andredecourt's Foto von 06.04.06

Luiz D’arcy e Derani, passaram a semana mostrando o velho Ministério da Guerra, faço hoje um post conjunto com os amigos, mostrando o velho ministério da rua Larga, defronte a praça da República em dia de parada militar ( http://fotolog.terra.com.br/luizd:308 http://fotolog.terra.com.br/nder:41  http://fotolog.terra.com.br/nder:39 ).

Certamente com a inauguração do novo prédio no final da primeira década do sec. XX, e com o término das obras na Av. Marechal Floriano fez-se ali um lugar muito mais adequado as paradas militares que a Av. Central, que logo após a sua abertura foi palco de algumas.

A nossa foto mostra não só a rua lotada de populares, como as janelas e sacadas do velho prédio tomadas por pessoas.

Pelos postes no canteiro central, já com as luminárias do topo retiradas e substituídas por luminárias em meia altura e usando lâmpadas de tungstênio, tipologia essa usada em várias vias onde havia o tráfego de carris como a Av. Nossa Senhora de Copacabana, Pasteur, Jardim Botânico dentre outras podemos dar para essa foto o final dos anos 20 início dos anos 30.

Poucos anos depois, o prédio seria demolido para a construção do novo prédio, chamado de Palácio Duque de Caxias e também para o alinhamento de um novo PA, criado pela abertura da Av. Pres. Vargas. Mas para os curiosos e corajosos que queiram ir flanar por aquela região digamos “selvagem” a mesma tipologia da velha fachada principal ainda sobrevive nos outros blocos do complexo militar nas ruas Visconde da Gávea, Marcílio Dias e na praça Cristiano Otoni, com os detalhes construtivos e ornamentais praticamente intáctos.

Comments (14)

jban 06.04.06 09:32 …

Esta semana fui a cidade e passando pela presidente Vargas, passei por uma construção nova entre o Teleporto e a Central. Será um predio de escritórios. O incrivel é que lá estão as galerias agachianas sobre pilotis… isso 75 anos depois do plano que não foi implantado no Rio… Como pode ?

andredecourt 06.04.06 09:42 …

Sim é um prédio novo que sobe, aposta arriscada para uma área na qual paira a maldição do estatismo no urbanismo, no Globo tem um ótima reportagem sobre os destinos dos terrenos do outro lado do piranhão com mais de 12 mil metros quadrados, a Rede Ferroviária vai vender, mas o governo do estado (porque sempre ele) reivindica o terreno. Os plandos de cada um, Rede Ferroviária, levantar ali um novo bairro residêncial de classe média, planos do estado para a gigantesca área, construir o menorial do caudilho que destruiu o que sobrava da cidade ( maldição braba) projetado pela tartaruga (claro) e manter a quadra de uma escola de samba, ou seja prá variar o governo do estado não está nem aí para essa cidade.

jban 06.04.06 09:47 …

Temos que repopular o centro da cidade. É a única salvação.

Rafael Netto 06.04.06 09:48 …

Nessa foto se vê bem que o antigo prédio ficava “debruçado” sobre a Marechal Floriano, enquanto depois da construção do novo sobrou um “calçadão” ali. Nas outras fotos eu fiquei pensando onde é que o prédio antigo ficaria.

O lugar é “selvagem” mas guardado pelos soldados do Exército… acho que não deve ser tão perigoso assim.

http://fotolog.terra.com.br/rafael_netto

luiz_d 06.04.06 10:46 …

Acho que este bairro em frente ao Piranhão seria uma “boa” para a cidade.

derani 06.04.06 10:57 …

Até hoje em dia, caminhar pelas ruas de trás deste prédio é uma viagem no tempo. Quase quarteirões inteiros permanecem tal como eram no inicio do século passado (inclusive tem um ótimo restaurante de frutos do mar, o Sentaí, na Barão de São Felix).

Rafael Netto 06.04.06 11:58 …

Acabei de ler a matéria no Globo.
Meu Deus!!! Querem construir um memorial para ELE?!?!? E parecem que vão correr pro negócio ficar pronto antes da eleição…

Só não concordo com o título da matéria “revitalização da Presidente Vargas”. Implica que o lugar algum dia já foi “vitalizado”, o que jamais ocorreu. São 60 anos de completo abandono urbanístico.

Ainda não vi o tal prédio que está sendo construído perto do Sambódromo, mas se ele está sendo feito com pilotis agachianos, deve seguir o mesmo modelo do Teleporto, que também os tem. Mas o prédio dos Correios, entre eles, não tem.

A matéria também chama o arquiteto de “Hubert Agache”. Não era Alfredo? Ou são dois?

http://fotolog.terra.com.br/rafael_netto

AG 06.04.06 12:11 …

Andresíssima figura,
como aqui não existe (pelo menos explícita) a figura de A Gerencia, posso sair do foco.
Mas nem tanto.
O que eu queria saber é o seguinte: a título de que irão gastar o dinheiro do contribuinte para se erigir mais uma estátua de um homem público, ainda fresquinho na tumba, carregado de tantas contradições ?

Não nego que o Brizola teve lá o seu papel importante quando da tentativa de melar o jogo na posse do Jango depois que o maluco do Jânio renunciou. E, mais adiante, não se pode negar também que o Brizola foi um símbolo da resistência ao regime discricionário. Mas muitos outros ilustres brasileiros também foram e estão esquecidos: a maioria mortos e enterrados.

O ponto em que me pego é que, se olharmos os dois períodos que o velho esteve à frente do Rio, perdemos muito mais do que ganhamos. Graças a um vírus perverso que ataca todos os políticos “palanqueiros”, tivemos um governador muito mais de despachar no apartamento da Atlântica do que ir para o Palácio cuidar do futuro deste estado. Eram conchavos, disse-me-disse, picuinhas, conluios etc e tal. Mas fazer o que era preciso, isto é, fazer esse estado crescer, segurar aqui as empresas que geram impostos e empregos, dar mais tranqüilidade e segurança a todos, isso nunca passou pela cabeça do velho.
(desculpe, segue)

AG 06.04.06 12:11 …

Portanto, amigos, mais uma “estáuta” pagaremos do nosso minguado bolsinho. Entre tantas, podemos citar aquele mamarracho que o prefeito maluquinho fez do Getúlio e um idiota qualquer fez do Castelo Branco no Leme.

Ai de nós.

Rafael Netto 06.04.06 12:26 …

Eu acho que o Castello foi erigido pelo próprio Exército e desconfio que tenha sido durante a ditadura…

Já o [CENSURADO] dispensa comentários… estou vendo que teremos um [CENSURADO2] na Cidade Nova…

Pelo menos o prédio parece bonitinho (eu não discordo dos monumentos do Niemeyer) e será feito em um lugar vazio e degradado, enquanto o [CENSURADO] é uma verdadeira facada no coração de uma outrora bela praça.

http://fotolog.terra.com.br/rafael_netto

edubt 06.04.06 14:23 …

Aleluia!!! Uma foto antiga com gente pra dedéu!

:-) ))

FlavioM 06.04.06 19:27 …

André
(Também saindo do foco)
Usei no meu flog uma foto publicada por você e pelo Alma Carioca, para levantar uma discussão interessante (mas não sei se original). Interessa também ao Jason.
Tentei achar a foto no seu “More”, mas recuei até nov/2005 e não achei.
Veja lá:
http://www.flaviorio.globolog.com.br

FlavioM 06.04.06 20:49 …

????????????!!