andredecourt's photo from 6/7/06

Cotidiano, rua Sete de Setembro anos 10

Vemos nessa bela foto de Roberto Augusto Barthel mostrando a movimentação da rua Sete de Setembro.

A rua tinha sido alargada por Passos poucos anos antes, curiosamente, acredito por profundidade dos lotes a urbanização não seguiu o padrão das demais ruas próximas como Assembleia, Uruguaina e trechos da rua São José. A rua apesar do casario novo, de estilo eclético e com a pista bem larga, permanece sem árvores e com os passeios bem estreitos.

A foto também permite que sejam apreciados os veículos, já há automóveis, mas as carroças ainda são muito presentes, vemos algumas encostadas junto ao meio fio e uma em primeiro plano trafegando pela rua. Pelo tipo de rodas presumimos que todas sejam de carga, pois nessa época os caminhões ainda eram muito raros.

No fundo dominando o horizonte vemos a cúpula do jornal O Paiz

Foto: Roberto Augusto Barthel
Acervo: Roger Barthel

Comments (29)

jban 6/7/06 9:55 AM …

Belo registro sem dúvida !!

Derani 6/7/06 10:27 AM …

Excelente e inédita !
Dá até pra “ouvir” o silêncio que havia nessa calma toda.
Sobre os caminhões, meu pai (1922-1995) morava no interior de Minas e dizia que quando era menino e aparecia um caminhão (devia ser lá pra 1930), era uma atração na cidade. Imagina em 1910!

rodperez 6/7/06 10:35 AM …

interessantíssimo

luiz_d 6/7/06 11:00 AM …

Bem diferente do burburinho atual.

Waldenir 6/7/06 12:05 PM …

André,boa tarde.
Em se tratando da Sete de Setembro,imagino que a maioria das construções ainda esteja lá. Vou dar uma olhada amanhã.
Quanto à porta de liteiras do Solar de ontem,dei uma passada na Praça Tiradentes hoje, está tudo coberto pelo tapume da rua, que vai até a esquina da Visc.Rio Branco.Vou arranjar uma forma de observar melhor.

AG 6/7/06 2:59 PM …

Andresíssimo,
é incrível a largura da calçada; mesmo em se tratando de 1910.
Imagino portanto, que a causa disso seja um péssimo planejamento da cidade, desde os tempos do Onça.
Não é por acoso que até hoje as pessoas aninda andem pelo meio da rua mmo se a calçada estiver livre. É atávico, com certeza.

Evelyn 6/7/06 4:24 PM …

esta foto foi tirada no sentido pça xv-lgo sao francisco, correto?
chama atençao tantas edificaçoes com mastros, eram todos orgaos governamentais ou adornos da epoca mesmo?

andredecourt 6/7/06 5:01 PM …

Evelyn, poderia ser repartições públicas, bancos, empresas de comércio, jornais etc….

Evelyn 6/7/06 5:02 PM …

Waldenir
Tambem estive ai na quinta, da ate medinho, ne, q algo desabe, realmente do jeito q esta nao tem como achar porta de liteira …
Foi bom para ver de perto as estatuas q trouxeram de Ipanema para seu lugar original, sao muito bonitas

Clara 6/7/06 8:01 PM …

Achei seu flog no Google e gostaria de uma ajuda.
Preciso fazer um guiamento pela Rua da Carioca e preciso da história e de algumas curiosidades quem sabe interessantes. Só que está muito difícil. Poderia me ajudar enviando alguma coisa para meu e-mail?
claravsr@terra.com.br ou meu msn clarafofinha_rj@hotmail.com

Conto com sua ajuda ok?
Muito obrigada !

Abraços !

/fsarmento 6/7/06 10:49 PM …

Caramba, essa é a rua que eu trabalho hoje????????????? SINISTRO!!!!

Keila 6/8/06 2:32 AM …

Se aquela cúpula é a do jornal O Paiz, então esse trecho é entre a Rio Branco e a Gonçalves Dias, não é?
Hoje, exatamente nesse trecho, a rua aparenta ser um pouco mais larga do que na época da foto, ou é impressão minha?

igor 6/8/06 2:48 AM …

repito o q eu postei na foto de ontem…é impresionante como, de uma maneira ou de outra, a decadência vem com a transferência da capital…

e q calmaria hein? nem parece a mesma rua…belo registro msm!

Waldenir 6/8/06 7:01 AM …

Evelyn, quem sabe a gente até se esbarrou…A praça Tiradentes está na moda nos fotologs históricos, dá uma olhada no do Luiz,estive lá agora mesmo.
E quanto às estátuas, não são aquelas que passeiam pelo Rio, já tendo passado pelo antigo Campo de São Cristóvão e por uma praça junto da Estácio da Pres.Vargas ( antiga Telefônica)?

Evelyn 6/8/06 7:38 AM …

Waldenir
rs nao nos esbarramos pq eu fui na quinta feira e vc ontem…
Em relaçao s estatuas eu so tinha conhecimento que elas estavam em Ipanema, nao sei se na Gal Osorio ou na Nsa Sra da Paz,ms vc ja esta acrescentando q elas eram nomades mesmo, fazendo Rio by night constantemente, alias gostaria de saber a q horas sao removidos tantas estatuas e chafarizes no Rio porque nos nao vemos esse transporte!

Lefla 6/8/06 8:16 AM …

Evelyn,

Essa andança de monumentos do Rio de Janeiro é um dos maiores mistérios da cidade. Ng consegue saber.

Waldenir 6/8/06 8:58 AM …

Evelyn, Lefla,
Geralmente as obras são cercadas por tapumes,como você deve ter visto no Solar,e o material ( incluindo as estátuas)é freqüentemente transportado em caminhões fechados.Só quem trabalha em lojas na frente da praça é que deve ver alguma coisa.Sem falar que os chafarizes são desmontáveis, vide aquele do Monroe,que também já passeou bastante.

Evelyn 6/8/06 9:22 AM …

WALDENIR
ah, e assim?? por isso nao “cruzamos” com elas ( estatuas) e eles ( chafarizes), cheguei a iniciar uma listinha onde coloco:
ESTATUA OU CHAFARIZ – ONDE ESTAVA – ONDE ESTA…

Waldenir 6/8/06 9:58 AM …

Evelyn, a única vez que eu assisti a uma “remoção” deste tipo, foi em 1993,quando abriram a base do monumento ao Osório na praça XV e retiraram o próprio de lá de dentro,cercado por uma guarda de honra de soldados vestidos como na guerra do Paraguai.Parece que levaram para o RS.

Waldenir / Evelyn 6/8/06 10:03 AM …

Preparem-se para uma extensa lista. O pior é quando a lista for “onde estava”, “onde esteve”, “pra onde mudou depois”, “e depois”, e “agora onde está”. Pode ter um outro campo: “aposte para onde vai”

Lefla 6/8/06 10:09 AM …

O comentário acima é meu. Desculpem, errei e assinei por vcs.

FlavioM 6/8/06 1:45 PM …

Quem quiser ler mais detalhes sobre o traslado de Osório, que o Waldenir assistiu, consulte http://www.fundacao-parque-osorio.org.br/parque_translado.htm

Tem até o Laudo de Exumação, listando os itens encontrados lá dentro.

http://www.flaviorio.globolog.com.br

FlavioM 6/8/06 2:01 PM …

Alguém falou em decadência a partir da transferência da capital. Vou discordar. Os governos de Lacerda e de Negrão de Lima, durante toda a década de 60, forma de muito investimento. Muito mesmo, como talvez nunca antes. Mesmo nos primeiros anos da década de 70, com o Rio sendo o centro financeiro e especulativo do país, ainda foi feita muita coisa. Término da Lagoa-Barra, inauguração do Metrô, Ponte Rio-Niterói e extensão da Perimetral, por exemplo.

O que matou a cidade de vez foi a fusão, em 75. Depois disso, em 30 anos, as grandes obras foram Linha Vermelha e Linha Amarela. Só. Ninguém pode chamar o Sambódromo ou os Rio-Cidade de “grandes obras”. Talvez os CIEP’s.

http://www.flaviorio.globolog.com.br

/andredecourt 6/8/06 2:22 PM …

Keila, esse quarteirão é o da rua da Quitanda à Av. Rio Branco !!!

rodrigobio 6/8/06 3:41 PM …

finalmente eu achei vc aqui
abraçao

Keila 6/9/06 1:35 AM …

Ah, tá! É que a localização da torre me confundiu.
Passei por lá hoje.
Mas realmente aquele trecho entre a Gonçalves Dias e Rio Branco tem um recuo do lado direito de quem está indo em direção à Rio Branco.

claudia eggert 6/9/06 8:22 AM …

rafael..
acabei de saber que estas no hospital, nao nos conhecemos, mas vim desejar uma pronta recuperaçao..
tudo de ótimo
bjins