!!

Ninguem atualemnte tem coragem pra fazer o que ele fez. Também é uma mina de votos…

Por isso o Rio se tornou iuma cidade de favelas pontilhada por bairros.

:-) ))

PS: Não comprei o cheesburger, mas o nosso amigo locutor lançou uma pérola lá. Se vc não aproveitasse a promoção de um produto (não lembro qual)

tumminelli 04.09.04 10:08 …

…CONTINUANDO…

e não levasse o tal produto qd fosse visitar a sogra, ela ia soltar o pitbull nas suas canelas. Claro que ri muito!

:-) )
:-) ))

diario2004 04.09.04 10:10 …

é uma foto impressionante, parece um campo de concentração, ou uma instalação militar qq.

everjoy 04.09.04 10:10 …

Eu era bem jovem na época do Carlos Lacerda, mas sempre fui muito fan dele, ele teve a bravura e a coragem de fazer coisas inesquecíveis, ele faz muita falta, mas tenho certeza que algum dia aparecerá alguem como ele. 100% de acordo com o teu texto. Um alegre fim de semana, beijos

riobus 04.09.04 10:12 …

André Decourt para prefeito!!

jaymelac 04.09.04 10:28 …

Os tempos são outros e Lacerda não volta. O Rio será um cidade de bárbaros em breve, visto o perfil de nosso eleitorado… Qualquer solução (pacífica) hoje para favelas deve ser negociada, incluindo a opção de moradores de favelas permanecerem próximos de onde estavam. Algo como Cruzada São Sebastião (naturalmente, melhorada…). Abraços, Jayme

Nig 04.09.04 10:31 …

Na época do Lacerda, temos que admitir, as coisas eram mais simples, ele tinha mais poderes, o assistencialismo boçal e eleitoreiro não tinha fincado raízes no governo, ele realmente tinha um política de urbanização coerente, mesmo que errada vista por certos ângulos, a Vila Kennedy, a Cidade de Deus e outros projetos, eram viáveis do ponto de vista que ele sabia que o destino dessas comunidades eram crescer descontroladamente, se ele não poderia conter o estouro populacional, pelo menos esse crescimento se faria em áreas controladas onde haveria uma forma de manter essas populações. E quanto a falta de infra-estrutura, não esqueçam que o pólo industrial de Jacarepaguá estava sendo implantado, e até hoje temos muitas indústrias na região empregando mão-de-obra da própria comunidade. Isso é que é importante, se não fosse o esvaziamento político e ecônomico do Rio de Janeiro teríamos emprego para essa gente que não ficaria se acumulando nos bairros onde ainda existe alguma atividade econômica buscando o seu sustento.

jaymelac 04.09.04 10:40 …

André,
Passa-me às vêzes pela cabeça a idéia de uma política (nacional) de “desconcentração urbana”, prevendo a criação de novas cidades planejadas, com pobres e ricos, como forma de melhor distribuir nossa população por nosso imenso território. Nela estaria embutida uma solução para por fim às favelas e aos mega-condomínios… Teríamos empregos bem direcionados, reflorestamento, integração comunitária… São sonhos de noites de verão…
Novos Abraços, Jayme

andredecourt 04.09.04 10:42 …

Nig mas o problema é o seguinte e acho que permanece mais ou menos o mesmo, nessas comunidades qu foram removidas como a Catacumba, a mulher fazia parte do orçamento familiar, ou então era o chefe de família como ainda acontece muito, talvez mais do que antes, e elas não tinham condições educacionais de trabalhar em uma indústria do polo de Jacarepaguá, ainda mais pelo tipo de indústria almejada (alta tecnologia) dependiam sim da roupa lavada, da faxina, e de ser mensalista em casas da zona Sul, foram jogadas para muito longe desse mercado de trabalho e o pior tendo que viajar de ônibus, na mão de uma única empresa que fazia gato e sapato da população

andredecourt 04.09.04 10:45 …

A solução é transporte de massa, sobre trilhos, de Metrô v/c consegue cumprir grandes distâncias num prazo de tempo pré determinado em 95% do ano, e os conjuntos serem até grandes, mas divididos em pequenos condomínios, condomínios esses com um supervisor do poder público para evitar que sejam feitas modificações que deturpem o projeto, aliás exigências esses que nós que temos nossos imóveis temos que cumprir

rockrj 04.09.04 10:50 …

O Lacerda foi um grande homem e um grande governador, apesar de as vezes a lingua ser um pouco ferina.
Hoje em dia o lema é : meu pirão primeiro, tendo muito ou pouca farinha…

joelmarinho 04.09.04 11:34 …

Aqui, neste trecho: …mentalidade assistencialista e populista que domina a mente de todos os políticos fluminenses e cariocas nos últimos anos, favela e miséria dão voto ! – vc foi “injusto”… – esqueceu de colocar os políticos mineiros, os paulistas etc etc etc…!
Muito bom texto-imagem.

Nig 04.09.04 11:34 …

Concordo com vc André, aliás xará, me chamo André também… rs. A verdade é que Jacarepaguá sofre de um má vontade crônica dos governantes, já era pra termos o Metrô funcionando, ligando o bairro ao resto da cidade, eles ficam inventando moda, projeto de VLT pra lá, onibus expresso pra cá, não adianta, transporte de massa é Metrô e trem, e fim de papo.

carolrosachoque 04.09.04 14:05 …

Bela foto e adorei o texto, concordo com suas palavras!! Adoraria poder ver esta exposição!!
Beijão

/guermantes 04.09.04 14:46 …

as comunidades formadas “de repente”, sem história, são dadas a desorganização social…

veriserpa 04.09.04 14:55 …

muito bem … concordo pleanemtne com o seu pensamento…e a foto show de bola. bjs

antigos 04.09.04 15:10 …

A violência é reflexo do descaso com que as massas são tratadas…

Sergio Luis dos Santos 04.09.04 15:34 …

Pelo que me lembro de uma ótima entrevista que vi pela televisão, com a Sandra Cavalcante, fazia parte do projeto sim, o transporte e a infra-estrutura necessária para a dignidade. Escolas, hospital e tudo o mais. Mas como o “nôvo” governador resolveu mudar tudo, como é comum aqui no Brasil. A cada nôvo governo, muda-se tudo o que o anterior fazia, principalmente se estava dando certo. Não estão ressuscitando a idéia original dos Cieps em São Paulo e aqui no Rio (se o candidato vencer, coisa que nunca acontecerá) com outro nome?
Falando no Negrão de Lima, papai sempre me lembra de um belo “golpe” dado no eleitorado. Aproveitando a já conhecida inteligencia e esclarecimento do eleitoral, fizeram um trocadilho nos panfletos. Diziam apenas algo como: Não vote em branco, Vote no Negrão. Como o Flecha Ribeiro, candidado do Lacerda era de grande qualidade mas péssimo orador, perdeu na lábia e na esperteza do embaixador em Portugal.

Sergio Luis dos Santos 04.09.04 15:35 …

Onde saiu do eleitoral entenda-se dos eleitores !!

fotocity 04.09.04 16:06 …

Conjuntos habitacionais como Cidade de Deus e estes novos do Garotinho criam guetos e enclaves urbanos que acabam por ser áreas sem nenhum tipo de controle.
Uma urbanização sadia mantém as pessoas próximas ao trabalho e deve conter uma diversidade social onde as várias classes coexistam.
Acho lamentável pessoas que acham que remover as favelas para longe dos bairros da Zona Sul seja uma bela solução.
Lacerda apenas mudou o problema de lugar, para a infelicidade da maioria.

gustavocarmo 04.09.04 18:20 …

André, é verdade que o Lacerda recolheu os mendigos da cidade e os colocou em um navio cargueiro sem destino para depois jogá-los no mar?

andredecourt 04.09.04 18:30 …

Isso é mentira, a verdade começa a vir a tona agora, 40 depois…

vodca 04.09.04 18:39 …

combinado andre.
Te ligo quando estiver indo para lá.
beijos

leflaneur 04.09.04 18:43 …

As coisas que inventavam do Lacerda. Miro Teixeira foi condenado por ação movida pela Sandra Cavalcanti. O fato é o seguinte: a cidade é a cidade; a favela é extra-cidade, é um mundo paralelo, que não paga imposto, nem luz nem nada. E ainda tem lei própria onde o braço do Estado não chega. A opção tem que ser feita. Ou viramos todos favelados, ou a favela tem que sumir, ou pelo menos ser levada à sua expressão inicial: indesejável efeito de degradação social. Remoção das encostas e urbanização das suburbanas. O resto é ganhar dinheiro, com ONGS, pastores, pastorais e grandes chefes donos do pedaço e da boca.

antigos 04.09.04 20:05 …

Não é impressão sua.
Ele está sem pára-choque dianteiro…

rbpdesigner 04.09.04 20:49 …

costumo ler os comentários…
mas hoje estou correndo…
e deu uma preguiiiiiiiiiça…
seu flog sempre um show de informação e cultura
[]s

felipebh 04.09.04 23:11 …

Ótimo texto.
Boa descoberta eu fiz hoje vindo parar aqui.
Abr.

Marcelo Almirante 05.09.04 07:13 …

Se não tivéssemos favelas, o Rio seria a melhor cidade do mundo pra se viver. Não creio que seja a pobreza que crie as favelas, e sim a falta de cultura, falta de “saber viver”. Em Blumenau por exemplo também existem pessoas com pouco dinheiro, mas eles não colocam as casa coladas uma das outras, plantam árvores e se preocupam com o jardim.

Os índios – verdadeiros- também, sem um tostão no bolso vivem numa “nice” em equilíbrio com a natureza.

Como diz a canção do Erasmo e do Roberto, É PRECISO SABER VIVER, planejar e construir cidades.

gabila 05.09.04 08:16 …

Como sempre seu flog é um barato!
Uma aula de história que nao se vê nem ouve em outro lugar!

Antolog 06.09.04 11:54 …

Eu lí uma estrevista com a Sandra Cavalcanti no Globo, e achei que o projeto de remoção das favelas tinha muito o que dar certo. Eles pensavam em satisfazer os moradores removidos, dando estrutura na nova localidade, como inclusive dotando o local com os bares que já haviam nas favelas, transporte público, etc, mas tudo isso também depende da cultura dos próprios moradores, que na maioria das vezes não querem ser ajudados, e destroem tudo…

Rock 80 07.09.04 20:06 …

MUITA CALMA…HJ ESSA ALTERNATIVA NÃO PODE NEM SER COGITADA, NÃO VAI SER REMOVENDO FAVELAS PARA LONGE DA ZONA SUL Q OS PROBLEMAS SERÃO RESOLVIDOS. ACHO Q O ERRO FEITO POR EXEMPLO COM CDD NÃO PODE SER NEM PENSADO NOS DIAS DE HJ. A URBANIZAÇÃO DAS FAVELAS JÁ SERIA UMA BELA ALTERNATIVA.
——
GOSTARIA DE PARABENIZÁ-LO PELAS EXCENTES FOTOS E DE PEDIR UMA COISA: SERÁ Q VC TEM FOTOS DA CONSTRUÇÃO DA PONTE RIO-NITERÓI?