andredecourt's foto van 10-11-04

Favela do Pasmado

A favela do Pasmado ficava no morro do mesmo nome em Botafogo, foi removida pelo governo Lacerda e em seu lugar construído um belo parque público na administração Marcos Tamoio, com um mirante, e que em cada ano vai tendo sua vegetação original cobrindo a devastação produzida pela ocupação irregular.
Na década de 90 o parque ganhou o nome de Izaak Rabim político pacifista israelense, morto por um dos seus, fanático de direita que não aceitava a paz com os palestinos .
Cadernos do Edmundo .

Comments (34)

yas_snape 10-11-04 5:42 …

BOM DIA!!!

lylla_lausanne 10-11-04 6:24 …

Ha, favela…tsctscstsc…tenho que ir me acostumando!
Já percebi, viu? rsrsrs
O uísque tudo bem, mas o charuto…
No dia que inventarem cigarros, charutos, cachimbos e afins sem fumaça, eu vou explodir de felicidade!
Abs

jro 10-11-04 6:30 …

Gostei dos dois Aeros!!
Um antigo e um novo – tão diferentes entre si, e um é o sucessor do outro.

Jro :-) )

jro 10-11-04 6:33 …

Alias, o Mitápi de hoje é exatamente atrás do Aero-Willys branco.
Ou seja, à direita da foto.

Jro :-) )

lucia 10-11-04 7:23 …

Bom Dia!
Olha o Aero!
Já falei mil vezes que meu pai adorava esse carro, não sei exatamente porque.
Me lembro desse azul.
Bj

Até de noite.

Desgostoso e apaixonado pelo Rio 10-11-04 7:31 …

Pena que não existem mais Lacerdas para remover as favelas. Aliás falar em remoção de favela é quase tão grave quanto ter uma atitude racista em relação a uma pessoa. Infelizmente estamos nas mãos dos políticos mais populistas que pode existir. E o impressionante também é que muitos que moram em favelas preferem morar lá (e não é só por estar no centro da cidade…).

gerard_3 10-11-04 7:34 …

A foto é um barato, estaremos por aí hoje!

Bjócas!
De

serrano 10-11-04 8:17 …

André, apanhe uma msg com 2 fotos do Pasmado no seu e-mail camelos.com.br.

Flavio

tumminelli 10-11-04 9:04 …

A gente gosta dessa favela… eu flei, vc ja falou…

:-) ))))))))

A foto ta o bicho!

angar 10-11-04 9:39 …

otimos registros
parabens pela expo
adicionado
abc

Antolog 10-11-04 10:00 …

A favela parecia um “inferno colorido”…
Os Aero-Willys eram uns carrões mas gostava também dos Simcas…

alvarogabriel@openlink.com.br 10-11-04 10:01 …

Havia um político no Rio chamado Mário Saladini e acho que foi secretário de turismo ou coisa parecida. Um dia ele teve uma idéia luminosa: pintar as favelas do Rio de cores vivas e diversas para dar, digamos… um toque decorativo às encostas da cidade. Evidentemente neguinho caiu de pau na idéia. Foi daí até que surgiu o samba de crítica que dizia: ” Favela Amarela; Ironia da vida; Pintem a favela; Façam aquarela; Da miséria colorida.
Essa foto parece coisa do tal Saladini (que, com todo respeito, só conheço de história) e pode ser um exemplo de como seria a tal “favela decorativa”.

eduardo bertoni 10-11-04 10:39 …

Desde quando existe a mão “mata paulista”?

antigos 10-11-04 10:54 …

O interessante é notar como o Lacerda fez um governo de caridade higienista.

andredecourt 10-11-04 11:24 …

Eduardo pelo que eu andei vendo de imagens antigas o túnel do Pasmado possuia mão dupla em carater definitvo da sua inauguração até o início dos anos 70, ou finalzinho dos 60.
Se v/c reparar bem há um pequeno meio-fio delimitador das mãos de direção, sendo a divisão das pistas a mesma de hoje três faixas no sentido Copa e dus no sentido Centro

Lefla 10-11-04 11:24 …

Ainda havia quem combatesse a miséria com políticas públicas e não com demagogia e más intenções. Manter as favelas dá voto. Remover tira votos, segundo se pensa, porque a classe média cheia de culpa é a primeira a gritar contra. E a cidade vai indo… Será que isso é politicamente correto? manter favelas? deixar crianças nas ruas cheirando cola porque tem direito de ir e vir? não permitir que loucos fiquem em instituições, obrigando as famílias a mantê-los (largam nas ruas os coitados)? Ou sou eu estou louco e tudo aqui é as avessas do que deveria ser…

Leonardo 10-11-04 11:35 …

Essa foto deve ser de 1963. Uma, pelo modelo mais novo do Aero, lançado em 1963, eu acho. Outro motivo, seria a aparição de um lotação e um ônibus sem capela.
A partir de 1964, os lotações foram banidos da Zona Sul. E todos os ônibus foram obrigados a adotar a capela com o número da linha no teto.

andredecourt 10-11-04 11:38 …

Eu acho a manutenção de favelas politicamente incorreto, mas também acho igual removê-las e jogar os moradores em conjuntos habitacionais sem transporte de massa, sem escolas, e sem hospitais, isso é remover de um lado e criar mais uma favela do outro, hoje temos o exemplo de Nova Sepetiba que é uma das coisas mais desumanas que existem.
Temos terrenos públicos, planos, muitos já invadidos na região da Grande Leopoldina e Central do Brasil, que seriam para indústiras, hoje algo inviável por causa das novas normas ambientais, que se transforme esses lugares com boa infra-estrutura em conjuntos habitacionais dignos, e nada dado de graça, mesmo que a pessoas só tenha condições de pagar 10% do valor construtivo da obra ela deve pagar, pois isso é dar uma noção de cidadania a quem não tem

Lefla 10-11-04 11:38 …

Não sei não, Leonardo, acho que o lotação ainda ficou mais um pouco além de 64… O trolley com certeza ficou!

Leflaneur 10-11-04 11:49 …

André, concordo em número, gênero e grau. Tem que pagar. E tem que ocupar os terrenos inservíveis do subúrbio, antes que virem favela.

riobus 10-11-04 12:10 …

andre para prefeito!!!!

que favela colorida!

andredecourt 10-11-04 12:23 …

Rodrigo esse postal tem cara de ser colorizado à mão, as cores dele são muito fortes !!

mapas 10-11-04 17:11 …

Realmente, tem toda a pinta de ser um P&B guaribado. Um fato que me chama a atenção é que nesse tempo as favelas eram mais honestas, com barracos de tábuas e caixotes e telha de zinco ou de latão cortado, característicos de quem não tinha mesmo um tostão.
Hoje, a primeira coisa que o pessoal providencia é tijolo, vergalhão, cimento, laje e louças sanitárias, “luxo” incompatível com quem estivesse realmente na miséria. E logo surge o mercado imobiliário da favela, coisa e tal. Desculpem-me por estar politicamente incorreto, mas tem mesmo é que botar esses caras pra correr.
A propósito, como faço para, democraticamente, também ter direito a uma casa própria dessas no subúrbio pagando 10% do valor da construção? Devo invadir primeiro um terreno na Zona Sul?

Marcelo Almirante 10-11-04 19:35 …

Foto “estontelérica”, colorida, obrigado. Ônibus coloridos, carros de época, túnel do pasmado em duas mãos, incrível. Bom, com a remoção dessa favela ficamos livres de mais uma linha de tiro. Há dois dias na favela de Ipanema – Pavão – foi uma coisa, muitos tiros. O engraçado é que ninguém faz nada.

Lefla 10-11-04 19:44 …

Marcelo, esses tiroteios não saem nem nos jornais. Estou cansado de acordar com helicópteros sobrevoando o Cantagalo e acordando todo o Posto 5 e 6. Enfim… São pobres, coitadinhos…

eduardo bertoni 10-11-04 19:54 …

Eu nunca entendí bem esses movimentos de “sem terra”, “sem teto” etc…
Eu tô afim de ter uma cobertura. Que tal um movimento dos “sem cobertura”? A gente invade as coberturas vazias e tudo bem…

Jason 10-11-04 21:52 …

Vamos aos carros: apenas um ano separa os dois Aero-Willys.

O azul é um Aero 2600 de 1963 (mesmo ano da remoção e posterior incêndio da favela do pasmado), enquanto o branco é 1962 (carroceria antiga, mas já com friso reto).

A Rural é pré 1960 – pós 1957, já com o padrão moderno de pintura em duas cores, mas ainda com dois vidrinhos atrás e carroceria antiga.

Escondido atrás do Aero branco está um Chevrolet Styleline 1951.

Passando atrás do Fusca verde berilo (cor de 1961) está um ônibus Mercedes com carroceria Metropolitana – a mais comum da época.

Na frente desse ônibus, vai outro Mercedes, porém mais antigo, com chassi de 312 – também vestido pela Metropolitana.

Jason 10-11-04 21:56 …

Ah, sim… A foto é de 1963, pois já tem Aero 2600 – e logo depois a favela foi removida (os barracos foram queimados – para infelicidade de alguns, sem os moradores dentro).

afranio@ 10-11-04 23:21 …

Bela foto, bela imagem e excelente comentário, e o amigo aí que conhece automóveis é de “assombrar”, nunca vi igual !!!

rockrj 11-11-04 8:34 …

E os favelados não dispensavam uma arvorezinha para dar uma sombra…
Foto espetacular…

Leonardo 11-11-04 12:33 …

Lefla,
Como não vivi essa época não tenho como dizer com toda a segurança se houveram lotações depois de 1964 na Zona Sul. Sei que, por Lei, eles foram banidos. Mas se continuaram a circular ou não…
Se bem que boa parte desses lotações foi servir a Z. Norte, pois eles ainda era permitidos por lá.
Os trolleys, chifrudinhos ou trobelus operaram até 1966, ano em que grandes chuvas desativaram algumas linhas. Os últimos trolleys circularam pelos subúrbios até 1971, quando todos os veículos desse tipo foram transformados em onibus movidos a diesel, numa operação pra lá de desastrada, pois os novos motores não eram suficientes para o peso dos trolleys.
Tanto o lotação Mercedes como o ônibus, também Mercedes, são mesmo encarrocados pela Metropolitana que dominou o setor de carrocerias, primeiro de lotações, depois de ônibus no Rio.
A Metropolitana encerrou suas atividades em 1976, sendo comprada pelo grupo Caio.

carolrosachoque 11-11-04 22:47 …

Adorei a foto, que ano é?
Bjos

brites 12-11-04 7:40 …

Não dá pra não achar q ficou muuuuuito melhor agora, com a retomada da vegetação! Isto bem q poderia ser feito em todas as áreas de preservação ora ocupadas por construções irregulares!
Agora mesmo, neste momento, sobem mais umas 4 casa irregulares na favela dos Guararapes, à vista de qqr técnico q esteja visitando as obras de recuperação da pista do Silvestre q deslizou esta semana! Mas parece q ninguém quer ver…
[]s

fotocity 12-11-04 21:10 …

Q loucura, nunca tinha visto essa imagem nunca imaginei q um dia houve ali favela tão grande. Note como na época já era “bem construída”.