Na  foto nosso fotógrafo está na calçada junto aos prédios e fotografa rumo ao Posto IV. Vemos a antiga forma do restaurante La Rondinella um dos mais antigos da praia, podemos ver como a varanda era pequena em comparação com hoje, mas na época o Rondinella já era beneficiado pelo pequeno recuo do Ed.  Albatroz, que inclusive possuia em sua configuração original uma pequena calçada elevada em cerâmica.

Na pista vemos os tachões metálicos, engastados no pavimento que delimitavam a travessia de pedestes bem como o sinal de transito, apenas um conjunto de lentes para cada sentido, distribuídos após o cruzamento (dependendo do sentido de mão) para melhorar a visibilidade das luzes que não devia ser das melhores. Na calçada bem à direita, vemos a união de 3 desenhos, dois originais, o da Av. Atlântica daa antiga calçada sem recuo e o da Siqeira Campos que vem contornando o meio-fio, também respeitando a antiga estreita calçada, a parte totalmente branca é a área de recuo, obrigatória para o novo prédio construído há pouco, que inclusive tem galerias agachianas, pois a Siqueira Campos a época possuia um PA que previa todo o alargamento do lado esquerdo até a Rua Tonelero e do lado direito até a boca do Túnel Velho num projeto de duplicação das galerias de forma paralela e não sobrepostas como hoje. Nessa época a Rua Figueiredo de Magalhães ainda estava sendo aberta no seu trecho superior e terminaria na Praça Vereador Rocha Leão, possivelmente sem saída ou se unindo em um U com a Rua Santa Clara e Henrique Oswald.

Observamos também as luminárias em estilo canadense, mais altas que o normal, exclusivas da Av. Atlântica, inauguradas em 1936 e que possuiam originalmente um sistema interno de anteparos para evitar o ofuscamento dos prédios, abandonado nos anos seguintes, possivelmente por problemas de manutenção. Hoje esse conjunto que foi conhecido como o colar de pérolas está abandonado e o pior vários postes foram levados para a Rua do Lavradio de forma autoritária pela Adm. Conde, e totalmente  historicamente equivocada pois a Rua do Lavradio usava os modelos NY.

Os prédios sem o afastamento previsto por Agache comçavam a fazer sombra, como vemos, muito cedo logo após ao meio-dia inviabilizando grandes trechos da praia na parte da tarde.