andredecourt's foto van 28-11-06

Terminamos hoje a série sobre o extinto Bairro da Misericórdia.

A foto de hoje é um fragmento de uma áerea do final dos anos 50, e mostra o último pedaço do bairro que se mostrava de pé, embora em ruínas.

No extremo esquerdo da foto, vemos que o Beco do Guindaste é a única via que mantem um quarteirão ainda integro, ao seu lado do Beco da Boa Morte só possui as casas junto a rua de D. Manoel o resto já foi demolido. Mas dos velhos becos o mais impressionante era o sinuoso Beco dos Ferreiros, que praticamente desapareceu pois vários prédios foram demolidos ficando vários terrenos baldios sendo impossível acompanhar seu traçado.

Já a rua do Cotovelo uma das quais a nova Av. Erasmo Braga foi traçada por cima, ainda possui dois solitários sobrados indicando sua esquina coma rua de D. Manoel, já o Beco da Fidalga desapareceu totalmente. Dos cinco sobrados que existiam no quarteirão da rua de D. Manoel entre o citado beco e o Beco da Torre, só restam 3 de pé, do quarto só sobra a fachada em ruínas, e no fundo do Beco da Torre o edifício Estácio de Sá aparece recém inaugurado.

Na parte inferior esquerda da foto temos os desaparecidos Mercado Municipal e toda a Rua Clapp, desaparecidos para a construção do Perimetral.

Poucos anos depois os últimos vestígios do velho bairro irão desaparecer de vez, na foto por exemplo nem a rua da Misericórida está mais no seu velho traçado, que é indicado pela linha dos sobrados quase no topo da foto. O último logradouro a desaparecer será o Beco do Guindaste já nos anos 60 para a construção do Fórum.

E aqui termina a série, espero que a mesma tenha sido reveladora.

Comments (9)

derani 28-11-06 7:29 …

Reveladora e excelente série!

Luiz D’ 28-11-06 10:48 …

Muito boa!

jban 28-11-06 12:45 …

Excelente.

Dá vontade de chorar…
Perdemos muito e não ganhamos nada em troca.

Rafael Netto 28-11-06 19:11 …

Acho que nenhuma cidade importante do mundo, ou pelo menos do Brasil, destruiu tanto seu centro histórico quanto o Rio. Não restou NADA da origem da cidade. Em São Paulo, que destruiu quase tudo que foi erguido antes de 1920, permanece bem preservado o Pátio do Colégio, onde a cidade nasceu.

http://fotolog.terra.com.br/rafael_netto

Vinicius 28-11-06 19:54 …

Pelo menos o marco da fundação da cidade “sobreviveu”. Parabéns pela série. Ficou ótima.

jasdesouza 28-11-06 19:58 …

André, Meus parabéns e todo o respeito pelo seu trabalho, que reputo um dos mais brilhantes de tudo o que vejo no Fotolog (ando pensando em fazer algo parecido com a memória de BH que só tem 107 anos de idade e já tem tanta mudança e tanta coisa perdida em termos de urbanismo!).

Vinicius 28-11-06 20:41 …

Lembrando: a Ladeira da Misericórdia também “sobreviveu”.