Enquanto hoje a ridícula árvore de natal da Lagoa tem seu topo instalado a uns 50 aos atrás o natal era recebido de uma forma mais simpática.

Vemos o comércio localizado no filet mingon do antigo Centro o encontro da Rua do Ouvidor com a Av. Rio Branco. É certo que nessa época boa parte do comércio sofisticado antes localizado no Centro já tinha pelo menos aberto uma filial na Z. Sul, mais precisamente em Copacabana, mas o Centro ainda guardava muita coisa boa atraindo gente de todos os lugares da cidade.

Vemos em destaque a filial Ouvidor da A Exposição, localizada no antigo prédio antes ocupado pela David & Cia Papéis Pintados e que nessa época era um perfeito exemplo dos prédios da chamada primeira geração e meia da avenida. Onde prédios ecléticos eram profundamente modernizados sem serem demolidos, como já vimos alguns exemplos em posts passados.

Nessa época Av. Rio Branco tinha mão invertida, por isso a estranha posição dos carros e caminhão de bebidas.