andredecourt's foto van 14-11-06

Continuando…

Como já falado ontem com o adensamento populacional do Leblon, o velho e lendário Trampolim do Diabo ficou inviável, sendo escolhida como a região ideal para a nova pista da cidade o longinquo bairro da Barra da Tijuca.

Mas mesmo assim a região perto do encontro da Estrada Velha da Barra da Tijuca com a Estrada do Joá já estava relativamente bem ocupada nessa época, além de ser uma das poucas ligações diretas da Zona Sul com os bairros já constituídos da Zona Oeste.

A solução foi utilizar dois novos loteamentos surgidos recentemente além do Canal da Barra, graças a construção de uma ponte poucos anos antes, que eram o Tijucamar e o Jardim Oceânico.

Aproveitou-se o arruamento já traçado, complementando a estrutura urbana que já tinha sido realizada pelos loteadores. O DER-DF revestiu grande parte do futuro traçado com placas de concreto, piso muito em voga na época no DF, mas manteve trechos de asfalto, já previamente executados e de maneira até hoje pouco explicável inclusive um pequeno trecho de paralelepípedos na Av. Olegário Maciel.

Algumas curvas foram dotadas de inclinação, e o traçado definido, ficando velocíssimo. Na Barra de hoje podemos vislumbrar grande parte do traçado, a largada era normalmente na Av. Armando Lombardi, na pista mais interna perto da Praça Euvaldo Lodi, de lá os carros iam até a Av Rodolfo Amoedo descendo rumo a praia, na antiga Praça do O, hoje São Perpétuo, talvez um dos pontos altos do circuito, o veloz S que contornava a praça com uma das curvas com considerável inclinação, apelidado de “Jesus está chamando”. Ao entrarem na Av. Sernambetiba, os carros pegavam uma enorme reta até a Av. Olegário Maciel, onde havia a curva mais perigosa do circuito, pois além da areia sempre presente a pista rapidamente trocava de pavimento 3 vezes num curto espaço, alternando asfalto, concreto e paralelepípedo.

Amanhã continua…

A foto de hoje mostra o S da antiga Praça do O, que apesar de todo o movimento de carros e pequenas modificações nas calçadas tanto na praça como junto as construçòes ainda conserva o traçado da pista de corridas. A outra grande curva da pista junto a Olegário Macial foi inviabilizada após 1992 com as reformas do Rio-Orla, onde toda a caixa da via foi modificada, apesar de a pista ainda contar com a inclinação dos tempos da pista, mas o traçado correto não existe mais.

Fotos tiradas nas 500 Milhas da Guanabara de 1964, tiradas pelo Roberto Rocha /rockrj, podem ser vistas nesses post’s antigos aqui do flog:

http://www.rioquepassou.com.br/2004/08/30/

http://www.rioquepassou.com.br/2004/10/30/

Comments (12)

jban 14-11-06 8:05 …

Agora eu entendi o porque da inclinação naquela curva !!! Aliás passei por aí no Sábado, a caminho de um evento. Era nessa praça que ficava os famosos “Churros del Uruguay”, com aquele ônibus interessantíssimo. Descobri outro dia que a caixa d´água do ônibus era um tanque de Constellation… vivendo e aprendendo.
Sempre que podia, pegava a minha moto e ia comer um Churros na Barra…
Na foto um Belair 57, faz a curva elegantemente….
Na outra esquina, o restaurante Peixe Vivo…

rockrj 14-11-06 8:42 …

Na minha ‘época’ o restaurante era uma boate e tinha outro nome, mas a memória anda fraca e não consigo me lembrar…

Luiz D’ 14-11-06 9:24 …

A boate Macumba era aí perto…

Derani 14-11-06 9:36 …

Completamente rural…

Evelyn 14-11-06 20:02 …

Wilson e Honorio Vargas
Fui pesquisar,no local, hoje à tardinha e realmente na Rua da Carioca, 05 funcionou um comércio de brinquedos chamada BAZAR FRANCÊS,a informação foi dada tanto pelo funcionário da loja de bolsas e malas que funciona hoje neste local,como corroborada pela lojista ao lado.
Isso ajuda a vocês?Espero que sim.

Rafael Netto 14-11-06 21:06 …

Acho que a inclinação da curva da Olegário Maciel deixou de existir com o Rio Orla. Mas até então era bem sensível, lembro do meu pai contando a história do circuito uma vez no Bob’s ali em frente.

http://fotolog.terra.com.br/rafael_netto

FlavioM 14-11-06 23:12 …

Grande idéia, mostrar este circuito…

Alguém lembra da “Subida das Canoas”? A largada (contra o relógio) era atrás da minha casa.

Honorio Vargas 19-11-06 14:33 …

Esse sitio não é de “brinquedo” ,mas dá presentes. A rigor ganhei 3.
1. O espírito colaborador (Evelyn)
2. Lembrar do Bazar Francês
3. Ver o que chamava de curva do ‘S’, na Barra.
Obrigado pessoal.