foto de andredecourt en 12/04/07

Barra da Tijuca anos 60

Nessa foto vemos as pistas da Av Sernambetiba numa Barra ainda praticamente deserta e pouco urbanizada.

Pelo recuo da construção que aparece no extremo esquerdo da foto podemos especular que o trecho fotografado seja o hoje renomeado Av. do Pepê, o trecho mais estreito da antiga Via Litorânea, que segue o PA do Tijucamar, anterior ao novo PA feito por Lúcio Costa quando do projeto para Baixada de Jacarepaguá, e aplicado no trecho subsequente do litoral.

Esse alinhamento começa no Quebra Mar indo até a Av. Ministro Érico Veríssimo, antigo ponto chique da praia da Barra, por ser mais próximo das construções baixas do Jardim Oceânico, que lhe trazia mais humanidade. Mas hoje se encontra toralmente poluído devido ao estado putrefato do complexo lagunar de dentro do bairro, que tem seu canal de desague na região do Quebra Mar, tornando impróprio um longo trecho de praia.

Na foto vemos ainda a ausência de qualquer urbanização, salvo a estreita faixa de asfalto e a primeira iluminação da orla, instalada no meio dos anos 60, composta por equipamentos incandescentes que estavam sendo substituídos na cidade, até poucos anos atrás em algumas ruas internas do Jardim Oceânico ainda podíamos ver essas luminárias.

A vegetação de restinga ainda chega nas pistas, a construção das calçadas em 1992 e o uso intensivo da praia vem causando seu paulatino desaparecimento como já ocorreu na orla de Ipanema-Leblon.

Comments (19)

edubt 12/04/07 10:30 …

Detesto Barra da Tijuca.

Tá sabendo que tem um casarão tombado que está sendo demolido na surdina em Botafogo, na esquina da Muniz Barreto com Visconde de Ouro Preto.

Cadê o Ministério Publico???

Essa cidade realmente está no fundo do poço.

edubt 12/04/07 10:30 …

Ah! o terreno vai virar estacionamento.

jban 12/04/07 10:58 …

O Casarão de esquina da Visc Ouro Preto com Muniz Barreto, pertencia a uma senhora sempre muito elegante que mora (ou morava) alí desde que me entendo por gente. Aquela é a minha área. Meus pais moram na Muniz Barreto.
Até um tempo atrás ainda a via em casa quando passava por alí de carro. Deve ter morrido ou foi para um apartamento. A casa é linda.

AG 12/04/07 12:01 …

Antes de falar do casarão.
É muita cara de pau dessa shoxnike (vige!) entrar na casa dos outros, na conversa entre amigos, e sem pedir licença, vender “lindos” modêlos de tênis. Ora essa, onde nós estamos ?
Se o André permitiu, então é outra coisa; não está mais aqui quem falou.

E falando da Barra.
Aquilo lá é terra de ninguém; manda quem tiver mais grana. E assim, nasceu uma Miami igual aqueles travecos que saem no carnaval “transformados” em Marylin Monroe.

Falando do casarão.
Eu sou a favor também pelo tombamento de construções que preservem a história e a beleza de nossa cidade. Mas não posso culpar uma família que queira transformar em dinheiro uma propriedade que lhe pertence. Inda mais numa terra de ninguém como essa em que tantos crimes são cometidos pelas autoridades urbanísticas responsáveis.

Agora, se o casarão em questão está tombado, então é caso de polícia.

edubt 12/04/07 14:08 …

AG @ 2007-04-12 12:01 disse :

E falando da Barra.
Aquilo lá é terra de ninguém; manda quem tiver mais grana. E assim, nasceu uma Miami igual aqueles travecos que saem no carnaval “transformados” em Marylin Monroe.

AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!

Gostei!

Lefla 12/04/07 16:53 …

Barra? A Barra é da Tijuca, me desculpem. Ela representa o sonho da classe média tijucana que, finalmente, após anos sem saber se era zona norte ou zona sul mudou-se para o oeste de onde desfrutam da vista do mar, do alto de um edifício com 90 andares e 420 apartamentos. Tudo com estátuas cafonas e jardins esquisitos. A Barra é a Tijuca esfregando na cara da Zona Sul seu projeto de ladrilhar a praia.

Rafael “Junior” 12/04/07 17:04 …

Como vai,André??Mais uma excelente foto,pra variar!!! :) :) :)
Esse trecho inicial da praia da Barra,hoje conhecido como Jardim Oceânico,ou informalmente chamado de “Barrinha” tem mesmo características muito diferentes do restante do bairro,os prédios a beira mar nesse pequeno pedaço têm tamanho menor e é possível até certo ponto se fazer as coisas a pé,ao contrário de grande parte da Barra que foi construída posteriormente.Certamente por ter sido o foco inicial de ocupação dessa região da cidade,traz consigo características oriundas da zona sul,e totalmente distintas da maior parte do bairro que cresceu depois,com o plano do Lucio Costa.
Tenho uma teoria acerca da Barra da Tijuca e da Zona Sul,com suas semelhanças e disparidades que se tudo der certo,fará parte da minha pós-graduação,num futuro breve.É possível enxergar com facilidade como que a socialização se dá de forma completamente diferente entre essas duas regiões da cidade do Rio.Ah,só mais uma coisa,na verdade uma pergunta:existem muitos registros em fotos da barra”pré-lucio costa”,ou até mesmo anterior à ocupação do Jardim Oceânico??
Por hoje é só,1 abraço

andredecourt 12/04/07 18:47 …

Fala Rafael, conheço pouquíssimos registros anteriores aos anos 60, os que eu tenho grande parte já foi extraída de livros que contavam como seria a Barra com o plano Lucio Costa

caucaia1 12/04/07 19:06 …

Era linda, mas se fué!
Uma pena.

Vinicius 12/04/07 19:18 …

A casa em Botafogo que está sendo demolida é essa:

http://i157.photobucket.com/albums/t62/tcintra/3-20.jpg

http://i157.photobucket.com/albums/t62/tcintra/2-21.jpg

http://i157.photobucket.com/albums/t62/tcintra/1-21.jpg

Passei por lá hoje a tarde e tirei essas fotos. Pertence ou pertencia a Primeira Igreja Batista em Botafogo. Será que era mesmo tombada?

andredecourt 12/04/07 19:30 …

Me lembro da casa, ela já estava bem descaracterizada, mas se houver decreto de tombamento é ilegal, e se não houver acho um absurdo se demolir uma casa para se colocar carros no terreno

Rafael Netto 12/04/07 19:42 …

Acho que vocês estão confundindo as casas. Essa não fica na esquina (veja que há prédios dos dois lados). A da esquina é uma cinza, com uma escadaria e varanda, e acho que está bem preservada.

Não sei se tombamento adianta, mas APAC com certeza não. Na minha vila algumas casas foram violentamente descaracterizadas recentemente, a despeito de estarem protegidas há alguns anos. A Prefeitura bem que tentou embargar.

Quanto à Barra, esse é o único trecho “humano” da região, embora eu não goste dos prédios todos iguais e colados uns aos outros.

jban 12/04/07 21:02 …

Esta não é a casa a qual me referi. Com certeza os pastores esão derrubando para fazer um templo mais moderno…

Almacarioca 13/04/07 19:00 …

A Barra da Tijuca continua linda, prática, moderna, oferecendo qualidade de vida aos seus moradores. Moro aqui e gosto. A Barra merece ser conhecida, não apenas por fotografias ou por ‘ouvir dizer’.

andrepostarek 13/04/07 19:25 …

Concordo plenamente com Almacarioca.
Tá cheio de gente que critica a Barra pq ouve outras pessoas criticarem, e nem sequer conhece o bairro ou então conhece a Barra dos anos 80.
Eu me mudei da zona sul pra cá há pouco tempo e não me arrependo nem um pouco. Estou adorando morar aqui.
Acho que as pessoas precisam conhecer melhor o bairro antes de criticar.

photoquim 18/04/07 9:57 …

Eu fui morar aí em 1964…
Era um deserto (pantanoso) mesmo… mas ótimo lugar.
Já hoje…
[]s.
JQ//.

Local Eterno 26/04/07 19:25 …

Realmente esta coisa de detestar a Barra e ridiculo. Nasci em Botafogo, nos mudamos para Ipanema e Barra. Bom, para os que gostam do mar nao tem lugar melhor no Rio. Realmente os Tijucanos tem uma influencia no Bairro, assim como as pessoas de Ipanema, Meier, Copacabane ets. Mas a Barra e muito mais que bairrismo. E praia! Acho ridiculo estes pregos que dizem detestar a Barra e amar o Rio. O Pepe, que era meu amigo, e transferiu sua barraca de S. Conrado para frente da casa da minha vo (construida nos anos 50!) tranferiu o “point” da geracao Rio para a Barra e todo mundo que se preste curtiu a praia ali. A Barra e praia!

Local Eterno 26/04/07 19:48 …

Andre, otima foto! Valeu!

Quanto ao Plano Lucio Costa, e plano nao foi respeitado! O plano era justamente evitar que a Barra crescesse como o resto do Rio. Ele limitava a altura de edificios a 3 andares. Ele foi respeitado ate meados dos anos 70. O pior caso foi o do condominio Alfabarra que aterrou a lagoa para construir aquela coisa horrivel.

Quem ja viveu na Barra (na frente do mar) sabe como e boa a qualidade de vida. Nao existe nenhum lugar no Rio que voce possa viver em uma casa com piscina e amenidades e poder atravessar a rua e para a praia. Este mesmo condo. NUNCA teve um assalto a suas casas. E fica a um raio de ao menos 10km de qualquer favela. Cada lugar tem suas coisas boas e ruins. Obviamente os que malham tanto a Barra nao conhecem as coisas boas… Sorry:)