Nossa interessantíssima imagem de hoje mostra a Av. Rio Branco tomada de populares em algum evento realizado no final dos anos 40.

A data certa da imagem não pode ser precisada, mas o velho prédio do Clube de Engenharia, na esquina da Rua Sete de Setembro não aparece na imagem, muito menos o novo edifício do Clube o Edson Passos, que foi inaugurado em 1954, e teve sua construção iniciada em 1946.

Como  não vemos o velho edifício e nem as estruturas subindo do novo podemos ter uma apertada janela de tempo entre 1946 e 47.

No outro vértice da esquina temos o prédio hoje ocupado pela seguradora Generalli com a sua fachada original, antes da profunda reforma de poucas décadas que deixou o velho prédio com a aparência de um edifício dos anos 80.

No lado esquerdo da imagem, tudo estava igual desde 1928 quando o edifício Guinle foi construído, vemos inclusive alguns dos prédios da primeira geração da avenida que nos próximos 20 anos seriam demolidos.

Possivelmente essa imagem seja de algum comício da eleição presidêncial entre Eurico Dutra, candidato do regime, o Brigadeiro Eduardo Gomes e o socialista Yedo Fiúza, pois só uma volta à democracia depois das décadas de excessão levaria tanta genta de maneira um tanto desorganizada à Av. Rio Branco. Intriga o pórtico em primeiro plano, mandado ser levantado tudo indica pelo governo paulista, com a imagem de Washington Luís, que era mineiro.

A Av. Está lotada, com pessoas penduradas até nos postes, aparentemente tentando ver o que acontecia numa palanque armado na altura da esquina com a Av. Alm Barroso.

Vamos colocar alguns fragmentos da imagem para a melhor apreciação: