copa-casa-duvivier

copa-duvivier

Graças ao amigo Carlos Ponce de Leon que virou o garimpador mais que oficial de imagens da Life , na minha total falta de tempo, trago hoje essa fantástica imagem, como aliás é de praxe dos arquivos da revista.

A foto tirada do topo da torre da casa da Família Duvivier mostra Copacabana ensaiando suas passadas rumo a verticalização.

Um exame acurado da foto revela que o Ed. Netuno, um dos mais antigos da orla, na esquina da Rua República do Peru ainda estava na sua terceira lage, há inclusive uma curiosa nuvem de poeira subindo da construção.

Mais a frente, o Ed. Guarujá reina absoluto na praia, estalando de novo, como atesta o excelente estado de suas fachadas e empena, nessa época as superfícies pintadas envelheciam rapidamente, visto a falta de tecnogia das tintas ao clima tropical do Brasil. Na área do Posto IV ainda identificamos construções importantes, como a casa de James D’arcy na esquina com Figueiredo de Magalhães, o Hotel Londres, também se destacando com a pintura muito clara ao lado do Guarujá e mais ao fundo a casa da Família Paranaguá, já na esquina com a Barão de Ipanema.

No Posto VI outro prédio se eleva, mas não conta com mais que uns 5 ou 6 pavimentos, pela posição pode ser o Ed. Araguaya um dos mais antigos da orla, ainda em construção, mas é só uma suposição.

Nosso fotógrafo escolheu o anoitecer de um dia nebuloso, nas pistas da Av. Atlântica os postes já estão acesos na frente do Copa, que aliás se mostra magnífico, como sempre.

No calçadão 3 estilos de revestimento, o primeiro com ondas paralelas, um curto com ondas perpendiculares, ainda no estilo de 1919 e um terceiro de ondas paralelas, mas muito branco e nítido que pode ser a experimentação de pastilhas hidráulicas