andredecourts foton från 2007-04-02

andredecourts foton från 2007-04-02

foto de andredecourt em 02/04/07

andredecourts foton från 2007-04-02

andredecourts foton från 2007-04-02

 

Conforme pedidos colocarei hoje 5 detalhes da foto aérea de sexta, são aproximações que sem dúvida comprovam a qualidade da imagem e mostram uma cidade totalmente diferente, as imagens estão aqui numeradas no sentido de postagem, sendo a primeira a penúltima imagem de hoje no índice de imagens aqui ao lado.

1- A imagem mostra a lagoa sendo vista entre a Serra da Tijuca e o Morro de São João, como pode se ver pela imagem o contorno do litoral da lagoa na região do Humaitá e Jardim Botânico era completamente diferente.

2- A nossa segunda imagem nos mostra o litoral da Praia da Saudade e do Morro do Pasmado, os contornos ainda são do período Passos e mostram de forma muito clara como o Morro do Pasmado se debruçava nas águas da Enseada de Botafogo, a pista ainda mantinha a acentuada curva, reclamada por moradores da Zona Sul, pois a mesma era muito perigosa e se estreitava no seu final provocando vários acidentes a partir do início da década de 10 quando os automóveis começaram a aumentar na cidade

3- A terceira imagem mostra as duas estações do Caminho Aéreo do Pão de Açúcar, bem como o topo do Morro da Urca onde hoje há um grande complexo de lazer, na época da foto ainda havia muita vegetação e de estrutura construída aparentemente além das estações havia apenas um barracão, à esquerda vemos os lados da atual Lauro Muller com sua fábrica ainda inteira, hoje dessa unidade fabril só a chaminé que existe até hoje nos lembra do passado fabril dessa região. Já à direita temos o campo do Botafogo sem nenhuma benfeitoria, o Educandário Santa Therezinha e o prédio do Hospital Rocha Maia, construído na prefeitura de Passos

4- Aqui temos a parte central do Bairro de Botafogo, vemos a Av. Beira Mar ainda com as árvores pequenas e junto as suas amuradas o Pavilhão de Regatas, não há areia, pois a praia é artificial e só foi criada nos anos 60 no governo de Carlos Lacerda. Mas no fundo do bairro que temos a nossa maior surpresa, toda a região das Ruas Assunção, Barão de Lucena, Radial Sul, Marechal Niemeyer e outras, tomada por uma enorme pedreira

5- Na imagem mostrada no topo do post de hoje vemos a Praia Vermelha, o prédio do Pavilhão de Industrias da Expo de 1908 ainda fecha todo o acesso para a praia, nessa época ele ainda era ocupado pelo 3 RI, e em 20 anos seria destruído na “Intentona Comunista”. Muito da Expo de 1908 pode ser visto, como a passarela que ligava os dois restaurantes da exposição, que ficavam onde hoje está o Circulo Militar e do outro lado uma escola municipal. No lugar da Praça Gal Tibúrcio, ainda temos restos de pavilhões bem como o arruamento da expo, mais a direita da imagem vemos que o prédio da Escola Nacional de Medicina ainda não tinha sido construído.

Comments (14)

Wagner Bahia 2007-04-02 08:58 …

Belo trabalho. Quem sabe, sabe! :0)

Luiz D’ 2007-04-02 09:10 …

As informações estão cada vez mais completas. Você poderia montá-las por bairro e/ou por assunto.
Seria uma maravilha ter um livro assim.

http://fotolog.terra.com.br/luizd

angemon 2007-04-02 10:41 …

série excelente!
bjs

derani 2007-04-02 10:49 …

Muito bom e esclarecedor!

riobus 2007-04-02 10:51 …

ótima série.

123dasilva4 2007-04-02 11:19 …

Muito boa série!

Richard 2007-04-02 11:31 …

Caro Decourt
Sôbre a pedreira da foto 4, dê um passeio pela região lendo o livro “O Cortiço” de Aluísio de Azevedo. Além de boa ficção, é quase um manual de “usos e costumes” do final do séc. XIX.
Abraços Rich

andredecourt 2007-04-02 11:36 …

Caro Richard, vc sabia que o Hospital Samaritano, hoje tão caro e elitizado, abrigou um dos cortiços do livro, até hoje do outro lado da Rua Marechal Niemeyer, quase na esquina da bambina há uma fileira de casas térreas só com portas de venezianas, sem nenhuma janela, que faziam parte do cortiço ???

Abraços e participe sempre !

edubt 2007-04-02 12:17 …

Só mesmo a mente militar para manter essa praia fechada. Ainda bem que isso sumiu!

jban 2007-04-02 14:32 …

O Richard roubou a minha fala….

A pedreira da foto é a pedreira citada no livro O cortiço. O cortiço ainda existe, como uma vila na São Clemente que vai até o terreno da antiga pedreira, onde há hoje a Radial Sul e aquele monte de prédios enormes. Quando eu era bem pequeno, brincávamos em um parque que havia no final da Barão de Lucena e viamos a pedreira alí no fundo. Depois abriram aquele monte de ruas.

Na época de colégio, fiz um trabalho sobre “O Cortiço” e o bairro de Botafogo, com muitas fotos em P&B, interessantíssimas. Achei as fotos em meus guardados outro dia. Dá uma senhora série.
Isso pelos anos 70… Acho que 1973 ou 1974…

Entre as fotos temos: O Andrwes, o A.S.A, a Vila do Cortiço, a entrada da São Clemente, o cinema que havia na entrada da Rua da Passagem….

O cortiço vizinho ao Samaritano é conhecido. Incrível como ainda esteja de pé. Aquela fieira de casinhas é puro séc. XIX. A tinturaria, o sapateiro e a Assembléia de Deus estão alí há séculos !!!

Williams 2007-04-02 16:01 …

Acho que quase entendo o prazer que o estudante de anatomia sente enquanto se disseca uma cobaia. Só pediria para “esquartejar” a foto em mais pedaços. Uma verdadeira aula. Parabéns.

rock_rj 2007-04-02 18:12 …

Espetáculo a ‘dissecação’ da foto!

Rafael Netto 2007-04-02 18:44 …

A “vila do cortiço” seria a Travessa Visconde de Morais?

O terreno da pedreira ainda está desocupado até hoje, numa região de endereço indefinido criada pelo embrião da natimorta Av. Radial Sul, hoje parte dos prédios adota o endereço “Praça Radial Sul” e outros “Rua Min. Raul Fernandes”, sem continuidade numérica.

josemuniz@rede1.com.br 2007-04-21 17:21 …

Escreva um livro, amigo.
Você tem uma narrativa clássica e perfeita. Isto é muito didático. Por favor não deixe-se perder tanto material que, com certeza, está em boas mãos. Um fotolog é legal, mas esse material ficaria muito bem em um livro bem acabado.
Abraço.