andredecourt's photo from 11/15/06

continuando…

Em virtude de já haver um arruamento e até mesmo urbanização em pequenos trechos, a obra foi célere, em apenas 65 dias os 4.500 metros do circuito já tinha sido “adequados” à realização de corridas de automóveis.

Com a contrução das curvas inclinadas e a pavimentação de grande parte das vias.

A foto mostra a primeira largada no ano de 1957, por incrível que pareça essa rua é a porta de entrada da Barra hoje, a Av. Armando Lombardi, ao fundo vemos o Maciço da Gávea e o Morro do Joá. As pistas foram tão alargadas com o passar dos anos que é difícil precisar em qual das 3 existentes hoje esses carros de corrida largavam, mas acredito que seja perto de onde hoje há o restaurante La Mole.

Hoje o “foi um RIO que passou” faz 3 anos de criação, embora seu primeiro post só fosse postado dia 16.

Comments (15)

glenlivet 11/15/06 8:03 AM …

Parabéns, André!
Obrigada por 3 anos de Cultura com você.

rock_rj 11/15/06 8:18 AM …

Bons tempos da Barra da Tijuca e do automobilismo no Rio de Janeiro, onde se podia assistir à uma corrida da calçada, ainda que sem nenhuma segurança…

michland 11/15/06 8:39 AM …

Olha os carrinhos… hehehhe!

Luiz D’ 11/15/06 8:44 AM …

É por conta do “foi um Rio que passou” o feriado de hoje?

Wilson 11/15/06 9:03 AM …

Parabéns pelo aniversário do seu sitio. Três anos de trabalho dedicado à cultura e à història da nossa cidade. Desinteressado e sem remuneração. Por Amor a uma causa. São centenas, pelo menos, de beneficiários do seu esforço. Obrigado, muito obrigado pelas horas de aprendizagem, deleite e gostosa nostalgia. Gostaria de conhecê-lo pessoalmente. Um dia, quem sabe, poderei demonstrar mais calorosamente minha homenagem. Receba um abraço cordial do Wilson Spinosa.

roberto 11/15/06 9:36 AM …

Parabens André, pelos 3 anos do fotolog, onde Vc tem dado uma grande colaboração,quanto ao passado recente de nossa cidade maravilhosa. Mto boa esta serie sobre as corridas na Barra. parabéns novamente.

lucia 11/15/06 9:59 AM …

Uma Maserati 300 S na frente e uma Ferrari Testa Rossa atrás, do lado esquerdo.
Hoje em dia estes dois carros juntos valem mais de 6 milhões de dólares.
Zé Rodrigo

photomechanica 11/15/06 10:20 AM …

Tivemos aqui no Brasil uma Ferrari que todos os entendidos achavam que era uma GTO 1962/63.
Este carro nunca foi uma GTO. Era uma Testa Rossa 1956/57 de um conde Italo-Paulista que, após se acidentar com o carro em São Paulo, mandou-o para uma oficina na Italia para que ele fosse refeito. Esta oficina era um famoso atelier da época, o Atelier Drogo, especializado em fazer Ferraris de gosto duvidoso.
O tal conde pediu que o Drogo reproduzisse sobre seu chassis antigo uma cópia da GTO.
E assim foi feito, esta GTO “fake” voltou para o Brasil e ficou por aqui até os anos 80, quando seu dono na época, o Camilo Christófaro, a vendeu para um colecionador europeu por uma pequena fortuna.
A tal GTO começou a ficar velha, nos anos 60 e 70 ela, apesar de ser uma Ferrari, era apenas um carro de corridas ultrapassado e complicado de manutenção. Chegou a ser trocada por um Dodge Dart (ou Charger) no meio dos anos 70 !!!!
Hoje ela pertence a um grande colecionador brasileiro que mora na europa, voltou a ter sua carroceria original de Ferrari Testa Rossa e é pintada de amarela com o focinho verde, feito sua primeira pintura nos anos 50.
:-) )

Evelyn 11/15/06 10:32 AM …

ANDRE
Parabéns!Que continue por muitos e muitos 3 anos!
WILSON
Tem mensagem para você ontem!
Bom feriado a todos.

Wilson 11/15/06 2:06 PM …

Oh Evelyn! Bazar Francês! Não sei como agradecer sua gentileza. Posso visualizar a fachada, vitrines e a posição do nome da loja, no alto e meio inclinada. Parece que o nome estava guardado em outro lugar da cabeça. Este arquivo de 68 anos está uma bagunça!

Ei! Sr Honório Vargas copiou esta nótícia? Vou postar um lembrete lá no dia 10/Nov caso ele volte por lá.

Muito obrigado, Evelyn.

FlavioM 11/15/06 2:13 PM …

Os parabéns são para nós, que temos este privilégio. Ao André, no “Obrigado”. Pela idéia, pela iniciativa, pela persistência, pelos conhecimentos, pelo acervo, pela boa-vontade. Quantos outros flogs “históricos” já foram inspirados pelos poucos desbravadores…

http://www.flaviorio.globolog.com.br

Evelyn 11/15/06 6:06 PM …

Wilson
Que bom, fico realmente contente de ter proporcionado esta alegria a você,quando vi,estava na esquina da Rua da Carioca, pensei, vamos lá “pesquisar”.
Esta tal musiquinha que eles falaram, você conhece?
Só de curiosidade, você sabia que na casa ao lado, número 07, foi moradia do André Filho, autor da música Cidade Maravilhosa?
Um abraço!

ingrid_pena 11/15/06 7:55 PM …

Olá!
estou fazendo um trabalho com fotos da Tijuca e Vila Isabel entre 1800 e 1910….procurei no seu fotolog mas n axei nenhuma…
poderia me dar algma dica de como achar??
obrigada!

Alexandre Figueiredo 11/18/06 12:41 AM …

Como se chamava esse evento automobilístico e quais eram os corredores mais destacados (incluindo o vencedor, obviamente)?